Aspectos da Variabilidade Sazonal da Radiação, Fluxos de Energia e CO2 em Área de Caatinga (Seasonal Variability Aspects of Radiation and Fluxes of Energy and CO2 in a Caatinga Area)

Samira de Azevedo Santos, Magaly de Fátima Correia, Maria Regina da Silva Aragão, Pollyanna Kelly de Oliveira Silva

Resumo


Regiões semiáridas são particularmente sensíveis à variabilidade pluviométrica com respostas imediatas da superfície ao aumento ou redução no teor de umidade do solo e processos de evapotranspiração. Mudanças no padrão espacial e temporal das chuvas representam um fator determinante nas trocas de calor, vapor d’água e CO2 entre o ecossistema e a atmosfera. Nesse contexto, este trabalho tem como objetivo analisar o comportamento sazonal da radiação, dos fluxos de energia e CO2 em área de caatinga. Mudanças na disponibilidade de umidade são determinantes para as alterações no regime de cobertura do dossel e impõem múltiplas adaptações à vegetação da caatinga. A redução na cobertura vegetal acarreta uma maior susceptibilidade do ambiente aos efeitos da radiação e insolação. Variações diárias da temperatura aceleram a atividade microbiana do solo e liberação de CO2. As análises foram concentradas no período de julho de 2004 a julho de 2005. Os resultados mostram que a maior parte da energia absorvida pela superfície foi liberada na forma de calor sensível, refletindo a resposta da vegetação a insuficiência hídrica da região. Os resultados obtidos com a análise da evolução do fluxo de carbono possibilitam concluir que no período de estiagem, embora com taxas mínimas, o bioma atua como emissor de CO2. Valores substancialmente mais elevados (negativos) observados no período chuvoso indicam um comportamento inverso no qual o bioma atua como sumidouro de carbono da atmosfera (sequestro de CO2). Esse resultado indica a importância da conservação do bioma caatinga no controle do efeito estufa e, consequentemente, do aquecimento global.

Palavras - chave: caatinga, CO2, semiárido

 

 

Seasonal Variability Aspects of Radiation and Fluxes of Energy and CO2 in a Caatinga Area

 

 

ABSTRACT

Semiarid regions are particularly sensitive to rainfall variability with quick surface responses to an increase or decrease in soil moisture content and evapotranspiration processes. Changes in spatial and temporal rainfall patterns are a determining factor in heat, water vapor and CO2 exchanges between the ecosystem and the atmosphere. In this context, the objective in this work is to analyze the seasonal behavior of the radiation and of the energy and CO2 fluxes in a caatinga area. Changes in moisture availability dictate alterations in the canopy cover regime and lead to multiple adaptations of the caatinga vegetation. The reduction in vegetation cover causes a higher environmental susceptibility to the radiation and insolation effects. Daily temperature variations accelerate the microbial activity in the soil and the CO2 loss. Analyses were concentrated in the period from July 2004 to July 2005. The results show that most of the energy absorbed by the surface is released as sensible heat, which reflects the vegetation response to the hydrological deficiency in the region. The results obtained by analyzing the evolution of the CO2 flux allow to conclude that during the dry season the biome acts as CO2 source, although with minima rates. Substantially higher (negative) values observed during the rainy season indicate an opposite behavior in which the biome acts as a sink of atmospheric carbon (CO2 sequestration). This result indicates the importance of the caatinga biome conservation in the control of greenhouse gases increase and hence global warming.

Keywords: caatinga, CO2, semiarid


Palavras-chave


caatinga, CO2, semiárido

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v5.4.p761-773



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License