Distribuição Geográfica da Atuação do IBAMA Frente à Ilegalidade do Comércio de Animais Silvestres nos Estados do Pará e Amazonas

Fabrício Lemos de Siqueira Mendes, Lígia Terezinha Lopes Simonian, Ygor de Siqueira Mendes Mendonça

Resumo


O artigo apresentado teve como motivação identificar, através da distribuição geográfica, a atuação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), no que diz respeito à apreensão de Animais Silvestres na Amazônia, mas especificamente nos estados do Pará e Amazonas. Deste modo, sua importância visa mostrar que a distribuição geográfica de legislação do IBAMA é complexa, quando se trata da região norte. Como metodologia, foi solicitado os Relatório de Alto de Infração dos IBAMA do estado do Pará e Amazonas, no período de 1999 a 2007. Diante desses dados, foi possíveis plotar no mapa, quais as cidades em que o IBAMA fez apreensão de AS. Os resultado indicam que o IBAMA atua em mais de 50% das cidades dos estado do PA e AM, mas não mantém um periodicidade ao longo dos anos estudados. Deste modo, concluiu-se que apesar do esforço na fiscalização da região norte é necessário investir em educação, equipamentos e recursos humanos para tentar coibir a ilegalidade referente aos AS.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v8.4.p1085-1092



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License