Proposta Metodológica para Risco de Incêndio Florestal: Estudo de Caso na Zona de Proteção Ambiental (ZPA-1) em Natal/RN (Proposed Methodology for Forest Fire Risk: A Case Study in the Area of Environmental Protection (ZPA-1) in Natal/RN)

Adalfran Herbert de Melo Silveira, Anderson Flávio Silva de Queiroz, Bruno Claytton Oliveira da Silva, Fernando Moreira da Silva, Nivaldo Patrício da Costa Junior

Resumo


Com a evolução da espécie humana e desenvolvimento de suas atividades, os incêndios florestais passaram a constituir uma fonte de perturbação permanente, acarretando perdas e danos materiais. Desta forma, o trabalho objetiva desenvolver uma metodologia para o mapeamento de risco de incêndios em áreas florestais. A área de estudo foi a Zona de Proteção Ambiental (ZPA-1), inserido no município de Natal/RN. Os dados espectrais foram obtidos junto ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais/INPE, enquanto que os dados climatológicos foram coletados na Estação Climatológica Principal da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), para o mês de agosto de 2001. Para tanto, fez-se uso de geotecnologias, especificamente Sistema de Informações Geográficas. Ademais, foi construído um banco de dados, geocodificados e processados pelo software IDRISI Taiga. Foram elaborados diversos mapas de vulnerabilidade, tais quais: Temperatura de Superfície (T), Umidade Relativa do ar (UR), Índice de Vegetação Diferença Normalizada (NDVI), Índice de Construção Diferença Normalizada (NDBI), Declividade (DEC) e Evapotranspiração Potencial (ETP) e associados a informações de campo. Os mapas de vulnerabilidades foram integrados, gerando o Mapa Base de Risco de Incêndio Florestal. Os resultados mostraram que a metodologia proposta apresentou eficiência no auxílio de ações voltadas a incêndios em Unidades de Conservação, principalmente em grandes áreas, de vegetação densa e naquelas com recursos restritos do poder público, e quando há a necessidade de se concentrar as atividades inerentes à Brigada de Incêndio em pontos estratégicos.

 

 

ABSTRACT

With the evolution of the human species and development activities, forest fires have become an ongoing source of disturbance, causing losses and damage. Thus, the study aims to develop a methodology for mapping risk of fires in forested areas. The study area was the Environmental Protection Zone (ZPA-1), inserted in Natal/RN. Spectral data were obtained from the National Institute for Space Research (INPE), while the climatological data were collected in the Principal Climatological Station of the Federal University of Rio Grande do Norte (UFRN), for the month of August 2001. To do so, use has been made of geotechnology, specifically Geographic Information System. Furthermore, we constructed a database, geocoded and processed by software IDRISI Taiga. Were prepared several maps of vulnerability, such as: Surface Temperature (T), Relative Humidity (RH), Normalized Difference Vegetation Index (NDVI), Normalized Difference Building Index (NDBI), Slope (DEC) and Potential Evapotranspiration (ETP) and the associated field information. The vulnerability maps were integrated, generating the Map Base Forest Fire Risk. The results showed that the proposed method was efficient in aid of actions for fires in protected areas, especially in large areas of dense vegetation and those with limited resources of the government, and when there is a need to focus the activities inherent to Fire Brigade at strategic points.

Key-Words: Forest Fire, Risk, Environmental Protection Zone Ambiental 1, Geographic Information System (GIS).

 

 

 


Palavras-chave


Incêndio Florestal, Risco, Zona de Proteção Ambiental 1, Sistema de Informações Geográficas (SIG).

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v6.5.p1174-1192



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License