Associativismo, assistência técnica e extensão rural como políticas públicas para a geração de desenvolvimento sustentável na agricultura familiar em Taperoá-PB

José Thyago Aires Souza, André Aires de Farias, Carlos Antônio Gonçalves da Costa, Suenildo Jósemo Costa Oliveira

Resumo


A agricultura familiar é a base da economia rural no estado da Paraíba, o associativismo e a assistência técnica e extensão rural tem contribuído de maneira significativa para a melhoria de vida dos produtores de base familiar na região do cariri paraibano. Objetivou-se pesquisar ações de associativismo e ATER causadoras de mudanças e benefícios no cotidiano de comunidades rurais no município de Taperoá – PB. O município de Taperoá localiza-se na região central do estado da Paraíba, na microrregião do cariri ocidental, a pesquisa foi realizada durante o ano de 2013, onde esta região foi assolada por uma das maiores secas da história que já durava dois anos. Dentre as ações realizadas destacam-se: a revitalização da cultura da palma forrageira, apoio a caprinovinocultura local, armazenamento de forragem e otimização dos recursos naturais da região como prática de convivência com a semiaridez. A ATER exerce um papel de suma importância, dando suporte as atividades rurais do cotidiano no município de Taperoá-PB. O associativismo é fundamental para os produtores rurais, tendo em vista a sua capacidade de agregar parceiros e mobilizar pessoas em prol de um bem comum. As atividades desenvolvidas por estes órgãos são de fundamental importância para uma melhor qualidade de vida dos produtores rurais, contribuindo para se ter um desenvolvimento rural sustentável na região do cariri paraibano.

Palavras-chave


Assistência técnica; qualidade de vida; semiárido.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v8.2.p303-308



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License