Caracterização Térmica de Solos no Agreste Meridional do Estado de Pernambuco, Brasil (Thermal Characterization of Soils in Southern Wasteland of the State of Pernambuco, Brazil)

José de Almeida Maciel Neto, Antonio Celso Dantas Antonino, José Romualdo de Sousa Lima, Eduardo Soares de Souza, Willames de Albuquerque Soares, Edevaldo Miguel Alves, Carlos Alexandre Barros de Almeida, José Angelim da Silva Neto

Resumo


Para uma caracterização térmica de um solo é necessária a determinação de suas propriedades térmicas, pois elas ditam como é o armazenamento e a movimentação do calor nos solos e influenciam, como tal, a temperatura e o fluxo de calor em função do tempo e da profundidade. A habilidade de gerenciar essas propriedades térmicas é uma importante ferramenta na gestão do regime de temperatura para beneficiar a germinação das sementes e o crescimento das plantas no solo. Nesse trabalho foi feita a caracterização térmica em dois tipos de solos na região do Agreste Meridional do Estado de Pernambuco. Os solos utilizados foram classificados como Latossolo Amarelo e Neossolo Regolítico. Para determinação de suas propriedades térmicas, o modelo de De Vries foi utilizado para calcular a capacidade térmica volumétrica e para a difusividade térmica foram usados os métodos: harmônico e logarítmico. A condutividade térmica foi calculada a partir da capacidade térmica volumétrica e da difusividade térmica. Para os solos estudados, as diferenças entre os resultados obtidos e os determinados por outros pesquisadores foram muito pequenas. Os resultados, também, mostraram que as propriedades térmicas variam com o teor de umidade e a textura do solo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v8.1.p167-178



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License