Análise da Variação Espaço-Temporal das Áreas Verdes e da Qualidade Ambiental em Áreas Urbanas, Recife-PE (Analysis of the Time-Space Variation of Green Areas and the Environmental Quality in Urban Areas, Recife-PE)

Tiago Henrique de Oliveira, José Gleidson Dantas, Josiclêda Domiciano Galvíncio, Rejane Magalhães de Mendonça Pimentel, Milton Botler

Resumo


As rápidas mudanças do uso e cobertura do solo em ambiente urbano apresentam grande impacto nas relações entre os ciclos energéticos e hidrológicos sobre a superfície. O município do Recife, através da Lei de Uso e Ocupação do Solo de 1996 (Lei nº 16.176/96) define área verde como “toda área de domínio público ou privado, em solo natural,onde predomina qualquer forma de vegetação, distribuída em seus diferentes estratos: Arbóreo, Arbustivo e Herbáceo /Forrageira, nativa ou exótica”. O objetivo deste artigo é analisar a variação espacial das áreas verdes disponíveis no município do Recife e a evolução espaço-temporal da qualidade ambiental na RPA 4 através do computo do Índice de umidade (NDWI), Índice de Área Foliar (IAF) e Temperatura da superfície em imagens TM Landsat. Foi realizada uma classificação supervisionada na ortofotocarta Recife onde as áreas verdes foram exportadas para polígonos, permitindo a sua quantificação. Para as imagens TM foi aplicada parte da metodologia SEBAL. As áreas verdes ocupam 45,58% do Recife. Os transectos lineares e perfis permitiram visualizar mais facilmente as mudanças espaço-temporais ocorridos na RPA-4. Foi visualizada grande diferença de temperatura entre as áreas vegetadas e as áreas mais urbanizadas. Palavras-chave: Uso e ocupação do solo; área urbana, áreas vegetadas, sensoriamento remoto; MAXVER. A B S T R A C T The rapid change of use and land cover in urban environment poses great impact on relations between energy and hydrological cycles on the surface. The municipality of Recife, through the Land Use Legislation from 1996 (Law No. 16.176/96) defines green area as ";;;;;;any public or private domain area, in natural soil, where overcrows any form of vegetation, distributed in its different layers: Arboreal, shrubby and Herbaceous Forage, native or exotic";;;;;;. The goal of this paper is to analyze the spatial variation of available green areas in the city of Recife and the spatio-temporal evolution of environmental quality in the Political Administrative Region 4, known as RPA-4, through the calculation of moisture content (NDWI), leaf area index (LAI) and the surface temperature from Landsat TM images. Supervised classification was performed on orthophoto Reef where the green areas were exported to polygons, allowing its quantification. For the TM images, it has been applied the methodology SEBAL. The green areas occupy 45.58% of Recife. The linear transects and profiles allowed to show more easily space-time changes occurring in the RPA-4. Large temperature differences have been displayed between the most vegetated areas and more urbanized areas. Key-words: Land use; urban areas; vegetated area, remote sensing; MAXVER.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v7.6.p1196-1214



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License