Estudo da Vulnerabilidade Ambiental em uma Micro Bacia Hidrográfica Empregando Hierarquia Nominal e Operador Local (Study of Environmental Vulnerability in a Micro Basin Employing Hierarchy Nominal and Local Operator)

Normanda Santos Nascimento, Eliane Maria Vieira, José Augusto Costa Gonçalves, Giselle Paula Queiroz Cunha

Resumo


A microbacia hidrográfica do ribeirão Candidópolis pertence à bacia do rio Piracicaba, é responsável por parte do abastecimento público de Itabira. Esta microbacia sofre com a ocupação irregular do solo, o que pode comprometer o abastecimento de água da cidade em quantidade e qualidade. Sendo assim, esse trabalho propôs realizar o mapeamento da vulnerabilidade ambiental da microbacia do ribeirão Candidópolis. A elaboração do mapa de vulnerabilidade constitui na integração dos mapas de índice de vulnerabilidade por declividade, índice de vulnerabilidade por uso e ocupação, índice de vulnerabilidade por classes de solo e índice de vulnerabilidade por classes geomorfológicas. Para isso, utilizou-se a metodologia proposta por Ross (1994), a qual definiu uma hieraquia nominal de fragilidade, representados por classes: Muito Fraca (1), Fraca (2), Média (3), Forte (4) e Muito Forte (5) de acordo com seu grau de vulnerabilidade. A integração foi realizada empregando o operador local soma. Os resultados demostraram que microbacia Candidopolis apresenta um grau de vulnerabilidade de Média a Forte, totalizando 88,09% de toda a área da bacia, o que demonstra que é uma área bastante vulnerável. Os principais condicionantes deste resultado foram as classes de solos e intensificado pelo uso e ocupação presentes nesta bacia.

Palavras-chave


Vulnerabilidade Ambiental; Geoprocessamento; hierarquia nominal; operador local.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v9.3.p897-916



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License