Características Morfoestruturais do Relevo em Setor de Cuestas: Um Estudo em Analândia (SP) (Morphostructural characteristics of relief in cuestas sector: a study in Anâlandia (SP))

Estêvão Botura Stefanuto, Cenira Maria Lupinacci

Resumo


O relevo de cuesta constitui-se em uma feição morfológica de grande importância no modelado paulista, uma vez que possui um front abrupto que é acompanhado por uma larga depressão periférica, intitulada no Estado de São Paulo de Depressão Periférica Paulista. Assim, o relevo de cuesta, ao considerar bibliografias antigas e atuais, possui arcabouço considerável de estudos ao seu respeito, no entanto, as mesmas não elucidaram todas as questões pertinentes à gênese desse compartimento. Assim, faz-se necessário retomar alguns pontos e analisá-los em escala de maior detalhe. Objetiva-se com este artigo analisar as formas do relevo no contato cuesta-depressão periférica a partir de levantamentos morfoestruturais, na escala de 1:50.000, no recorte espacial do setor cuestiforme de Analândia (SP). Para isso, foram elaborados levantamentos morfoestruturais a partir da confecção das cartas de densidade de drenagem, profundidade de drenagem, declividade e feições estruturais lineares. A técnica utilizada permitiu a sobreposição de informações geomorfológicas e tectônicas, as quais são pertinentes para áreas como a deste estudo. Portanto, este artigo apresenta o levantamento de algumas hipóteses sobre a evolução do relevo da área estudada sendo possível verificar que o front cuestiforme possui características variadas. Alguns setores são bastante íngremes e com alta densidade e profundidade de dissecação; já outros são mais suavizados, com menor densidade de dissecação. Esses fatos apontam para variações na resistência das litologias, assim como para diferenciações na frequência e intensidade de estruturas lineares na região. 

 

 

 

A B S T R A C T

The Cuesta relief stands as a greatly relevant morphological trait in the Paulista shape, once it owns an abrupt front that is accompanied by a large peripheral depression, recorded in São Paulo State of Paulista Peripheral Depression. Thus, the Cuesta Relief, by considering old and new bibliography, it has a considerable draft of studies all around, though, they did not elucidate all pertinent questions regarding the genesis of such compartment. Therefore, it remains necessary to take back some aspects and analyze them at a more detailed scale. The present article objectifies to analyze relief forms in the contact peripheral cuesta-depression as from morphostructural survey, at the scale of 1:50,000 in the spatial area of Analândia’s cuestiform sector. Then, morphostructural surveys have been elaborated from confected drainage density letters, depth of drainage, declivity and linear structural traits. The technique used allowed the overlapping of geomorphological and tectonic information, which are pertinent for targeted study areas such as these. Therefore, this paper presents the rising of some hypotheses about relief evolution in the approached area, being possible to verify that the cuestiform front has varied features. Some sectors are quite steep, and a high density as well as desiccation depth whereas some are slightly softened, consisting of lower desiccation density. These points spot out variations on lithology resistance, then so differences between frequency and intensity of the region’s linear structures.

Keywords: Geomorphology, tectonic activity, drainage, desiccation of relief.  

 

 


Palavras-chave


Geomorfologia; ação tectônica; drenagem; dissecação do relevo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v9.4.p1197-1211



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License