Identificação de áreas prioritárias para a conservação e recuperação no município de Santa Lúcia-SP (Identification of priority areas for conservation and restoration in the municipality of Santa Lucia-SP)

Nayara Luciana Jorge, Danilo Ferreira Do Amaral, Adair Amaro de Lime Neto, Diego Peruchi Trevisan, Luiz Eduardo Moschini, Andréia Márcia Cassiano

Resumo


A definição de áreas prioritárias para a conservação da biodiversidade é uma importante ação para a proteção dos ecossistemas naturais, pois estas propiciam a conectividade entre as paisagens. O objetivo deste trabalho foi a identificação de áreas prioritárias para a conservação e recuperação no município brasileiro de Santa Lúcia-SP. A análise da paisagem foi realizada por meio das métricas de Índice de forma (SHAPE), Tamanho médio dos fragmentos, Distância média do vizinho mais próximo e Índice Médio de Forma. Para a determinação das áreas prioritárias para a conservação foram considerados os fragmentos de Cerrado com áreas maiores que 50 hectares e com índice de forma próximo a 1, pois são hotspots mundiais de biodiversidade. Também foram estabelecidas áreas prioritárias para a restauração no município visando o aumento da conectividade da paisagem e o auxílio à conservação. Para isso foram selecionadas áreas de preservação permanente com ausência de vegetação, áreas de vegetação não nativa ou antropizadas e áreas de declividade superior a 15º. O mapeamento da vegetação do município indicou um total de 245 fragmentos, sendo 232 fragmentos de mata nativa e 13 fragmentos de cerrado. A soma das áreas indicadas para recuperação foi de 1.155ha, aproximadamente 7,5% da área total do município, contando com 78,83% de áreas de preservação permanente com ausência de vegetação, 17,34% de áreas de vegetação não nativa ou antropizada e 3,83% de áreas com declividade superior a 15º. A maior parte dos fragmentos presentes na paisagem do município apresenta uma área de 1 a 5ha.

 

 

A B S T R A C T

The definition of priority areas for biodiversity conservation is an important action for the protection of natural ecosystems as they provide connectivity between landscapes. The objective of this study was the identification of priority areas for conservation and recovery in the Brazilian city of Santa Lucia-SP. The landscape analysis was performed using the metrics in Former Index (SHAPE), Average size of the fragments, Average distance nearest neighbor and Middle Shape Index. To determine the priority areas for conservation were considered Cerrado fragments with areas larger than 50 hectares and Form Index close to 1, as are global biodiversity hotspots. Also priority areas were established for the restoration in the city aimed at increase landscape connectivity and aid for conservation. For this were selected permanent preservation areas with no vegetation, areas of non-native vegetation or disturbed and slope areas more than 15º. The mapping of the municipality of vegetation indicated a total of 245 fragments, 232 native forest fragments and 13 fragments of cerrado. The sum of the areas identified for recovery was 1.155ha, approximately 7.5% of the total area of the municipality, with 78.83% of permanent preservation areas with no vegetation, 17.34% of non-native vegetation areas or anthropic and 3.83% of areas with slopes above 15. Most of the fragments present in the municipal landscape has an area of ​​1 to 5ha.

Keywords: landscape metrics, forest patches, landscape connectivity, environmental planning.


 

 


Palavras-chave


métricas da paisagem; fragmentos florestais; conectividade da paisagem; planejamento ambiental

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5935/1984-2295.20170020



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License