Potencialidade da produção de óxido de magnésio a partir do efluente salino proveniente da produção de sal marinho no município de Grossos/RN (Potential of magnesium oxide production from saline effluent from marine salt production in the municipality...)

Clara Lívia Câmara Silva, Alfredo Marcelo Grigio, Luis Cesar de Aquino Lemos Filho, Herminio Sabino de Oliveira Junior

Resumo


Na indústria salineira, a água do mar é a sua matéria prima, um recurso inesgotável e renovável. O presente trabalho visa avaliar o potencial de aproveitamento do efluente residual salino, proveniente da produção de sal marinho no município de Grossos, estado do Rio Grande do Norte, utilizando dados das análises de água fornecidos pela empresa comercial de produção de sal marinho desta região. A local de estudo está localizado na região da Costa Branca, e o abastecimento do empreendimento é realizado através do estuário do rio Apodi-Mossoró. Foram analisados três parâmetros (salinidade, cálcio e magnésio) em duas estações de coleta, E1 na captação de água e E2 no ponto de descarte de água-mãe. Realizadas as análises estatísticas utilizando o software livre SAEG 9.1, foram aplicados os testes de Shapiro-Wilk, Lilliefors e Kolmogorof-Smirnoff, testes de média e Correlação de Pearson, associando valores dos parâmetros obtidos em maré alta e maré baixa e entre as duas estações de coleta. Foi possível apontar que a água-mãe descartada contém 18 vezes mais magnésio e é 5 vezes mais salino do que a água coletada na entrada para a produção de sal marinho, junto a isto foi identificada a quantidade de magnésio descartada durante o período de pesquisa, viabilizando a produção de óxido de magnésio a partir da água mãe, que além de minimizar impactos ambientais provocados pela indústria salineira, se tornaria uma fonte alternativa para produção da indústria salineira. 

 

 

A B S T R A C T

In the salt industry, sea water is its raw material, an inexhaustible and renewable resource. The present work aims to evaluate the potential of the use of saline residual effluent from the production of sea salt in the municipality of Grossos, state of Rio Grande do Norte, using data from the water analysis provided by the commercial salt production company of this region. The study site is located in the Costa Blanca region, and the supply of the project is carried out through the Apodi-Mossoró River estuary. Three parameters (salinity, calcium and magnesium) were analyzed in two collection stations, E1 at the water catchment and E2 at the mother liquor disposal point. Statistical analyzes were performed using the SAEG 9.1 free software, the Shapiro-Wilk, Lilliefors and Kolmogorof-Smirnoff tests, mean tests and Pearson's correlation were applied, associating values of the parameters obtained in high tide and low tide and between the two seasons Collection. It was possible to point out that the discarded mother water contains 18 times more magnesium and is 5 times more saline than the water collected at the entrance to the production of sea salt, along with it was identified the amount of magnesium discarded during the research period, The production of magnesium oxide from mother water, which in addition to minimizing environmental impacts caused by the salt industry, would become an alternative source for the production of the salt industry.

Keywords: Salt production, environmental monitoring, environmental impacts. 


Palavras-chave


Salinas, monitoramento ambiental, impactos ambientais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5935/1984-2295.20170059



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License