FREQUÊNCIAS DOS EVENTOS EXTREMOS DE SECA E CHUVA NA AMAZÔNIA UTILIZANDO DIFERENTES BANCOS DE DADOS DE PRECIPITAÇÃO (Frequency of extreme dry and rain events in Amazon using different precipitation data bases)

Sérgio Rodrigo Santos, Clovis Angeli Sansigolo, Theomar Trindade de Araujo Tiburtino Neves, Thamiris Luisa de Oliveira Brandão Campos, Ana Paula Paes dos Santos

Resumo


Nas últimas décadas, o clima da Terra vem apresentando mudanças no seu comportamento, através do aumento da frequência de eventos climáticos extremos, associado muito provavelmente às mudanças climáticas globais, cujo tema tornou-se popular e motivo de discussão do público em geral. Neste contexto, o presente estudo apresenta uma análise das frequências dos eventos extremos de seca e chuva na Amazônia baseada em séries de precipitação mensal de quatro bancos de dados: GPCP (Global Precipitation Climatology Project), GPCC (Global Precipitation Climatology Center), CPC (Climate Prediction Center) e Era-Interim, no período de 1979 a 2014. Os eventos extremos de seca e chuva foram caracterizados pelo índice de precipitação padronizada (SPI) aplicado a diferentes escalas temporais (3, 6 e 12 meses). Os resultados mostraram diferenças expressivas nas frequências dos eventos extremos de seca e chuva, nos quatro bancos de dados. Todavia, constatou-se nas três escalas do SPI, em todas as estações do ano e nos quatro bancos de dados que, a Amazônia apresentou frequências de eventos extremos de chuva variando entre 3% a 6% no período em estudo. Por outro lado, observou-se nos eventos extremos de seca uma variação superior a 6% das frequências.

 

 

 

A B S T R A C T

In recent decades, the Earth's climate has been showing changes in their behavior by increasing the frequency of extreme climatic events, most likely associated to global climate change, whose theme became popular and point of discussion the general public. In this context, this study presents an analysis of the frequency of  the extreme dry and rainy events in the Amazon based on monthly rainfall series of four databases GPCP (Global Precipitation Climatology Project), GPCC (Global Precipitation Climatology Center), CPC (Climate Prediction Center) e Era-Interim in the period 1979-2014. The extreme dry and rainy events were characterized by Standard Precipitation Index (SPI) being applied to different time scales (3, 6 and 12 months).  The results showed expressive differences in the frequency of extreme dry and rainy events in the four databases. However, it was noted in the three scales of SPI, in all seasons and in the four databases that Amazon presented frequencies of extreme rainy events ranging from 3% to 6% in the study period. Moreover, it was observed in extreme dry events changes by more than 6% of frequencies.

Keywords: Amazon, precipitation, extreme, SPI.

 

 


Palavras-chave


Amazônia, Precipitação, Extremos, SPI.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5935/1984-2295.20170029



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License