Eventos extremos e a cidade: estudo de caso dos impactos causados por um evento climático em área urbana (Extreme events and the city: a case study of the impacts caused by a climatic event in an urban area)

Ayobami Badiru Moreira, Pedro Felipe Cavalcanti dos Santos, Deivide Benicio Soares, Ranyére Silva Nóbrega

Resumo


Este trabalho teve como objetivo analisar os impactos decorrentes do evento climático ocorrido no dia vinte e nove de janeiro de 2016 na Região Metropolitana do Recife, a partir da compreensão da vulnerabilidade urbana face aos eventos climáticos extremos ou fora dos padrões de normalidade. Para isto, fez-se o uso da análise de dados meteorológicos observados, de índices de instabilidade atmosférica, de imagens de satélite, dos mapas do campo de vento e de consultas às publicações de veículos de comunicação oficiais na internet. O evento climático deste estudo foi resultante da atuação conjunta de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN) e de um centro convectivo associado à Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), suas consequências à RMR foi marcado por precipitação, fortes rajadas de vento e descargas elétricas, que atingiram setores fundamentais à dinâmica da RMR, como as redes de transporte, de abastecimento de água e fornecimento de energia elétrica, além de provocar acidentes e uma morte. Por fim, destaca-se o papel fundamental do estudo geográfico sobre o entendimento de tais relações entre a sociedade (agente modificador dos processos naturais) e fenômenos naturais decorrentes de suas próprias dinâmicas. A B S T R A C T The current study aimed to analyze the impacts caused by a weather event which occurred on January 29th, 2016 in the Metropolitan Region of Recife – MRR, by the understanding of urban vulnerability to extreme weather events or outside the normal standards. For this purpose, there was the use of analysis of observed meteorological data, atmospheric instability index, satellite images, wind field maps and, in addition, consultations of publications of official media outlets on the internet. The weather event of this study was the result of joint action of a Cyclonic Vortex with High Levels (CVHL) and a convective Cloud System associated with the Intertropical Convergence Zone (ITCZ), its consequences to the RMR was characterized by high amount of precipitation, strong wind gusts and electrical discharges, which reached fundamental sectors to the dynamics of RMR, such as transport networks, water and electricity supply, caused several accidents and a death. Therefore, it is worth noting the fundamental role of geographical study on the understanding of such relations between society (modifier of natural processes) and natural events resulting from its own dynamics. Keywords: extreme weather events, cyclonic vortex with high levels, urban vulnerability.

Palavras-chave


eventos climáticos extremos, vórtice ciclônico de altos níveis, vulnerabilidade urbana.

Texto completo:

PDF

Referências


Alvarez, I. P., 2013. A segregação como Conteúdo da Produção do Espaço Urbano, in: Vasconcelos, P. A., Corrêa, R. L, Pintaudi, S. M. (Org.), A cidade contemporânea: segregação espacial. Contexto, São Paulo, pp. 111-126.

APAC. Agência Pernambucana de Águas e Clima, 2016. Chuvas e ventania. Disponível: http://www.apac.pe.gov.br/noticias.php?noticia_id=763. Acesso: 22 jul. 2016.

Borsato, V. A., 2006. A Participação dos sistemas atmosféricos atuantes na bacia do rio Paraná no período de 1980 a 2003. Tese (Doutorado). Maringá, Universidade Estadual de Maringá.

Bitoun, J., 2004. Impactos socioambientais e desigualdade social: vivências diferenciadas frente à mediocridade das condições de infraestrutura da cidade do Recife, in: Mendonça, F. (Org.), Impactos socioambientais urbanos. Editora da UFPR, Curitiba, pp. 255-270.

Carlos, A. F. A., 2013. Da “organização” à “produção” do espaço no movimento do pensamento geográfico, in: Carlos, A. F. A., Souza, M. L., Sposito, M. E. B (Org.), A produção do espaço urbano: agentes e processos, escalas e desafios. Contexto, São Paulo, pp. 53-73.

Cavalcanti, I. F. A., Ferreira, N. J., Silva, M. G. A. J., Dias, M. A. F. S., 2009. Tempo e Clima no Brasil. Oficina de Textos, São Paulo.

Christofoletti, A., 1979. Análise de Sistemas em Geografia. Hucitec, São Paulo.

Corrêa, R. L., 2013. Sobre agentes sociais, escala e produção do espaço: um texto para discussão, in: Carlos, A. F. A., Souza, M. L., Sposito, M. E. B (Org.), A produção do espaço urbano: agentes e processos, escalas e desafios. Contexto, São Paulo, pp. 41-51.

Diário de Pernambuco, 2016. Chuvas deixam rastro de destruição e breu no Recife. Disponível: http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/vida-urbana/2016/01/29/interna_vidaurbana,624480/chuvas-deixam-rastro-de-destruicao-e-breu-no-recife.shtml. Acesso: 22 jul. 2016.

Doswell, C. A., Schultz, D. M., 2006. On the use of indices and parameters in forecasting severe storms. Electronic J. Severe Storms Meteor. 1, 1–14.

G1, 2016. Temporal deixou saldo de 173 quedas de árvores, 55 acidentes e uma morte. Disponível: http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/2016/01/temporal-deixou-saldo-de-173-quedas-de-arvores-55-acidentes-e-uma-morte.html. Acesso: 22 jul. 2016.

Gan, M. A., 1983. Um estudo observacional sobre as baixas frias da alta troposfera, nas latitudes subtropicais do Atlântico sul e leste do Brasil. Dissertação (Mestrado). São José dos Campos, INPE.

Lefebvre, H., 1999. A revolução urbana. Ed. da UFMG, Belo Horizonte.

Lima, E. G., Loredo-Souza, A. M., 2015. Análise da ocorrência de downbursts no Brasil. Ciência e Matura 37, 32-38.

Marandola Jr., E., Hogan, D. J., 2004. Natural hazards: o estudo geográfico dos riscos e perigos. Ambiente e Sociedade 7, 95-110.

Melo, M. L., 1961. As migrações para o Recife I: Estudo Geográfico. Instituto Joaquim Nabuco, Recife.

Molion, L. C. B., Bernardo, S. O., 2002. Uma revisão da dinâmica das chuvas no Nordeste brasileiro. Revista Brasileira de Meteorologia 17, 1-10.

Monteiro, C. A. F., 1995. A Interação homem-natureza no futuro da cidade, in: Becker, B. K., Christofoletti, A., Davidovich, F. R., Geiger, P. P. (Org.), Geografia e Meio Ambiente no Brasil. Hucitec, São Paulo, pp. 371-395.

Moura, R., Silva, L. A. A., 2008. Desastres naturais ou negligência humana? Revista Geografar 3, 58-72.

NE10, 2016. Após morte e destruição, chuva deixa grande Recife em alerta. Disponível: http://noticias.ne10.uol.com.br/grande-recife/noticia/2016/01/29/apos-morte-e-destruicao-chuva-deixa-grande-recife-em-alerta-594406.php. Acesso: 22 jul. 2016.

Nóbrega, R. S., Farias, R. F. L., 2016. Eventos extremos pluviais em Jaboatão dos Guararapes: climatologia e estudo de caso. Revista do Departamento de Geografia USP, 70-82.

Nóbrega, R. S., Santos, P. F. C., Moreira, E. B. M., 2016. Morfologia urbana e ilhas de calor na cidade do Recife/PE: distribuição espacial e intensidade. Revista de Geografia 33, 319-333.

Ogashawara, I., 2012. Análise rítmica e a climatologia geográfica Brasileira. Geoaraguaia 2, 57-72.

Pascual, L. P., 1995. Modelización dinámica del microburst – aplicación a la aeronáutica. Tesis (Doctoral). Madrid, Universidad Complutense de Madrid.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v10.6.p1730-1745



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License