Cadê a lagoa que estava aqui? Estudo de caso da Lagoa do Portinho, litoral do Piauí (Brasil) (Where is the Lake that Was Here? A Case Study on the Portinho Lake in Piauí, Brazil)

Francisco Soares Santos-Filho, Tarcys Klébio da Silva Mesquita, Iracilde Maria de Moura Fé Lima

Resumo


A lagoa do Portinho corresponde a um grande corpo d’água fluvial, formado a partir do barramento das águas do rio Portinho pelas dunas que se movem da planície litorânea para o interior do Piauí, no sentido nordeste-sudoeste. Historicamente essa lagoa tem representado um grande atrativo a visitações e prática de lazer. No entanto, a intensificação do uso das terras e da água na bacia hidrográfica do rio Portinho associada às reduções dos índices pluviométricos nos últimos anos, resultou numa grande diminuição da vazão do rio que, associada ao uso da água, culminou praticamente na extinção dessa lagoa, no ano de 2015. Essa redução passou a ser objeto de discussões por diversos setores sociais, evidenciando necessidade de planejamento socioambiental dessa bacia, para contribuir com a conscientização da população local sobre o uso sustentável do solo e da água. Esta pesquisa se propôs ampliar estudos de sua caracterização envolvendo as formas do uso e ocupação recente da bacia hidrográfica do rio Portinho e seus reflexos na dinâmica da lagoa do Portinho, uma vez que esta é formada por sua drenagem, a partir da perspectiva integrada sociedade versus natureza. Os estudos foram realizados a partir de levantamentos bibliográficos, cartográficos, documentais e pesquisas de campo, utilizando-se técnicas de geoprocessamento, buscando caracterizar a área da bacia e identificar problemas socioambientais refletidos na lagoa do Portinho. Com base nos resultados conclui-se que essa lagoa apresenta problemas hidrológicos decorrentes da dinâmica natural da área, principalmente com relação à variação do nível da água da lagoa, sua colmatação e dificuldades de acesso provocados pelo avanço das dunas móveis sobre o seu espelho d’água. Identificou-se que os tipos de uso da água mais recentes, a montante da lagoa, associado à diminuição dos índices pluviométricos para a região correspondem aos fatores que causam maior impacto à bacia hidrográfica, refletindo-se diretamente na dinâmica da lagoa fluvial do Portinho e trazendo prejuízos às atividades locais.

 

 

ABSTRACT

The Portinho Lake is a large water body formed by a barrier on the Portinho River consisted of dunes that move from the coastal plain, in a southwest direction, towards the interior of the state of Piauí, Brazil. Historically, this lake is a great attraction for visitors. However, the intensification of water and land use in the Portinho River basin, and reductions of precipitation indexes in recent years resulted in a large decrease in the river flow that practically extinguished this lake in 2015. The reduction of this lake began to be a subject of discussion in several social sectors, evidencing the need for social and environmental planning for this basin and thus contributing to the awareness of the local population on the sustainable land and water use. This research intended to expand studies on the characterization of the Portinho River basin, including its current use and occupation and effects on the dynamics of the Portinho Lake from an integrated perspective of society and nature. The studies were based on bibliographical, cartographic, and documentary and field surveys, using geoprocessing techniques to characterize the basin area and identify socio-environmental problems that affect the Portinho Lake. This lake has hydrological problems due to the natural dynamics of the area, especially due to its water level variation, clogging, and water flow difficulties caused by moving dunes that deposit sand on its water surface. The decrease in the precipitation indexes of the basin and the most recent water use upstream of the lake are the factors of greater impact on the basin, which affect directly the dynamics of the Portinho Lake and cause losses on local activities.

 

Keywords: Coastal lakes. Coastal hydrography. Environmental impact. Drought.


Palavras-chave


Lagoas costeiras; Hidrografia costeira; Impacto ambiental; Efeitos da estiagem.

Texto completo:

PDF (English)

Referências


Bastos, Edson Alves, Rodrigues, Braz Henrique Nunes, Andrade JR, Anderson Soares de, 2015. Boletim agrometeorológico de 2014 para o Município de Parnaíba, Piauí. Teresina: Embrapa Meio-Norte. 38 p. (Documentos / Embrapa Meio-Norte, ISSN 0104-866X; 235).

Bastos, Edson Alves, Rodrigues, Braz Henrique Nunes, Andrade JR, Anderson Soares de, 2000. Boletim agrometeorológico para o município de Parnaíba 1990-1999. ISSN 0104-866X, Documentos Nº 46, EMBRAPA MEIO NORTE, Teresina-PI, novembro/2000.

Cavalcanti, Agostinho Paula Brito, 1996. Caracterização e análise das unidades geoambientais na planície deltaica do rio Parnaíba / PI. Dissertação (Mestrado em Geografia). Rio Claro, UNESP.

Cavalcanti, Agostinho Paula Brito, 2000. Impactos e condições ambientais da zona costeira do estado do Piauí. Tese (doutorado) Rio Claro, UNESP.

CODEVASF. Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba, 2006. Plano de Ação para o Desenvolvimento Integrado da Bacia do Parnaíba (relatório final). Plano de Ações Estratégicas da Bacia do Parnaíba. Brasília.

FUNDAÇÃO CEPRO. Fundação Centro de Pesquisas Econômicas e Sociais do Piauí, 1996. Macrozoneamento Costeiro do Estado do Piauí: Relatório Geoambiental e Socioeconômico. Teresina.

FUNDAÇÃO CEPRO - Fundação Centro de Pesquisas Econômicas e Sociais do Piauí, 2013. Diagnóstico Socioeconômico dos Municípios. Teresina.

Galvão, Valdecir, 2015. Parecer técnico científico (Ofício Lagoa Livre). Promotoria de Justiça do Estado do Piauí, comarca de Parnaíba. Disponível: http://www.proparnaiba.com/redacao/2015/05/barragens-secaram-lagoa-do-portinho-afirma-pesquisador.html. Acesso: 28 jun. 2016.

INMET. Instituto Nacional de Meteorologia, 2016. BDMEP - Série Histórica - Dados Mensais, 2016. Disponível: http://www.inmet.gov.br/portal/index.php?r=bdmep/bdmep. Acesso: 03 fev. 2016.

INPE. Instituto Nacional de Pesquisa Espaciais, 2015. Disponível: http://www.dgi.inpe.br/siteDgi/index_pt.php. Pedido 1065188, Acesso: 05 dez. 2015.

Lima, Iracilde Maria Moura Fé, 1987. Relevo Piauiense: Uma proposta de classificação. Carta CEPRO Teresina v. 12 n. 2, p. 55-84, Ago/Dez. 1987. Disponível em: http:// iracildefelima.webnode.com. Acesso em: 10 fev.2016.

Martins Filho, Jorge, 2013. O PRODETUR e a produção do espaço no litoral do Piauí. XIV Encuentro de Geógrafos da América Latina. Anais do XIV EGAL. Lima: UGI-Peru.

Mendes Junior, Julimar Quaresma, 2011. Os ocupantes da Lagoa do Portinho, Piauí, Brasil: os artefatos em ambiente dunar. Dissertação (mestrado em antropologia e arqueologia). Teresina, UFPI.

Moraes, Antônio Carlos Robert. 2007. Contribuição para a gestão da zona costeira do Brasil: elementos para uma geografia do litoral brasileiro. Annablume, São Paulo.

Paula, Jorge Eduardo de Abreu, 2013. Dinâmica morfológica da planície costeira do Estado do Piauí: evolução, comportamento dos processos costeiros e a variação da linha de costa. Tese (doutorado). Fortaleza, UFC.

Santos-Filho, Francisco Soares, Almeida Jr, Eduardo Bezerra de, Soares, Caio Jefiter dos Reis Santos, Zickel, Carmen Sílvia. 2010. Fisionomia das restingas do Delta do Parnaíba, Nordeste, Brasil. Revista Brasileira de Geografia Física 3, 218-227.

Santos-Filho, F. S., Soares, Ana Flávia Cruz Leite, Almeida JR, Eduardo Bezerra de (Orgs). Biodiversidade do Piauí: pesquisas e perspectivas. Curitiba, PR: CRV, vol. 2, 2013.

SUDENE. Superintendência do Desenvolvimento do nordeste, 1990. Dados pluviométricos mensais do Nordeste – Estado do Piauí. Recife.

Tundisi, José Galizia, 2003. Águas no século XXI: enfrentando a escassez. São Carlos: RiMa, IIE.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v10.6.p346-356

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License