O consumo da água na cidade de Curimatá - PI: percepção dos moradores do entorno da barragem Vereda da Cruz (The water consumption in the Curimatá city, Piauí, Brazil: perception of the people of the surroundings of the Vereda da Cruz dam)

Lorran André Moraes, Eunice Maria Marques Sousa Filha, Leilson Alves dos Santos, Aline Aparecida Carvalho França, Maria Fátima Veras Araújo, Roselis Ribeiro Barbosa Machado

Resumo


Atualmente a Educação Ambiental é uma ferramenta de grande importância capaz de apresentar alternativas que diminuam os problemas ambientais ocasionados pelas ações antrópicas. Diante disso, a proposta deste trabalho foi analisar o consumo da água através da percepção da população do Município de Curimatá - PI, numa perspectiva da questão ambiental e consumo sustentável, inter-relacionando com a Educação Ambiental. O presente estudo foi realizado no Município de Curimatá-PI, por meio de questionário socioambiental aplicado com moradores da cidade bem como com o gerente regional da Agência de Água e Esgoto do Piauí – Agespisa. Nesse estudo percebe-se a notoriedade do tema junto à percepção da população sobre a maneira como é consumida a água, bem como, suas relações com a sustentabilidade, os problemas causados pelo mau uso deste recurso natural, a fonte de abastecimento e as formas de tratamento da água no município. Nota-se ainda, como primordial nesse estudo, a responsabilidade da população em relação ao uso consciente do recurso hídrico, pois a veem como uma contribuição pessoal / social e ambiental para o futuro melhor. Com essa pesquisa será possível desenvolver futuramente ações socioeducativas a fim de conscientizar a população da zona urbana do município de Curimatá-PI sobre a importância de assumir atitudes sustentáveis em relação ao uso da água.

 

 

A B S T R A C T

Currently the Environmental Education is a very important tool able to present alternatives that reduce the environmental problems caused by human actions. Therefore, the aim of this study was to analyze the consumption of water through the perception of the Municipality of Curimatá - PI population, in a perspective of environmental issues and sustainable consumption, interrelating with the Environmental Education. This study was conducted in the municipality of Curimatá - PI through environmental questionnaire with city residents as well as the regional manager of the Agency for Water and Sewage of Piaui - AGESPISA. In this study we see the theme of awareness by the population's perception of the way the water is consumed, as well as their relationship to sustainability, the problems caused by the misuse of this natural resource, a source of supply and ways to water treatment in the city. Note also, as paramount in this study, the responsibility of the population in relation to the conscious use of water resources, because they see it as a personal / social and environmental contribution for the future. With this research will be possible to develop further social and educational activities in order to raise awareness of the urban area of the municipality of Curimatá - PI on the importance of taking sustainable attitudes towards water use.

Keywords: resources hydric, dam, consumption sustainable, education environmental, conservation Environmental.

Palavras-chave


Recurso hídrico, barragem, consumo sustentável, educação ambiental, conservação ambiental

Texto completo:

PDF (Português)

Referências


ABRIC, J.C., 2001. Social representations: Theoretical aspects. In: ABRIC J.C. (Ed.), Pratiques sociales et representations (p.11–35). Paris, Presses Universitaires de France, 2001.

Almeida, A. J. M., Suassuna, D., 2005. A formação da consciência ambiental e a escola. Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient. 15, 107-129.

Atlas Brasil, 2010. Abastecimento urbano da água: panorama nacional | Agência nacional de águas. Engecorps - Cobrape. Ana. Brasília.

Brasil, 2011. Agência Nacional de Águas. Águas e números. São Paulo. 3p. Disponível: http://www2.ana.gov.br/Paginas/imprensa/artigos.aspx. Acesso: 10 mai. 2017.

Cardoso, F.A., Frenedoso, R.C., Araújo, M.S.T., 2015. Concepções de meio Ambiente entre estudantes de licenciatura em Ciências Biológicas. Revbea 10, 95-112.

Brotto, Daniel Shimada, et al., 2017. Percepção dos cidadãos do município do Rio de Janeiro quanto à responsabilidade pela situação hídrica atual. Revbea 12, 85-96.

Carvalho, E., 2004. Representações sociais e práticas cotidianas de trabalhadores e trabalhadoras do lixo – a experiência do centro comunitário Santa Terezinha. Dissertação (Mestrado). Ceará, UFC.

Cavalcante, C., 1998. Desenvolvimento e natureza: estudos para uma sociedade sustentável. 2 ed. Cortez, São Paulo.

Cavalcanti, C. Sustentabilidade da economia: paradigmas alternativos da realização econômica. In: CAVALCANTI Clovis (org). Desenvolvimento e natureza: estudo para uma sociedade sustentável. São Paulo: Cortez; Recife, PE: Fundação Joaquim Nabuco. 1998. Disponível em: .Acesso em 29 de junho de 2015.

Cunha, H., Wilson, A.P., Silva, A.C., 2002. Caracterização sócio-ambiental do Rio Mearim na cidade de Arari-MA. Rev. Ecossistema 27, jan/dez.

Di Bernardo, L., Di Bernardo Dantas, A., 2005. Métodos e técnicas de tratamento de água 2 ed. Rima, São Paulo.

El-deir, S.G., 2012. Por que mesclar Educação Ambiental com Extensão Rural? In: EL-DEIR, S. G. Educação ambiental no seminário: propostas metodológicas de extensão rural. Recife: EDURFPE, 6 – 8p. Disponível em: . Acesso em: 25 de junho de 2015.

FUNASA. Fundação Nacional De Saúde, 2006. Manual de Saneamento. 3ed. Funasa, Brasília.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2010. Censo Demográfico 2010. Consumo Sustentável: Manual de educação. Brasília: Consumers International/ MMA/ MEC/IDEC, 2005. 160 p.

Jacobi, P., 2003. Educação Ambiental, Cidadania e Sustentabilidade. USP: Educação e Pesquisa, São Paulo. Cadernos de Pesquisa 118, 189-205. Disponível: http://www.scielo.br/pdf/cp/n118/16834.pdf. Acesso: 24 abr. 2015.

Lima, A.C.daC., Simões, R.F., 2010. Teorias do desenvolvimento regional e suas implicações de política econômica no pós-guerra: o caso do Brasil. Revista de Desenvolvimento Econômico [Online] 12, 5-19. Disponíve: http://www.revistas.unifacs.br/index.php/rde/article/view/878/940. Acesso: 12 mai. 2015.

Londero, M.A.A., Meio Ambiente: uma questão de cidadania. [Online] 2 Disponível: http://periodicos.uern.br/index.php/extendere/article/viewFile/1244/693 . Acesso: 10 jun. 2015.

Marodin, V.S., Barba, I.S., Morais, G.A., 2004. Educação Ambiental com os Temas Geradores Lixo e Água e a Confecção de Papel Reciclável Artesanal. Anais do 2º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária Belo Horizonte – 2004. Disponível em: . Acesso em: 25 de junho de 2015.

Medeiros, A.B. et al., 2011. A importância da educação ambiental na escola nas séries iniciais. Revista Faculdade Monte Belo 4, 1-17.

Organização Das Nações Unidas Para A Educação, Ciência E Cultura, 2017. Relatório Mundial das Nações Unidas sobre Desenvolvimento dos Recursos Hídricos: Água para um mundo sustentável. Disponível: http://unesdoc.unesco.org/images/0024/002471/247153e.pdf. Acesso: 20 mai. 2017.

Pereira, G.P., Oliveira, H.E., Millezi, A.F., 2016. Água: qual a concepção e atitudes dos estudantes dos cursos técnicos do instituto federal catarinense campus concórdia? Revbea 11, 328-335.

Plano Nacional De Recursos Hídricos, 2008. Programas de desenvolvimento da gestão integrada de recursos hídricos do Brasil. Vol 1 MMA, Secretaria de Recursos Hídricos. Brasília.

Rebouças, A. da C., 2003. Água no brasil: abundancia e escassez. Análise e Dados 13, 341-345.

Reigota, M., 2001. O que é educação ambiental. Coleção primeiros passos. Editora Brasiliense, São Paulo.

Silva. C.H.R.T., 2015. Recursos hídricos e o desenvolvimento sustentável no Brasil. Disponível: http://www12.senado.gov.br/publicacoes/estudos-legislativos/tipos-de-estudos/outras-publicacoes/temas-e-agendas-para-o-desenvolvimento-sustentavel/recursos-hidricos-e-desenvolvimento-sustentavel-no-brasil. Acesso: 30 jun. 2015.

Sousa, M.L.L., Fernandes, A.C., 2015. Educação ambiental em pau dos ferros (rn): em foco a Escola municipal professor Severino bezerra. Revbea 10, 318-343.

Tische, Vinicius, 2016. Planos municipais de saneamento básico: estratégias de educação ambiental. Revbea, 11, 203-215.

Tuan, Yi-Fu., 1980. Topofilia: um estudo de percepção, atitudes e valores do meio ambiente. Difel, São Paulo.

UNESCO, 2015. Água para um mundo sustentável. Disponível: http://www.unesco.org/new/fileadmin/MULTIMEDIA/HQ/SC/images/WWDR2015ExecutiveSummary_POR_web.pdf. Acesso: abr. 2015.

UNICEF, 2015. Situation Analysys: Children and Women in Angola. Disponível: http://www.unicef.org/videoaudio/PDFs/Situations_Analysis_Angola_EN_low-res.pdf. Acesso: 20 mai. 2015.

Vieira, E.T., Santos, M.J., 2012. Desenvolvimento Econômico Regional – Uma revisão histórica e teórica. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional 8, 344-369.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v11.1.p150-166

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License