Avaliação da evapotranspiração de referência diária, estimada pelo método tanque classe A, para Campina Grande, PB (Evaluation of daily reference evapotranspiration, estimated by method class A pan, for Campina Grande, PB)

Jório Bezerra Cabral Júnior, Rebecca Luna Lucena, Hermes Alves de Almeida

Resumo


A evapotranspiração de referência (ETo) é um dos elementos meteorológicos mais importantes do ciclo da água e exerce impacto direto na disponibilidade hídrica, com ênfase para as atividades agropecuárias. O objetivo principal neste trabalho foi o de obter índices de desempenho de um dos métodos de estimativa da ETo mais simplificado, o do Tanque Classe A (EToTCA), comparado ao método padrão de Penman-Monteith (EToPM-FAO) para Campina Grande, PB. Os dados meteorológicos do período de 01.2000 a 12.2016, necessários às equações dos respectivos métodos, foram disponibilizados pela EMBRAPA Algodão. Os índices estatísticas preconizados por Willmott et al. (1985) foram utilizados para averiguar a precisão e exatidão. Os principais resultados indicaram que os índices de desempenho da EToTCA alcançaram o máximo apenas como mediano (c ≤ 0,58), nas quatro estações do ano. Para os maiores índices de exatidão (0,71) e de desempenho (0,58) da EToTCA ocorreram na primavera ao utilizar o kp proposto por Cuenca (1989), assim como obtiveram, sazonalmente, os menores erros: médio (0,29) e o desvio médio quadrado (0,33). Entretanto, considera-se que as estimativas da EToTCA não alcançaram desempenho considerado bom (“c” > 0,70), portanto não se recomenda utilizá-lo para a referida localidade.

 

 

A B S T R A C T

Reference evapotranspiration (ET0) is one of the most important meteorological elements of the hydrological cycle and has a direct impact on water availability, with ET0 being obtained by the Class A Pan (ET0TCA) among the most simplified estimation methods. The main objective of this work was to obtain indices of performance of this method compared to the standard Penman-Monteith method (ET0PM -FAO) for Campina Grande, PB. The daily meteorological data of the period 01.01.2000 to 12.31.2016, necessary to the equations of the respective methods, were made available by EMBRAPA Algodão. The statistical indices recommended by Willmott et al. (1985) were used to ascertain the accuracy and precision. The main results indicated that the ET0TCA performance indexes reached the maximum only as median (“c” ≤ 0.58), in the four seasons of the year. For the highest (0.71) and performance (0.58) indices of ET0TCA occurred in the spring when using the coefficient (Kp) proposed by Cuenca (1989), as well as seasonally the lowest errors: 0.29) and the mean square deviation (0.33). However, it is considered that the ET0TCA estimates did not reach good performance ("c"> 0.70), so it is not recommended to use it for that locality.

Keywords: water demand, estimation methods, semiarid, hydrometeorology.

.


Palavras-chave


evapotranspiração; método de estimativa; consumo de água; agrometeorologia

Texto completo:

PDF

Referências


Allen, R. G., Pereira, L. S., Raes, D., Smith, M., 1998. Crop evapotranspiration-Guidelines for computing crop water requirements-FAO Irrigation and drainage paper 56. Rome: FAO, 301 p.

Allen, R.G.; Jensen, M.E.; Wright, J.L., 1989. Operational estimates of reference evapotranspiration. Agronomy Journal, Madison, v. 81, n.4, p. 650-662.

Almeida, H. A., Cabral Júnior, J. B., 2014. Variabilidades Sazonais e Interdecadais da Chuva nas Microrregiões Geográficas do Estado da Paraíba. Revista Brasileira de Geografia Física 07, n. 5, 846-858.

Alvares, C.A., Stape, J.L., Sentelhas, P.C., Gonçalves, J.L. M., Sparovek, G., 2013. Köppen’s climate classification map for Brazil. Meteorologische Zeitschrift, 22, p.711 728.

Bernardo, S., Soares, A., Mantovani, E. C., 2005. Manual de Irrigação. 7ª ed. Viçosa – MG.

Braga, M. B., Calgaro, M., Moura, M. S. B., Silva, T. G. F., 2008. Coeficientes do tanque classe “A” para estimativa da evapotranspiração de referência na região do Vale do Submédio São Francisco, estado da Bahia. Revista Brasileira de Agrometeorologia, 16, 49-57.

Cabral Júnior, J. B.; Bezerra, B. G. 2018. Análises da evapotranspiração de referência e do índice de aridez para o Nordeste do Brasil. Revista de Geociências do Nordeste, 4, p. 71-89.

Cabral Júnior, J.B., Silva, C.M.S., Almeida, H.A., 2017. Comparação mensal, sazonal e anual de métodos de estimativas da evapotranspiração de referência para Juazeiro-BA e Petrolina-PE. Revista de Geociências do Nordeste 3, 23-42.

Cabral Júnior, J.B., Almeida, H.A., Silva, C.M.S., 2013. Análise Comparativa da Temperatura Média do Ar em Campina Grande, PB, Obtida pelo Método dos Extremos e pelo Método Padrão. Revista Brasileira de Geografia Física, 6, p. 888-902.

Camargo, A.P.; Sentelhas, P.C., 1997. Avaliação do desempenho de diferentes métodos de estimativa da evapotranspiração potencial no estado de São Paulo, Brasil. Revista Brasileira de Agrometeorologia, Santa Maria, v. 5, n. 1, p. 89-97.

Costa, R. L., Dos Santos Silva, F. D., Sarmanho, G. F., Lucio, P. S., 2012. Imputação Multivariada de Dados Diários de Precipitação e Análise de Índices de Extremos Climáticos. Revista Brasileira de Geografia Física 5, 661-675.

Cuenca, R.H., 1989. Irrigation system design: an engineering approach. New Jersey: Prentice-Hall.

Cunha, A. R., 2011. Coeficiente do tanque Classe A obtido por diferentes métodos em ambiente protegido e no campo. Semina: Ciências Agrárias 32, 451-464.

Cunha, P. C. R., Nascimento, J. L., Silveira, P. M., Alves Júnior, J., 2013. Eficiência de métodos para o cálculo de coeficientes do tanque classe A na estimativa da evapotranspiração de referência. Pesquisa Agropecuária Tropical 43, 114-122.

Doorenbos, J., Pruitt, W.O., 1977. Guidelines for predicting rop water requirements. 1°ed., Rome: FAO.

Draper, N. R., Smith, R., 1996. Applied regression analysis. 3 ed. New York: Wiley.

Gundekar, H.G., Khodke, U.M., Sarkar, S., Rai, R.K., 2008. Evaluation of pan coefficient for reference crop evapotranspiration for semi-arid region. Irrigation Science 26, 169-175.

INMET - Instituto Nacional de Meteorologia. Disponível em: http://www.inmet.gov.br/portal/index.php?r=clima/normaisclimatologicas. Acesso em 15/09/2018.

Irmak, S., Haman, D., Jones, J., 2002. Evaluation of Class A Pan Coefficients for Estimating Reference Evapotranspiration in Humid Location. Journal of irrigation an Drainage Engineering 128, 153-159.

KÖPPEN, W. Climatología., 1948 Buenos Aires, Fondo de Cultura. p. 152-192.

Macedo, M. J. H., Guedes, R. V. S., Sousa, F. A. S., 2011. Monitoramento e intensidade das secas e chuvas na cidade de Campina Grande/PB. Revista Brasileira de Climatologia, 8, 105-117.

Medeiros, A. T., 2002. Estimativa da Evapotranspiração de referência a partir da equação de Penman-Montheith, de medidas lisimétricas e de equações empíricas em Paraipaba, CE. Tese (Doutorado). Piracicaba, SP, ESALQ-USP.

Mendonça, J. C., Sousa, E. F., Andre, R. G. B., Bernardo, S., 2006. Coeficientes do tanque classe “A” para a estimativa da evapotranspiração de referência, em Campos dos Goytacazes, RJ. Revista Brasileira de Agrometeorologia 14, 123-128.

MI - Ministério da Integração Nacional, 2017. Resolução nº 115, 23/ 11/ 2017. Proposição nº 113/2017, que acrescenta municípios a relação aprovada pela Resolução CONDEL nº 107, de 27 de julho de 2017. Brasília. Disponível em: sudene.gov.br/images/arquivos/semiarido/arquivos/resolucao115-23112017-delimitacaodosemiarido-DOU.pdf. Acesso em: 01/2018.

Oliveira, G. M., Leitão, M.M.V.B.R., Bispo, R. C., Santos, I.M.S., Almeida, A.C., 2010. Comparação entre métodos de estimativa da evapotranspiração de referência na região norte da Bahia. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, Fortaleza 4, 104–109.

Peixoto, T. D. C., Levien, S.L.A., Bezerra, A.H.F., Sobrinho, J.E., 2014. Avaliação de diferentes metodologias de estimativa da ET0 baseadas no tanque classe a, em Mossoró, RN. Revista Caatinga 27, 58-65.

Pereira, A. R.; Sediyama, G. C.; Villa Nova, N. A. 2013. Evapotranspiração. Campinas: Fundag, p. 323.

Pereira, A. R., Nova, N. A. V., Pereira, A. S., Barbieri, V., 1995. A model for class-A pan coefficient. Agricultural and Forest Meteorology 76, 75-82.

Pereira, P. A., Cavalcante, J. S. I., Souza, W. M., Galvíncio, J. D., 2016. Climate change and rainfall variability in the city of Campina Grande-PB: analysis from historical series of precipitation. Journal of Hyperspectral Remote Sensing, 6, 130-138.

Pereira, P. C., SILVA, T. G. F., SILVA, S. M. S., Cruz Neto, J. F.; MORAIS, J. E. F. 2014. Avaliação e aplicabilidade do coeficiente do Tanque Classe “A” no médio Pajeú, Pernambuco. Revista Caatinga, 27, 131-140.

Sabziparvar, A. A.; Tabari, H.; Aeini, A.; Ghafouri, M. 2010. Evaluation of class A pan coefficient models for estimation of reference crop evapotranspiration in cold semi-arid and warm arid climates. Water resources management, 24, 909-920.

Santos, A. T. S.; Silva, C. M. S., 2013. Seasonality, interannual variability, and linear tendency of wind speeds in the Northeast Brazil from 1986 to 2011. The Scientific World Journal, 2013, p. 1-11.

Smith, M., 1991. Report on the expert consultation on procedures for revision of FAO guidelines for prediction of crop water requirements: ROME:FAO, 54 p.

Snyder, R.L., 1992. Equation for evaporation pan to evapotranspiration conversions. Journal of the Irrigation and Drainage Engineering 118, 977-980.

Sousa, I. F., Silva, V.P.R., Sabino, F.G., Netto, A.O.A., Silva, B.K.N., Azevedo, P.V., 2010. Evapotranspiração de referência nos perímetros irrigados do Estado de Sergipe. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental 14, 633-644.

Souza, L. P., Farias, O. S., Moreira, J. G. V., Gomes, F.A., Frade Junior, E. F., 2011. Comparação de métodos da estimativa da evapotranspiração de referência para o município de Cruzeiro do Sul – Acre. ENCICLOPEDIA BIOSFERA, Centro Científico Conhecer 7, 1-8, 2011.

Spiegel, M. R. 1972. Estatística. 1 ed., McGraw-Hill, São Paulo-SP.

Stanhill, G., 2002. Is the Class A evaporation pan still the most practical and accurate meteorological method for determining irrigation water requirements?. Agricultural and Forest Meteorology, 112, 233-236, 2002.

Van Buuren, S., Groothuis-Oudshoorn, K., 2011. MICE: Multivariate Imputation by Chained Equations in R. Journal of Statistical Software 45, 1-67.

Willmott, C.J., Ackleson, S. G., Davis, R. E., Feddema, J. J., Klink, K. M.,. Legates, D. R., O'donnell, J., Rowe, C. M., 1985. Statistics for the evaluation and comparison of models. Journal of Geophysical Research Oceans 90, 8995-9005




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v11.6.p1971-1984

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License