Evaluation of Water Erosion in Sugarcane Crops Using Erosion Plots and Photo Comparison Technics

Edvania Aparecida Corrêa, Isabel Cristina Moraes, Sergio dos Anjos Ferreira Pinto, Cenira Maria Lupinacci

Resumo


The objective of this study was to evaluate processes of water erosion in sugarcane crops using experimental plots and photo comparison technics. Soil losses were quantified in four erosion monitoring plots located in two watersheds in the center-east region of the state of São Paulo, Brazil. Soil physical and chemical analysis were performed, and precipitation and slope data were collected. These data were analyzed together with soil vegetation cover indexes obtained from the classification of digital photographs. Photo comparison and classification methods were used to follow the sugarcane crop development, and quantify and qualify the soil cover. The physical and chemical characteristics of the soils caused lower vegetation development and greater soil susceptibility to erosive processes. The management of the sugarcane crops evaluated were inadequate; physical and slope limitations of the soils that compose the landscapes were not considered. Sugarcane areas are expanding in the state of São Paulo, and the months with higher rainfall rates coincide with the periods in which this crop is not covering the soil, thus, adopting adequate soil management practices, and land use planning is necessary.


Palavras-chave


Saccharum officinarum L., erosion monitoring plots, soil loss, physical and chemical characteristics

Texto completo:

PDF (English)

Referências


Adami, M.; Mendes, F. de S.; Aguiar, D. A.; Salgado, M. P. G.; Rudorff, B. F. T. Mudança do uso da terra devido à expansão da cana-de-açúcar em São Paulo de 2005 a 2011. In. Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 16., 2013, Foz do Iguaçu. Anais... Foz do Iguaçu: INPE, 2013, p. 482-489.

Almeida, J. R. Erosão dos solos e suas consequências. Informe Agropecuário. Belo Horizonte, v. 7, n. 80, p. 17-26, 1981.

Azevedo, M. M., Leite, L. L., Baptista, G. M. de M. The use of digital photographs to quantify vegetation ground cover in degraded areas. Sociedade & Natureza. Uberlandia, p. 674-682, 2005.

Barbosa, C. Planejamento urbano sustentável: diretrizes de urbanização embasadas nas características geomorfológicas/pedológicas de vertentes. 2010. 123 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2010.

Bertoni, J.; Lombardi Neto, F. Conservação do solo. 7. ed. São Paulo: Editora Ícone, 2010.

Bertoni, J.; Lombardi Neto, F.; Benatti Junior, R. Equação de perdas de solo. Campinas: IAC, 1975. 25p. (Boletim técnico, 21).

Bezerra, J. F. R., Guerra, A. J. T., Rodrigues, S. C. Utilização da fotocomparação na reabilitação de áreas degradadas por erosão, a partir de uma estação experimental, Uberlândia – MG. Revista de Geografia (UFPE). v. 28, n°.2, 2011.

Camargo, O.A.; Alleoni, L.R.F. Compactação do solo e o desenvolvimento das plantas. Piracicaba: ESALQ, 1997. 132p.

Carvalho, N.O.; Filizola Júnior, N.P.; Santos, P.M.C.; Lima, J. E. F. W. Guia de práticas sedimentométricas. Brasília: ANEEL. 2000. 154p.

Casagrande, A. A. Compactação e manejo do solo na cultura da cana-de-açúcar. In: MORAES, M.H.; MÜLLER, M.M.L.; FOLONI, J.S.S. Qualidade física do solo: métodos de estudo - sistemas de preparo e manejo do solo. Jaboticabal: FUNEP, 2001. p.150-97.

Casseti, V. Ambiente e apropriação do relevo. São Paulo: Contexto, 1991.

Centro De Análise e Planejamento Ambiental. CEAPLA. Atlas Ambiental da Bacia do Rio Corumbataí. Disponível em: . Acesso em 25/06/2012.

Cogo, N.P. Uma contribuição à metodologia de estudo das perdas de erosão em condições de chuva natural. I. Sugestões gerais, medição dos volumes, amostragem e quantificação de solo e água da enxurrada. 1a aproximação. In: Encontro Nacional de Pesquisa sobre Conservação do Solo, 2., 1978, Passo Fundo. Anais... Passo Fundo: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, 1978. p.75-98.

Corrêa, E. A. Avaliação da cultura de cana-de-açúcar como fator protetor em termos da erosão hídrica do solo e a sua associação com a resposta espectral por meio de diferentes sensores. 171 f. Tese (Doutorado em Geografia) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2016.

Correa, E. A.; Pinto, S. Dos A. F., Couto Junior, A. Espacialização temporal das perdas de solos em uma microbacia hidrográfica com predomínio de solos arenosos. Geografia, v. 40, n. 1, p. 101-118, 2015.

Correchel, V. Avaliação de Índices de erodibilidade do solo através da técnica da análise da redistribuição do “fallout” do 137C. 2003. 79f. Tese (Doutorado em Ciências). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, ESALQ, Piracicaba, 2003.

De Ploey. J., Poesen, J. Aggregate stability, runoff generation and interril erosion. In: RICHARDS, K.S.; ARNETT, R.R.; ELLIS, S. Geomorphology and Soils, London, 1985, p. 99-120.

Denardin, J. E. Erodibilidade do solo estimada por meio de parâmetros físicos e químicos. 1990. 113 f. Tese (Doutorado em Solos e Nutrição de Plantas) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 1990.

Dias Junior, M. S.; Pierce, F. J. Revisão de literatura: O processo de compactação do solo e sua modelagem. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 20, p.175-182, 1996.

Doorenbos, J.; Pruitt, J. O. Crop water requirement. Rome: FAO, 1977, 179p. (Irrigation and Drainage Paper, n. 24)

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Manual de métodos de análise de solos. 2 ed. Rio de Janeiro, 1997, 212 p.

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema brasileiro de classificação de solos. 3. edição. Rio de Janeiro, 2013, 353 p.

Ferreira, M. E.; Andrade, L. R. M.; Sano, E. E.; Carvalho, A. M.; Junqueira, N. T. V. Uso de imagens digitais na avaliação da cobertura do solo. Planaltina, DF : Embrapa Cerrados, 2001. 50p. (Embrapa Cerrados: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento, 21).

Figueiredo, L. H. A.; Dias Junior, M. S.; Ferreira, M. M. Umidade crítica de compactação e densidade do solo máxima em resposta a sistemas de manejo num Latossolo Roxo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 24, p. 487-493, 2000.

Guerra, A. J. T. O início do processo erosivo. In GUERRA, A.J.T.; SILVA, A.S. da; BOTELHO, R.F.M. (org). Erosão e conservação dos solos: conceitos, temas e aplicações. 2.ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005. p.17-56.

Guerra, A. J, T. Degradação dos Solos - conceitos e temas. In GUERRA, A. J. T, JORGE, M. do C. O. (orgs). Degradação dos solos no Brasil. Rio de Janeiro: Bertrand, p.15-51, 2014.

Guerra, A.J.T.; Marçal, M.S. Geomorfologia ambiental. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2006.

Inman-Bamber, N. G. Sugarcane water stress criteria for irrigation and drying off. Field Crops Research, Amsterdam, v. 89, n. 1, p. 107-122, 2004.

Ippoliti Ramilo, G. A. Geoprocessamento para caracterização geoambiental e estimativa da cobertura do solo de pastos em microbacia na zona da mata - MG. 2002, 95 f. Tese (Doutorado em Solos e Nutrição de Plantas). Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2002.

IPT – INSTITUTO DE PESQUISAS TECNOLÓGICAS. Mapa Geomorfológico do Estado de São Paulo. São Paulo: IPT, 1981.

Koffler, N. F. Carta de declividade da bacia do Rio Corumbataí para análise digital (SIG). Geografia, Rio Claro, v. 19, n. 2. p. 167-182, 1994.

Landis, J. R.; Koch, G.G. The measurement of observer agreement for categorical data. Biometrics, v.33, n.1, p. 159-174, 1977.

Martinelli, L. A.; Filoso, S. Polluting effects of Brazil’s sugar-ethanol industry. Nature, v. 445, n. 364, p. 364, 2007.

Moraes, I. C. Análise de desempenho dos modelos de perda de solo MEUPS e WEPP: contribuição a aplicação em bacias hidrográficas. Relatório interno. Rio Claro, SP, 2014.

Morgan, R. P. C. Soil erosion and conservation. Inglaterra: Blackwell Publishing, 2005, 298 p.

Pereira, L. H.; Pinto, S.A.F. Utilização de imagens aerofotográficas no mapeamento multitemporal do uso da terra e cobertura vegetal na bacia do rio Corumbataí – SP, com o suporte de sistemas de informações geográficas. In: Simpósio Brasileira de Sensoriamento Remoto, 13, 2007, Florianópolis (SC), Anais..., São José dos Campos – SP: INPE, p. 1321-1328, 2007.

Pinese Júnior, J. F.; Cruz, L. M.; Nogueira, T. C.; RODRIGUES, S. C. Monitoramento de processos erosivos em parcelas experimentais no município de Uberlândia, MG. Rev. Geogr. Acadêmica, v.2, n.3, p. 5-18. 2008.

Rodrigues, J. D. Fisiologia da cana-de-açúcar. Botucatu: UNESP, 1995. 100p. (Apostila). Disponível em http://www.malavolta.com.br/pdf/1071.pdf. Acesso em 04/08/2014.

Schaefer, C. E. R.; Souza, C. M.; Vallejos, M.; Viana, J. H. M., Galvão, J. C. C.; RIBEIRO, L. M. Características da porosidade de um Argissolo Vermelho-Amarelo submetido a diferentes sistemas de preparo de solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v.25, n.3, p.765-69, 2001.

Sene, M.; Vepraakas, M.J.; Naderman, G.C.; Denton, H.P. Relationships of soil texture and structure to corn yield response to subsoiling. Soil Science Society of America Journal, Madison, v.49, n.2, p.422-427, 1985.

Schmidt, A.V. Terraceamento na região Sul. In: Simpósio sobre terraceamento agrícola, 1., 1989, Campinas. Anais... Campinas: Fundação Cargill. 1989. p. 23-25.

SILVA, A. S da. Análise Morfológica dos solos e erosão. In. GUERRA, A. J. T.; SILVA, A. S.; BOTELHO, R. G. M. Erosão e conservação dos solos: Conceitos, Temas e aplicações. 2 ed. Rio de Janeiro, 2005.

Sparovek, G.: Schnug. E. Temporal Erosion-induced soil degradation and yield loss. Soil Science Society of American Journal, v. 65, n. 5, p. 1479-1486, 2001.

Strahler, A. N. Hypsometric (area-altitude) – analysis of erosion al topography. Geological Society of America Bulletin, v.63, n.10, p.1117-1142, 1952.

Tricart, J. As relações entre a morfogênese e a pedogênese. Noticia Geomorfológica, n. 8, p. 5-18, 1968.

Tricart J. Ecodinâmica. Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Superintendência de Recursos Naturais e Meio ambiente. Diretoria Técnica. Rio de Janeiro, 1977, p. 97.

UNICA. União dos Plantadores de Cana-de-açúcar de São Paulo. Estatísticas do Setor Sucroalcooleiro. www.unica.com.br. Acesso em 06/03/2015.

Vasconcelos, A. C. M.; Garcia, J. C. Cana-de-açúcar: Ambientes de Produção. Desenvolvimento Radicular da cana-de-açúcar. Ribeirão Preto: IAC/Apta, 2005, 5 p. (Encarte Técnico, 110).

Zanella, J. Os problemas do avanço da cana em SP. Jornal UNESP, Ano XXI, nº 228. Disponível em http://www.unesp.br/aci/jornal/228/cana.php. Acesso em 10/01/2015.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v11.5.p1761-1775

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License