Classificação dos solos da Planície do Delta do Parnaíba, PI (Soil classification of the Parnaíba Delta Plain, PI (1))

Léya Rodrigues Cabral, Gustavo Souza Valladares, Marcos Gervasio Pereira, Carlos Roberto Pinheiro Júnior, Andréa Maciel Lima, Jéssica Cristina Oliveira Frota, João Victor Alves Amorim

Resumo


A diversidade natural dos solos reflete na paisagem a sua própria evolução, sendo estes resultados das interações entre os fatores de formação: material de origem, relevo, clima, organismos e tempo. Tais fatores, adjuntos aos processos pedogenéticos na evolução dos solos, definirão suas propriedades físicas e químicas, fundamentais para a caracterização dos solos. Nesse sentido, este estudo tem com o objetivo geral caracterizar e classificar os tipos de solos da planície do Delta do Parnaíba, localizada na região do Norte Piauiense, tendo como limite natural os rios Parnaíba e Igaraçu e o oceano Atlântico. Para a identificação e caracterização dos perfis de solos, foram realizadas atividades de campo, a fim de descrever e coletar os solos mais representativos na área de estudo. Foram descritos e coletados quinze perfis de solo por meio de trincheiras e tradagens, com extensões profundamente suficientes para avaliação das características morfológicas. Os critérios e procedimentos metodológicos seguiram a padronização adotada no Brasil. As análises físicas e químicas foram realizadas no Laboratório de Gênese e Classificação dos Solos da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Através dos resultados analisados foi possível classificar os solos de acordo com os níveis categóricos do Sistema Brasileiro de Classificação dos solos. As principais ordens de solos encontradas na área de estudo foram os Neossolos, Planossolos, Gleissolos, Espodossolos, Cambissolos e os Vertissolos. Novas classificações foram sugeridas, devido a características significativas encontradas nos perfis de solos que não se enquadrarem no Sistema Brasileiro de Classificação de Solos.

 

 

A B S T R A C T

The natural diversity of the soils reflects in the landscape its own evolution, being these results of the interactions between the factors of formation: material of origin, relief, climate, organisms and time. These factors, coupled with pedogenetic processes in soil evolution, will define their physical and chemical properties, fundamental for soil characterization. In this sense, this study has the general objective of characterizing and classifying the soil types of the Parnaíba Delta plains, located in the North Piauiense region, with the Parnaíba and Igaraçu rivers and the Atlantic Ocean as their natural limit. For the identification and characterization of soil profiles, field activities were carried out in order to describe and collect the most representative soils in the study area. Fifteen soil profiles were described and collected through trenches and traditions, with extensions deep enough to evaluate the morphological characteristics. The criteria and methodological procedures followed the standardization adopted in Brazil. Physical and chemical analyzes were performed at the Genesis and Soil Classification Laboratory of the Federal Rural University of Rio de Janeiro. Through the analyzed results it was possible to classify the soils according to the categorical levels of the Brazilian Soil Classification System. The main orders of soils found in the study area were the Neosols, Planosols, Gleysols, Spodosols, Cambisols and Vertisols. New classifications were suggested, due to significant characteristics found in soil profiles that do not fit into the Brazilian Soil Classification System.

Keywords: Soil classification; Parnaíba Delta: pedogenetic processes.


Palavras-chave


Classificação dos solos, Delta do Parnaíba, processos pedogenéticos

Texto completo:

PDF

Referências


Albuquerque, A. G. B. M., Ferreira, T. O., Nóbrega, G. N., Romero, R. E., Júnior, V. S., Meireles, A. J. A., Otero, X. L, 2014. Soil genesis on hypersaline tidal flats (apicum ecosystem) in a tropical semi-arid estuary (Ceará, Brazil). Soil Research [online] 52. Disponível: http://www.publish.csiro.au/sr/sr13179. Acesso:07 jan. 2019.

Aquino da Silva, A. G., Stattegger, K., Schwarzer, K., Vital, H., Heise, B., Silva, A. G. A., 2015. The influence of climatic variations on river delta hydrodynamics and morphodynamics in the parnaíba delta, brazil. Journal of Coastal Research [online] 31. Disponível: https://www.jcronline.org/doi/pdf/10.2112/JCOASTRES-D-14-00078.1. Acesso: 23 abr. 2018.

Bomfim, M. R., Santos, J. A. G., Costa, O. V., Otero, X. L., Boas, G. da S. V., Capelão, Valdinei da S., Santos, E. de S. dos, Nacif, P. G. S., 2015. Genesis, Characterization, and Classification of Mangrove Soils in the Subaé River Basin, Bahia, Brazil. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 39. Disponível: https://dx.doi.org/10.1590/01000683rbcs20140555. Acesso: 06 fev. 2019.

Camargo, O. A., Moniz, A. C., Jorge, J. A., Valadares, J. M. A. S., 2009. Métodos de Análise Química, Mineralógica e Física de Solos do Instituto Agronômico de Campinas. Instituto Agronômico, Boletim técnico [online] 106. Disponível: http://www.iac.sp.gov.br/produtoseservicos/analisedosolo/docs/Boletim_Tecnico_106_rev_atual_2009.pdf. Acesso: 10 abr, 2018.

CPRM. Serviço Geológico do Brasil, 2006. Mapa Geológico do Estado do Piauí: 2ª versão. Piauí.

Da Silva Gomes, E. J., Batista, I. S., Lima, Z. M. C., 2018. Cobertura, ocupação do solo e erosão no entorno da Laguna Guaraíras /RN, Brasil. HOLOS [online] 1. Disponível: https://doi.org/10.15628/holos.2018.5509. Acesso: 10 abr, 2018.

DGC. Diretoria de Geociências / Coordenação de Recursos Naturais e Estudos Ambientais – CREN, 2013. Mapa de Solos da Folha SA.23. São Luís.

EMBRAPA - Embrapa Solos, 2017a. Manual de análises químicas de solos, plantas e fertilizantes. 3. Ed, Brasília.

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos, 2017b. Manual de métodos de análise de solos. Brasília.

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisas de Solos, 2018. Sistema Brasileiro de classificação de solos. Rio de Janeiro.

Ferreira, Antonio Geraldo, Mello, Namir Giovanni da Silva, 2005. Principais sistemas atmosféricos atuantes sobre a região Nordeste do Brasil e a influência dos oceanos Pacífico e Atlântico no clima da região. Revista Brasileira de Climatologia [online] 1. Disponível: http://dx.doi.org/10.5380/abclima.v1i1.25215. Acesso: 23 abr. 2018.

Gomes, Felipe Haenel, Ker, João Carlos, Ferreira, Tiago Osório, Moreau, Ana Maria Souza dos Santos, e Moreau, Maurício Santana, 2016. Caracterização e pedogênese de manguezais de Ilhéus-BA. Revista Ciência Agronômica [online] 47. Disponível: https://dx.doi.org/10.5935/1806-6690.20160072. Acesso:07 fev. 2019.

IBGE. Coordenação Geral de Recursos Naturais e Estudos Ambientais, 2015. Manual Técnico de Pedologia. 3. Ed. Governo Federal, Rio de Janeiro.

Jacomine, P.K. T., 1986. Levantamento exploratório de reconhecimento de solos do Estado do Piauí. Rio de Janeiro: Embrapa. SNLCS/SUDENE-DRN.

Lopes-Mazzetto, J. M., Buurman, P., Schellekens, J., de Moraes Martinez, P. H. R., Vidal-Torrado, P., 2018a. Soil morphology related to hydrology and degradation in tropical coastal podzols (SE Brazil). Catena [online] 162. Disponível: https://doi.org/10.1016/j.catena.2017.11.007. Acesso: 07 fev.2019.

Lopes-Mazzetto, J. M., Schellekens, J., Vidal-Torrado, P., Buurman, P., 2018b. Impact of drainage and soil hydrology on sources and degradation of organic matter in tropical coastal podzols. Geoderma [online] 33. Disponível: https://doi.org/10.1016/j.geoderma.2018.05.015. Acesso: 07 fev. 2019.

Marques, F. A., Souza, R. A. D. S., Souza, J. E. S. D., Lima, J. F. W. F., Souza Júnior, V. S. D, 2014. Characterization of vertisols from the island of Fernando de Noronha, Pernambuco, Brazil. Revista Brasileira de Ciência do Solo [online] 38. Disponível: http://www.scielo.br/pdf/rbcs/v38n4/02.pdf 1051-1065. Acesso:07 jan. 2019.

Martinez, P., Buurman, P., Lopes-Mazzetto, J. M., Giannini, P. C. F., Schellekens, J., Vidal-Torrado, P., 2018. Geomorphological control on podzolisation–An example from a tropical barrier island. Geomorphology [online] 309. Disponível: https://doi.org/10.1016/j.geomorph.2018.02.030. Acesso: Acesso: 23 nov. 2018.

Miguel, P., 2010. Caracterização pedológica, uso da terra e modelagem da perda de solo em áreas de encosta do rebordo do planalto do RS. Dissertação (Mestrado). Santa Maria, UFSM.

Nascimento, P do. C., Lani, J. L., Zoffoli, H. J. O., 2013. Characterization, classification, and genesis of hydromorphic soils in coastal regions of the state of Espirito Santo, Brazil. Científica(Jaboticabal) [online] 41. Disponível: https://www.cabdirect.org/cabdirect/abstract/20133266912. Acesso: 23 abr. 2018.

Oliveira, João Bertoldo de, 2011. Pedologia Aplicada, 4 ed. Funep, Jaboticabal.

Resende, M., Curi, N., Rezende, S. B., Corrêa, G. F., 2014. Pedologia: Base para distinção de ambientes, 6 ed. UFLA, Viçosa.

Santos, R.D. dos, Lemos, R.C. De, Santos, H.G. dos, Ker, J.C., Anjos, L.H.C. Dos, Shimizu, S. H., 2015. Manual de descrição e coleta de solo no campo. 7. Ed. Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa.

Santos-Filho, F. S., Almeida Jr., E. B., Soares, C. J. R. S., Zickel, C. S, 2015. Flora and Woody Vegetation in an Insular Area of Restinga in Brazil. International Journal of Ecology and Environmental Sciences [online] 41. Disponível: http://www.nieindia.org/Journal/index.php/ijees/article/view/661. Acesso: 23 abr.,2018.

Santos-Filho, F. S., Almeida Junior, E.B. De, Soares, C.J. Dos R. S., Zickel, C.S, 2010. Fisionomias das restingas do delta do Parnaíba, Nordeste, Brasil. Revista Brasileira de Geografia Física [online] 3. Disponível: https://periodicos.ufpe.br/revistas/rbgfe/article/view/232605. Acesso: 23 abr. 2018.

Santos-Filho, F. S.; Silva, J. F. A.; Cabral, L. J. R. S, 2017. Preferential areas for allopatria based on Piauí relief (Brazil): an inferential study. Revista Brasileira de Geografia Física [online] 10. Disponível: https://doi.org/10.5935/1984-2295.20170051. Acesso: 23 abr. 2018.

Santos-Filho, Francisco Soares; Almeida Jr, Eduardo Bezerra; Zickel, Carmen Sílvia, 2013. Do edaphic aspects alter vegetation structures in the Brazilian restinga. Acta Botânica Brasílica [online] 27. Disponível: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-33062013000300019 . Acesso: 23 abr. 2018.

Silva, R. C., 2012. Gênese e classificação de solos em ambientes de planícies da região Nordeste do Brasil. Dissertação (Mestrado). Fortaleza, UFC.

Sousa, R. S., Valladares, G. S., Espindola, G. M., 2016. Mapeamento multitemporal do uso e cobertura da terra da planície costeira do estado do Piauí. Revista Brasileira de Geografia Física [online] 9. Disponível: https://periodicos.ufpe.br/revistas/rbgfe/article/view/233812. Acesso:10 abr. 2018.

Sousa, R. S., Valladares, G. S., 2015. Mapeamento dos depósitos sedimentares da planície costeira do estado do Piauí. Revista Equador [online] 4. Disponível: http://www.ojs.ufpi.br/index.php/equador/article/view/4321 Acesso: 14 abr. 2018.

Sousa, R. S., Valladares, G. S, Aquino, R.P., 2014. Mapeamento das unidades geomorfológicas da planície costeira do estado do Piauí. Revista Geonorte [online] 10. Disponível: www.periodicos.ufam.edu.br/revista-geonorte/article/view/1338/1226. Acesso:10 abr. 2018.

Sousa, Roneide dos Santos, 2015. Planície Costeira do Estado do Piauí: mapeamento das unidades de paisagem, uso e cobertura da terra e vulnerabilidade ambiental. Dissertação (Mestrado). Teresina, UFPI.

Szczygielski, Agata; Stattegger, Karl, Schwarzer, Klaus, Silva, André G. Aquino Da., Vital, Helenice, Koening, Juliane, 2015. Evolution of the Parnaíba Delta (NE Brazil) during the late Holocene. Geo-Marine Letters [online] 35. Disponível: http://link.springer.com/article/10.1007%2Fs00367-014-0395-x. Acesso em: 20. nov. 2018.

Valladares, Gustavo Souza, 2009. Caracterização química e granulométrica de solos do Golfão maranhense. Acta Amazônica [online] 39. Disponível: http://dx.doi.org/10.1590/S0044-59672009000400020. Acesso em: 20. nov. 2018.

Valladares, Gustavo S., Cabral, Léya J.R.S., 2017. Mapeamento Geológico da Planície do Delta do Parnaíba-PI. In: Simpósio de Geologia Do Nordeste. Anais...[online] 27. Disponível: http://www.geologiadonordeste.com.br/safetyarea/v3.0/trabalhos/resumo_pdf/411.pdf. Acesso: 20. nov. 2018.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v12.4.p1466-1483

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License