Monitoramento Espaço-Temporal do Risco de Degradação Ambiental e Desertificação por Sensoriamento Remoto em Região Semiárida

Jhon Lennon Bezerra da Silva, Geber Barbosa de Albuquerque Moura, Pabrício Marcos Oliveira Lopes, Ênio Farias França e Silva, Pedro Francisco Sanguino Ortiz, Douglas Alberto de Oliveira Silva, Marcos Vinícius da Silva, Roni Valter de Souza Guedes

Resumo


O semiárido brasileiro carece de um monitoramento ambiental constante dos usos do solo, para aplicação de medidas de reversão e prevenção sobre os recursos hídricos e naturais à longo e médio prazo. O sensoriamento remoto viabiliza avanços e condições essenciais para monitorar mudanças causadas na dinâmica da cobertura vegetal do bioma Caatinga, de forma eficiente. Com isso, objetivou-se monitorar e avaliar o risco de degradação ambiental e desertificação, utilizando geoprocessamento junto as técnicas de sensoriamento remoto, destacando as análises do padrão de paisagem e modelagem espaço-temporal de parâmetros biofísicos micrometeorológicos a partir do uso de imagens de satélite e dados meteorológicos de superfície para a região semiárida de Iguatu, Ceará, Brasil. Foram desenvolvidos mapas temáticos do albedo e temperatura da superfície e do risco de degradação da região, avaliados por estatística descritiva, medidas de precisão e qualidade temática. As áreas de solo exposto, de pouca cobertura vegetal e área urbana expressaram os maiores valores de albedo (0,21 a 0,45) e temperatura da superfície (23,20 a 47,00 °C), sendo estas mais susceptíveis aos processos de degradação ambiental local. Os déficits de precipitação, a seca e o gradativo aumento da temperatura na região semiárida, ao longo do tempo, acentuaram o risco de degradação, com percentuais de aumento de até 51,96% (alta), 23,79% (severa) e 17,56% (moderada) da área total da região. Conclui-se que as regras preestabelecidas por árvore de decisão e uso de indicadores micrometeorológicos permitiram quantificar e monitorar o risco de degradação ambiental no espaço e no tempo, com avaliação de precisão e qualidade temática excelente.

 

Monitoramento Espaço-Temporal do Risco de Degradação Ambiental e Desertificação por Sensoriamento Remoto em Região Semiárida Brasileira

 

R E S U M O

O semiárido brasileiro carece de um monitoramento ambiental constante dos usos do solo, para aplicação de medidas de reversão e prevenção sobre os recursos hídricos e naturais à longo e médio prazo. O sensoriamento remoto viabiliza avanços e condições essenciais para monitorar mudanças causadas na dinâmica da cobertura vegetal do bioma Caatinga, de forma eficiente. Com isso, objetivou-se monitorar e avaliar o risco de degradação ambiental e desertificação, utilizando geoprocessamento junto as técnicas de sensoriamento remoto, destacando as análises do padrão de paisagem e modelagem espaço-temporal de parâmetros biofísicos micrometeorológicos a partir do uso de imagens de satélite e dados meteorológicos de superfície para a região semiárida de Iguatu, Ceará, semiárido brasileiro. Foram desenvolvidos mapas temáticos do albedo e temperatura da superfície e do risco de degradação da região, avaliados por estatística descritiva, medidas de precisão e qualidade temática. As áreas de solo exposto, de pouca cobertura vegetal e área urbana expressaram os maiores valores de albedo (0,21 a 0,45) e temperatura da superfície (23,20 a 47,00 °C), sendo estas mais susceptíveis aos processos de degradação ambiental local. Os déficits de precipitação, a seca e o gradativo aumento da temperatura na região semiárida, ao longo do tempo, acentuaram o risco de degradação, com percentuais de aumento de até 51,96% (alta), 23,79% (severa) e 17,56% (moderada) da área total da região. Conclui-se que as regras preestabelecidas por árvore de decisão e uso de indicadores micrometeorológicos permitiram quantificar e monitorar o risco de degradação ambiental no espaço e no tempo, com avaliação de precisão e qualidade temática excelente.

Palavras-chave: geoprocessamento, Caatinga, desmatamento, parâmetros biofísicos, agrometeorologia.


Palavras-chave


Geoprocessamento; Caatinga; Desmatamento; Parâmetros biofísicos; Agrometeorologia.

Texto completo:

PDF

Referências


Allen, R.G., Tasumi, M., Morse, A., Trezza, R., Wright, J.L., et al… Robison, C.W., 2007a. Satellite-Based Energy Balance for Mapping Evapotranspiration with Internalized Calibration (METRIC) – Applications. Journal of Irrigation and Drainage Engineering 133, 395-406. https://doi.org/10.1061/(ASCE)0733-9437(2007)133:4(395)

Allen, R.G., Tasumi, M., Trezza, R., 2007b. Satellite-Based energy balance for mapping evapotranspiration with internalized calibration (METRIC) – Model. Journal of Irrigation and Drainage Engineering 133, 380-394. https://doi.org/10.1061/(ASCE)0733-9437(2007)133:4(380)

Allen, R.G., Tasumi, M., Trezza, R., Waters, R., Bastiaanssen, W.G.M., 2002. SEBAL (Surface Energy Balance Algorithms for Land). Advance Training and Users Manual–Idaho Implementation, 97 p.

Alvares, C.A., Stape, J.L., Sentelhas, P.C., Moraes, G., Leonardo, J., Sparovek, G., 2013. Köppen's climate classification map for Brazil. Meteorologische Zeitschrift 22, 711-728. https://doi.org/10.1127/0941-2948/2013/0507

ANA., 2019. Agência Nacional de Águas. HidroWeb Portal: Collection of hydrological data. Historical Series of Seasons (1986-2017). Available: . Access: February 27, 2019.

Arraes, F.D.D., Lopes, F.B., Souza, F, Oliveira, J.B., 2009. Estimativa do balanço hídrico para as condições climáticas Iguatu, Ceará, usando modelo estocástico. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada 3, 78-87. http://dx.doi.org/ 10.7127/RBAI.V3N200020

Arraes, F.D.D., Andrade, E.M., Silva, B.B., 2012. Dinâmica do balanço de energia sobre o açude Orós e suas adjacências. Revista Caatinga 25, 119-127. https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=237123860018

Bastiaanssen, W.G.M., 2000. SEBAL – Based Sensible and Latent Heat Fluxes in the Irrigated Gediz Basin, Turkey. Journal of Hydrology 229, 87-100. https://doi.org/10.1016/S0022-1694(99)00202-4

Bezerra, J.M., Moura, G.B.A., Silva, B.B., Lopes, P.M.O., Silva, E.F.F., 2014. Parâmetros biofísicos obtidos por sensoriamento remoto em região semiárida do estado do Rio Grande do Norte, Brasil1. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental 18, 73-84. https://doi.org/10.1590/S1415-43662014000100010

Brandt, M., Romankiewicz, C., Spiekermann, R., Samimi, C., 2014. Environmental change in time series–An interdisciplinary study in the Sahel of Mali and Senegal. Journal of Arid Environments 105, 52-63. https://doi.org/10.1016/j.jaridenv.2014.02.019

Chander, G., Markham, B.L., Helder, D.L., 2009. Summary of current radiometric calibration coefficients for Landsat MSS, TM, ETM+, and EO-1 ALI sensors. Remote Sensing of Environment 113, 893-903. https://doi.org/10.1016/j.rse.2009.01.007

D’Odorico, P., Bhattachan, A., Davis, K.F., Ravi, S., Runyan, C.W., 2013. Global desertification: drivers and feedbacks. Advances in Water Resources 51, 326-344. https://doi.org/10.1016/j.advwatres.2012.01.013

Giongo, P.R., Vettorazzi, C.A., 2014. Albedo da superfície por meio de imagens TM-Landsat 5 e modelo numérico do terreno. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental 18, 833-838. https://doi.org/10.1590/1807-1929/agriambi.v18n08p833-838

Gutiérrez, A.P.A., Engle, N.L., De Nys, E., Molejón, C., Martins, E.S., 2014. Drought preparedness in Brazil. Weather and Climate Extremes 3, 95-106. https://doi.org/10.1016/j.wace.2013.12.001

Hastenrath, S., 2012. Exploring the climate problems of Brazil’s Nordeste: a review. Climatic Change 112, 243-251. https://doi.org/10.1007/s10584-011-0227-1

Huete, A.R., 1988. A soil-adjusted vegetation index (SAVI). Remote Sensing of Environment 25, 295-309. https://doi.org/10.1016/0034-4257(88)90106-X

IPECE., 2017. Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará. Perfil básico municipal 2017, Iguatu, Ceará, Brazil. Available: . Access: March 26, 2018. 18 p.

Iqbal, M., 1983. An introduction to solar radiation. London: Academic Press., 390 p.

Landis, J.R., Koch, G.G., 1977. The measurement of observer agreement for categorical data. International Biometric Society 33, 159-174. https://www.jstor.org/stable/2529310

Lins, F.A.C., Santos Araújo, D.C., Silva, J.L.B., Lopes, P.M.O., Oliveira, J.D.A., Silva, A.T.C.S.G., 2017. Estimativa de parâmetros biofísicos e evapotranspiração real no semiárido pernambucano utilizando sensoriamento remoto. Irriga 1, 64-75. http://dx.doi.org/10.15809/irriga.2017v1n1p64-75

MAPBIOMAS BRAZIL., 2019. Brazilian Annual Land Use and Land Cover Mapping Project (MapBiomas). Thematic classification of the Caatinga Biome. Available . Access: October 21, 2019.

Marengo, J.A., Torres, R.R., Alves, L.M., 2016. Drought in Northeast Brazil-past, present, and future. Theoretical and Applied Climatology 129, 1189-1200. https://doi.org/10.1007/s00704-016-1840-8

Marengo, J.A., Alves, L.M., Alvala, R., Cunha, A.P., Brito, S., Moraes, O.L., 2018. Climatic characteristics of the 2010-2016 drought in the semiarid Northeast Brazil region. Anais da Academia Brasileira de Ciências 90, 1973-1985. http://dx.doi.org/10.1590/0001-3765201720170206

Mariano, D.A., Santos, C.A., Wardlow, B.D., Anderson, M.C., Schiltmeyer, A.V., Tadesse, T., Svoboda, M.D., 2018. Use of remote sensing indicators to assess effects of drought and human-induced land degradation on ecosystem health in Northeastern Brazil. Remote Sensing of Environment 213, 129-143. https://doi.org/10.1016/j.rse.2018.04.048

MMA/IBAMA., 2010. Ministério do Meio Ambiente/Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis. Monitoramento dos desmatamentos nos biomas brasileiros por satélite. Acordo de cooperação técnica MMA/IBAMA. Monitoramento do bioma Caatinga: 2002 a 2008. Available: . Access: April 24, 2019.

NASA/USGS., 2019. National Aeronautics and Space Administration/United States Geological Survey. Landsat Satellite Missions. Available: . Access: October 20, 2019.

Oliveira, L.M.M., Montenegro, S.M.G.L., Antonino, A.C.D., Silva, B.B., Machado, C.C.C., Galvíncio, J.D., 2012. Análise quantitativa de parâmetros biofísicos de bacia hidrográfica obtidos por sensoriamento remoto. Pesquisa Agropecuária Brasileira 47, 1209-1217. http://seer.sct.embrapa.br/index.php/pab/article/view/11093/7980

Oliveira, L.M.M., Montenegro, S.M.G.L., Silva, B.B., Moura, A.E.S.S., 2015. Balanço de radiação por sensoriamento remoto em bacia hidrográfica da zona da mata nordestina. Revista Brasileira de Meteorologia 30, 16-28. http://dx.doi.org/10.1590/0102-778620130652

Palácio, H.A.Q., Andrade, E.M., Santos, J.C.N., Araújo Neto, J.R., BrasiL, P.P., 2013. Energy evaluation of semi-arid watersheds under different management strategies. American Society of Agricultural and Biological Engineers 56, 1357-1363. http://dx.doi.org/10.13031/trans.56.9951

Pinheiro, A.G., Santos, J.C.N., Palácio, H.A.Q., Araújo Neto, J.R., Andrade, E.M., 2018. Eficiência da cobertura vegetal na redução das perdas de água e solo no município de Iguatu. Irriga, 23, 133-142. http://dx.doi.org/10.15809/irriga.2018v23n1p133-142

Ribeiro, E.P., Nóbrega, R.S., Mota Filho, F.O., Moreira, E.B., 2016. Estimativa dos índices de vegetação na detecção de mudanças ambientais na bacia hidrográfica do rio Pajeú. Geosul 31, 59-92. https://doi.org/10.5007/2177-5230.2016v31n62p59

Rodrigues, J.D., Andrade, E.D., Teixeira, A.D.S., Silva, B.D., 2009. Sazonalidade de variáveis biofísicas em regiões semiáridas pelo emprego do sensoriamento remoto. Engenharia Agrícola 29, 452-465. https://doi.org/10.1590/S0100-69162009000300012

Silva, B.B.D., Braga, A.C., Braga, C.C., Oliveira, L.M., Montenegro, S.M., Barbosa Junior, B., 2016. Procedures for calculation of the albedo with OLI-Landsat 8 images: Application to the Brazilian semi-arid. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental 20, 3-8. https://doi.org/10.1590/1807-1929/agriambi.v20n1p3-8

Silva, D.A.O., Lopes, P.M.O., Moura, G.B.A., Silva, E.F.F., Silva, J.L.B., Bezerra, A.C., 2019. Evolução Espaço-Temporal do Risco de Degradação da Cobertura Vegetal de Petrolina-PE. Revista Brasileira de Meteorologia 34, 1-11. http://dx.doi.org/10.1590/0102-7786334018

Silva, L.G., Galvíncio, J.D., 2012. Análise comparativa da variação nos índices NDVI e SAVI no Sítio PELD – 22, em Petrolina – PE, na primeira década do século XXI. Revista Brasileira de Geografia Física 5, 1446-1456. https://periodicos.ufpe.br/revistas/rbgfe/article/view/232936/26908

Souza, J.F., Silva, R.M., Silva, A.M., 2016. Influência do uso e ocupação do solo na temperatura da superfície: o estudo de caso de João Pessoa-PE. Ambiente Construído 16, 21-37. http://dx.doi.org/10.1590/s1678-86212016000100058

Tejas, G.T., Nunes, D.D., Souza, R.M.S., Corrêa, A.C.S., Watanabe, M., 2017. Análise da temperatura de superfície em ambientes urbanos: um estudo por meio do sensoriamento remoto na cidade de Porto Velho/RO (1985-2011). Confins [on-line] Revue franco-brésilienne de géographie/Revista franco-brasilera de geografia 32. https://doi.org/10.4000/confins.12191

Vieira, R.M.S.P., Cunha, A.P.M.A., Alvalá, R.C.S., Carvalho, V.C., Ferraz Neto, S., Sestini, M.F., 2013. Land use and land cover map of a semi-arid Region of Brazil for meteorological and climatic models. Revista Brasileira de Meteorologia 28, 129-138. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-77862013000200002

Vieira, R.M.S.P., Tomasella, J., Alvalá, R.C.S., Sestini, M.F., Affonso, A.G., et al... & Santana, M.O., 2015. Identifying areas susceptible to desertification in the Brazilian northeast. Solid Earth 6, 347-360. https://doi.org/10.5194/se-6-347-2015

Vorovencii, I., 2015. Assessing and monitoring the risk of desertification in Dobrogea, Romania, using Landsat data and decision tree classifier. Environmental monitoring and assessment 187:204, 1-17. https://doi.org/10.1007/s10661-015-4428-3

Warrick A.W., Nielsen, D.R., 1980. Spatial varibility of soil physical properties in the field. In: Hillel, D., ed. Applications of soil physics. New York, Academic Press., 350 p.

Xu, D., Kang, X., Qiu, D., Zhuang, D., Pan, J., 2009. Quantitative Assessment of Desertification Using Landsat Data on a Regional Scale – A Case Study in the Ordos Plateau, China. Sensors 9, 1738-1753. https://doi.org/10.3390/s90301738

Zheng, C., Wang, Q., Li, P., 2016. Coupling SEBAL with a new radiation module and MODIS products for better estimation of evapotranspiration. Hydrological Sciences Journal 61, 1535-1547. https://doi.org/10.1080/02626667.2015.1031762




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v13.2.p544-563

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License