Climatological Water Balance In The Municipality of Rio de Janeiro

João Gualberto Rodrigues Muniz Júnior, José Francisco de Oliveira-Júnior, Givanildo de Gois, Bruno Serafini Sobral, Paulo Eduardo Teodoro, Carlos Antonio da Silva Junior, Washington Luiz Félix Correia Filho, Dimas de Barros Santiago

Resumo


The lack of studies using the Climatological Water Balance (CWB) in the municipality of Rio de Janeiro (MRJ) motivated the present study. The climatic data of the Sistema Alerta Rio include information collected from 1997 to 2016. The gaps were filled by regional weighting (rainfall) and multiple linear regression models. (MLRM) – (air temperature). The CWB was applied to the years of 1997, 2015, and 2008/2009, which were considered as dry and wet years in the time series. From the results of the CWB calculated for each season of the Sistema Alerta Rio, water excess (EXC) and water deficit (DEF) were obtained at temporal and spatial scales. The Inverse of Square Distance (ISD) method was the most adequate in the spatialization of EXC and DEF. In 1997, considered a dry year in the MRJ, DEF was predominant. In 2015, the lowest DEF values were obtained at Rocinha station (South Region) and Grota Funda station (West Region). CWB results for the years 2008-2009 showed that EXC reached the maximum value of 1855 mm at Rocinha station and the minimum value of 503 mm at Penha station (North Region). The spatial results of the accumulated EXC and DEF showed that their distributions are related to the dynamics of multi-scale meteorological systems and the relief configuration of the municipality of Rio de Janeiro.


Balanço Hídrico Climatológico Para o Município do Rio de Janeiro

R E S U M O

A inexistência de estudos utilizando o Balanço Hídrico Climatológico (BHC) no município do Rio de Janeiro (MRJ) motivou o presente estudo. Os dados climáticos do Sistema Alerta Rio são de 1997 a 2016. Assim, este estudo teve como objetivo avaliar a distribuição espaço-temporal do CWB, com base na identificação de regiões com excesso e déficit hídrico, utilizando dados do Sistema Alerta Rio. Os dados climáticos passaram por preenchimento de falhas via ponderação regional (chuva) e modelos de regressão linear múltipla (MRLM) - (temperatura do ar). O BHC foi aplicado para os anos de 1997, 2015 e 2008/2009, considerados anos secos e úmidos na série temporal. Calculou-se o BHC para cada estação do Alerta Rio e, a partir disso foi obtido o excedente hídrico (EXC) e a deficiência hídrica (DEF), nas escalas temporal e espacial. O método Inverso da Distância ao Quadrado (IDQ) foi o mais adequado na espacialização do EXC e DEF. No ano de 1997, houve a predominância do DEF, sendo considerado um ano seco no MRJ. No ano de 2015 os menores valores de DEF foram obtidos nas estações Rocinha (Região Sul) e Grota Funda (Região Oeste). Os resultados do BHC para os anos de 2008-2009 mostram que o EXC atingiu o valor máximo de 1855 mm.ano-1 na Rocinha (Região Sul) e o valor mínimo foi de 503 mm.ano-1 na Penha (North Region). Os resultados espaciais dos EXC e das DEF acumuladas mostraram que as suas distribuições estão relacionadas à dinâmica dos sistemas meteorológicos de várias escalas e a configuração do relevo do MRJ.

Palavras-Chave: análise de agrupamento, métodos de interpolação, regressão linear múltipla, excedente hídrico e deficiência hídrica.



Palavras-chave


cluster analysis, interpolation methods, multiple linear regression, water excess, water deficit.

Texto completo:

PDF (English)

Referências


Armond, N. B.; Sant’anna Neto, J. L. Entre eventos e episódios: ritmo climático e excepcionalidades para uma abordagem geográfica do clima no Município do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Climatologia, Ano 13, v. 20, p. 5-28, 2017.

Brito, T. T.; Oliveira-Júnior, J. F.; Lyra, G. B.; Gois, G.; Zeri, M. Multivariate analysis applied to monthly rainfall over Rio de Janeiro state, Brazil. Meteorology and Atmospheric Physics (Print), v. 129, n. 5, p. 469-478, 2016.

Buytaert, W.; De Bièvre, B. Water for cities: the impacto f climate change and demographic growth in the Tropical Andes. Water Resources Research, v. 48, n. 8, p. 1343-1397, 2012.

Climanálise. Produtos Climanálise INPE/CPTEC. 2017. Disponível em: . Acesso em 22 de outubro de 2017.

Corte, A. C. D. Balanço hídrico em bacia urbana. 82f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal de Santa Maria, RS, 2015.

Dereczynski C. P.; Silva, W. L.; Marengo J. Detection and Projections of Climate Change in Rio de Janeiro, Brazil. American Journal of Climate Change, v. 2, n. 1, p. 25-33, 2013.

Dereczynski, C. P.; Oliveira, J. S.; Machado, C. O. Climatologia da Precipitação no Município do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Meteorologia, São Paulo, v. 24, n. 1, p. 24–38, 2009.

Hunt, A.; Watkiss, P. Climate change impacts and adaptation in cities: A review of the literature. Climatic Change, v. 104, n. 1, 13–49, 2011.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Trabalho e Rendimento, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua 2014. Disponível em < http://www.ibge.gov.br/estadosat/perfil.php?sigla=rj>. Acessado em 20 jul. 2017.

Imhoff, M. L., Zhang, P., Wolfe, R. E., Bounoua, L. Remote sensing of the urban heat island effect across biomes in the continental USA. Remote Sensing of Environment, v. 114, n. 3, 504–513. 2010

Mcdonald, R. I.; Weber K.; Padowski J.; Florke M.; Schneider C.; Green P. A., Gleeson T.; Eckman S.; Lehner B.; Balk D.; Boucher T.; Grill G.; Montgomery M. Water on an urban planet: Urbanization and the reach of urban water infrastructure. Global Environmental Change, v. 27, n. 1, p. 96-105, 2014.

Moraes, N. O.; Marton, E.; Pimentel, L. C. G. Simulações Numéricas da Formação de Ilha de Calor na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Anuário do Instituto de Geociências – UFRJ, Rio de Janeiro, v. 1, n. 2, p. 116–138, 2005.

Peres, L. F.; Lucena A. J.; Rotunno Filho, O. C.; França J. R. A. The urban heat island in Rio de Janeiro, Brazil, in the last 30 years using remote sensing data. International Journal of Applied Earth Observation Geoinformation, v. 64, n. 1, p. 104-116, 2018.

Rolim, G. S.; Camargo, M. B. P.; Lania D. G.; Moraes, J. F. L. Classificação climática de Köppen e de Thornthwaite e sua aplicabilidade na determinação de zonas agroclimáticas para o estado de São Paulo. Bragantia, v. 66, n. 4, 2007.

Sobral, B. S.; Oliveira Júnior, J. F.; Gois, G.; Pereira Júnior, E. R. Spatial variability of SPI and RDI drought indices applied to intense episodes of drought occurred in Rio de Janeiro State, Brazil. International Journal of Climatology, v. 38, n. 10, p. 3896-3916, 2018.

Thornthwaite, C. W. An Approach toward a Rational Classification of Climate. Geographical Review, v. 38, n. 1, p. 55-94, 1948.

Thornthwaite, C. W.; Mather, J. R. The water balance. Publications in Climatology, Drexel Inst. of Technology, New Jersey 195p, 1955.

Vörösmarty, C. J., Green, P., Salisbury, J., Lammers, R. B. Global water resources: vulnerability from climate change and population growth. Science, v. 289, n. 5477, p. 284–288, 2000.

Willuweit, L. E.; O’sullivan J. J. A decision support tool for sustainable planning of urban water systems: presenting the dynamic urban water simulation model. Water Research, v. 47, 7206 -7220, 2013.

Zeri, M; Oliveira-Júnior, J. F.; Lyra, G. B. Spatiotemporal analysis of particulate matter, sulfur dioxide and carbon monoxide concentrations over the city of Rio de Janeiro, Brazil. Meteorology and Atmospheric Physics (Print), v. 113, n. 3, p. 139-152, 2011.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v13.5.p%25p

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License