Caracterização de Cicatrizes de Queimadas nas Mesorregiões do Sertão e São Francisco Pernambucano a partir de dados do Sensor MODIS

José Rafael Ferreira de Gouveia, Cristina Rodrigues Nascimento, José Galdino de Oliveira Júnior, Geber Barbosa de Albuquerque Moura, Pabrício Marcos Oliveira Lopes

Resumo


As mesorregiões do Sertão e São Francisco Pernambucano apresentam clima semiárido, que podem afetar a produção agrícola, em função do clima quente e seco, com temperaturas elevadas e regime pluviométrico irregular. O bioma predominante da região é a Caatinga, que vem sofrendo ao longo dos anos com várias ações antrópicas, incluindo além do desmatamento eventos de queimadas. O objetivo deste artigo foi mapear, caracterizar e quantificar a incidência de focos de calor nas mesorregiões acima relacionadas, bem como a capacidade de recuperação e/ou regeneração natural da vegetação por meio do sensoriamento remoto e técnicas de mineração de dados. Imagens do sensor Moderate Resolution Imaging Spectroradiometer (MODIS) a bordo da plataforma TERRA foram utilizadas para analisar o estado da vegetação nos períodos pré, durante e pós-queima. Para avaliar as condições necessárias para que ocorra a regeneração natural da superfície vegetal foi utilizado o software de mineração de dados Waikato Environment for Knowledge Analysis (WEKA) a partir do cruzamento dos dados do Índice de Vegetação da Diferença Normalizada (NDVI) e precipitação local. Os resultados demonstram um aumento na ocorrência dos focos no período analisado. Existe uma correlação de 91,76% entre o NDVI durante e 48 dias após o evento da queima. Além disso, os parâmetros NDVI 30 e 48 dias após a queima apresentaram um coeficiente de correlação de 83,96%. Portanto, as técnicas de sensoriamento remoto e mineração de dados permitiram avaliar as relações existentes entre o NDVI e a precipitação local para que ocorra a regeneração vegetal.

Palavras-chave


Sensoriamento Remoto; Índices de Vegetação; Focos de Calor; Mineração de Dados

Referências


Almeida Filho, R.; Shimabukuro, Y. E. Monitoring biomass burning in the Brazilian Amazônia. International. Journal of Remote Sensing., v. 25. n.24. p. 5537-5542. 2004.

Araki, H. Fusão de Informações Espectrais, Altimétricas e de dados auxiliares na classificação de Imagens de Alta Resolução Espacial. 2005. 136 p. Tese (Doutorado em Ciências Geodésicas) Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

Araújo, F. M.; Ferreira, L. G.; Arantes, A. E. 2012, Distribution Patterns of Burned Areas in the Brazilian Biomes: an Analysis Based on Satelite Data for the 2002-2010 Period. Remote Sensing., v. 4, n. 7. p. 1929 -1946, 2012.

Ba, R.; Song, W.; Li, X.; Xie, Z.; Lo, S. 2019. Integration of Multiple Spectral Indices and a Neural Network for Burned Area Mapping Based on MODIS Data. Remote Sensing, 11, 326. DOI: 10.3390/rs11030326.

Belenguer-Plomer, M.A.; Tanasea, M.A.; Fernandez-Carrillo, A.; Chuvieco, E. 2019. Burned area detection and mapping using Sentinel-1 backscatter coefficient and thermal anomalies. Remote Sensing of Environment, 233. DOI: 10.1016/j.rse.2019.111345.

Bezerra, A.C., Silva, J.L.B., Silva, D. A.O., Batista, P.H.D., Pinheiro, L.C., Lopes, P.M.O., Moura, G.B.A. 2020. Monitoramento Espaço-Temporal da Detecção de Mudanças em Vegetação de Caatinga por Sensoriamento Remoto no Semiárido Brasileiro. Revista Brasileira de Geografia Física, v. 13, n. 1, p. 286-301.

Clemente, S. S.; Oliveira Júnior, J. F.; Louzada, M. A. P. 2017. Focos de calor na Mata Atlântica do Estado do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Meteorologia 32, 669-677. DOI: 10.1590/0102-7786324014.

Diaz-Delgado, D.; Lloret, F., Pons, X. Influence of fire severity on plant regeneration by means of remote sensing imagery. International Journal of Remote Sensing., v. 24. n.8. p. 1751-1763. 2003.

Fang, L.; Yang, J. Atmospheric effects on the performance and threshold extrapolation of multi-temporal Landsat derived dNBR for burn severity assessment. International Journal of Applied Earth Observation and Geoinformation., v.33. p. 10-20. 2014.

Fernandes, A. C. G.; Coutinho, M. A. N.; Santos, V. G.; Nascimento, C. R. Utilização de intervalos de índices de vegetação e temperatura da superfície para detecção de queimadas. Caderno de Ciências Agrárias, v. 8, n. 2, p. 30-40, 2016.

Ferraz, S. F. B.; Vettorazzi, C. A. Mapeamento de risco de incêndios florestais por meio de sistema de informações geográficas (SIG). Scientia Forestalis, n. 53, p. 39-48, 1998.

Florenzano, T.G. Iniciação em Sensoriamento Remoto. São Paulo: Oficina de Textos, 2007.

Forkel, M.; Dorigo, W.; Lasslop, G.; Teubner, I.; Chuvieco, E.; Thonicke, K. 2017. A data-driven approach to identify controls on global fire activity from satellite and climate observations (SOFIA V1). Geoscientific Model Development 10, 4443–4476. DOI: 10.5194/gmd-10-4443-2017.

França & Ribeiro. Mapeamento de queimadas no Parque Nacional da Serra do Cipó e na Área de Proteção Ambiental Morro da Pedreira, MG: 1984-2007. ICMBio, p. 75. 2008.

Freitas, E. V. Queimadas no Brasil: Causa Real nas Rodovias. 2010. 25 Folhas. Pesquisa Voluntária. Itabira. 2010. Disponível: . Acesso: 05 jun. 2020.

Giglio, Lg. R.; Van Der Werf, J. T.; Randerson, G. J.; Kasibhatla. P. S. Global estimation of burned area using MODIS active fire observations. Atmospheric Chemistry and Physics. v.6, p. 957- 974. 2006.

Gontijo, G. A.; Pereira, A. A.; Oliveira, E. D. S.; Júnior, F. W. A. Detecção de queimadas e validação de focos de calor utilizando produtos de Sensoriamento Remoto. In: Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto (SBSR), Curitiba/PR. Anais... São José dos Campos: INPE, 2011. p.7966-7973. 2011.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2020. Cidades e Estados. Disponível: . Acesso: 20 mar. 2020.

ICM. Instituto Chico Mendes. Nota informativa - Incêndios Florestais em Unidades de Conservação Federais. Governo Federal, 25 de setembro de 2012. 3 p. Disponível: . Acessado: 05 de jun. 2020.

INMET. Instituto Nacional de Meteorologia, 2009. Normais climatológicas do Brasil 1961-1990. Edição revista e ampliada. Brasília: ed. Letra livre.

INPE. Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Programa Queimadas: Sistemas de Monitoramento. Disponível: . Acesso: 30 out. 2019.

Jaiswal, R. K.; Mukherjee, S.; Raju, K.D.; Saxena, R. Forest fire risk zone mapping from satellite imagery and GIS. International Journal of Applied Earth Observation and Geoinformation., v. 4, n.1. p. 1–10. 2002.

Latorre, M. L.; Carvalho Júnior, O. A.; Santos, J. R.; Shimabukuro, Y. E. Integração de dados de sensoriamento remoto multi resoluções para a representação da cobertura da terra utilizando campos contínuos de vegetação e classificação por árvores de decisão. Revista Brasileira de Geofísica, v. 25, n.1, p. 63-74, 2007.

Libonati, R.; Dacamara, C. C.; Pereira, J. M. C.; Peres, L. F. Retrieving middle-infrared reflectance for burned area mapping in tropical environments using MODIS. Remote Sensing of Environment., v. 114. n. 4. p. 831-843. 2010.

Mendes, O. R., Danelichen, V. H. M., Pereira, O. A. 2019. Avaliação da temperatura da superfície no Pantanal Mato-grossense por Sensoriamento Remoto. Revista Brasileira de Geografia Física, v.12, n. 5, p. 1784-1793.

Miranda, H.S.; Bustamante, M.M.C.; Miranda, A.C. The fire factor. In: Oliveira, P.S., Marquis, R.J. The cerrados of Brazil: ecology and natural history of a neotropical savanna. New York: Columbia University, 2002.

Miranda, J. R. Caracterização do Perfil Vegetativo Propício a Queima pelo Processo de Indução por Árvore de Decisão a Partir de Dados Orbitais do Sensor Modis. 2014. 25 p.Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Engenharia Agrícola e Ambiental) -, Universidade Federal de Minas Gerais, Monte Claros.

Monteiro, J. B.; Rocha, A. B.; Zanella, M. E. Técnica dos quantis para caracterização de anos secos e chuvosos (1980-2009). Revista do Departamento de Geografia., v.23, p.232-249, 2012.

NASA. National Aeronautics and Space Administration. MODIS (Moderate Resolution Imaging Spectroradiometer): About. Disponível: . Acesso: 06 mai. 2020.

Nobrega, R. S., Farias, R. F. L. 2016. Eventos Extremos Pluviais em Jaboatão dos Guararapes: Climatologia e Estudo de Caso. Revista do Departamento de Geografia, Volume Especial, p. 70-82. DOI: 10.11606/rdg.v0i0.119635.

Oliveira Júnior, J. G.; Nascimento, C. R.; Lopes, P. M. O.; Moura, G. B. A.; Silva, L. C. 2019. Caracterização de Cicatrizes de Queimadas na Mesorregião do Sertão Pernambucano a partir de Imagens de Satélites. Enciclopédia Biosfera, Centro Científico Conhecer - Goiânia, v.16, n. 29, p. 478-490. DOI: 10.18677/EnciBio_2019A35.

Pereira, A. A.; Teixeira, F. R.; Libonati, R.; Melchiori, E. A.; Carvalho, L. M. T. 2016. Avaliação de Índices Espectrais para Identifi cação de Áreas Queimadas no Cerrado Utilizando Dados Landsat TM. Revista Brasileira de Cartografia, Rio de Janeiro, n. 68/8, p. 1665-1680.

Piromal, R. A. S.; Rivera-Lombardi, R. J.; Shimabukuro, Y. E.; Formaggio, A. R.; Krug, T. Utilização de dados MODIS para a detecção de queimadas na Amazônia. Revista Acta Amazonica., v.38, n.1, p. 77-84, 2008.

Ponzoni, F. J. Sensoriamento remoto no estudo da vegetação: diagnosticando a mata atlântica. In: Rudorff, B. F. T. et al. (Ed.). Curso de uso de sensoriamento remoto no estudo do meio ambiente. São José dos Campos: INPE, 2002. Cap. 8. 27 p. (INPE-8984-PUD/62). Disponível: . Acesso: 06 jun. 2020.

Ponzoni, F.J.; Shimabukuro, Y.E.; Kuplich, T.M. Sensoriamento remoto da vegetação. 2. ed. atual. ampl. São Paulo: Oficina de Textos, 2012.

Rouse, J. W.; Haas, R. H.; Scheel, J. A.; Deering, D.W. Monitoring Vegetation Systems in the Great Plains with ERTS. Proceedings, 3rd Earth Resource Technology Satellite (ERTS) Symposium., v. 1, p. 48-62. 1974.

Rudorff, B. F. T.; Shimabukuro, Y. E.; Ceballos, J. C. O Sensor MODIS e suas aplicações ambientais no Brasil. São José dos Campos: Parêntese, p. 423. 2007.

Shimabukuro, Y. E.; Dos Santos, J. R.; Lee, D.C.L.; Da Costa Pereira, M. Dados sensoriados no monitoramento e avaliação de áreas queimadas: o caso do Parque Nacional de Emas (GO). Pesquisa Agropecuária Brasileira., v. 26. n.10. p. 1589-1598. 1991.

Silva, J. L. B., Moura, G. B.A., Lopes, P.M.O., Silva, E.F.F., Ortiz, P.F.S., Silva, D.A.O., Silva, M.V., Guedes, R.V.S. 2020. Spatial-Temporal Monitoring of the Risk of Environmental Degradation and Desertification by Remote Sensing in a Brazilian Semiarid Region. Revista Brasileira de Geografia Física, v.13, n. 2, 544-563.

Silva, A. L. R., Costa, V. R. M., Ferreira, G. B., Castro, E. J. M., Coelho, A. C., Macedo, A. O., Talhari, T. F., Sousa, F. M., Bezerra, D. S. 2020. Análise dos padrões dos focos de queimadas por biomas do estado do Maranhão. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 2, p. 6399-6409. DOI:10.34117/bjdv6n2-080.

Stroppiana D., Azar R., Calò F., Pepe A., Imperatore P., Boschetti M., Silva J., Brivio

P.A., Lanari R. 2015. Integration of optical and SAR data for burned area mapping in Mediterranean Regions Remote Sensing, 7, p. 1320-1345. DOI: 10.3390/rs70201320.

Terassi, P. M. B., Júnior, J. F. O., Galvani, E., Gois, G. 2018. Frequência e Intensidade Pluviométrica na Região Norte do Estado do Paraná, Brasil. Revista do Departamento de Geografia, v. 35, p. 121-133. DOI: 10.11606/rdg.v35i0.134610.

University of Waikato. Weka 3.8 – Machine Learning Software in Java, 2020. Disponível . Acesso: 20 mar. 2020.

Vermote, E. F.; Roger J. C.; Ray, J. P. MODIS Surface Reflectance User’s Guide - MODIS Land Surface Reflectance Science Computing Facility, v. 1.4. May, 2015. Disponível: . Acesso: 30 mai. 2020.

Xaud, H. A. M. Abordagem Multisensor Aplicada ao Monitoramento de Florestas Tropicais atingidas por Incêndios em Roraima. 2013. 155 p. Tese (Doutorado em Sensoriamento Remoto), Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v14.2.p%25p

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License