Análise de um Episódio de Baixa Térmica do Noroeste da Argentina

Flávia Fernanda Azevedo Fagundes, Ivana Riêra Pereira Bastos, Michelle Simões Reboita, Gustavo Carlos Juan Escobar

Resumo


Como há poucos estudos na literatura que descrevem a estrutura física das baixas térmicas no noroeste da Argentina (BNOA), isso torna-se o objetivo do presente trabalho. Para isso, são utilizados dados da Global Forecast System Analysis (GFSanl - Sistema de Previsão Global). O caso de BNOA em estudo teve gênese no dia 29 de outubro de 2009 às 0600 UTC e perdurou até o dia 03 de novembro às 1200 UTC. Sua estrutura vertical mostra máximo aquecimento e vorticidade relativa ciclônica entre a superfície e 750 hPa ao longo das longitudes de 70º a 65º W. Em níveis médios, durante todo o ciclo de vida da BNOA, predominou uma crista no escoamento atmosférico. A influência de sistemas transientes causa a desconfiguração da BNOA.

 

 

 

Analysis of an episode of Thermal Low of Northwest Argentina

 

A B S T R A C T

In South America, there are two favorable places for the genesis of thermal lows (low pressure system with semi-stationary feature): Chaco region and the northwest of Argentina. Thermal lows developed in these regions receive their names. So, the purpose of this study is to describe the physical structure of thermal low occurred over the northwest of Argentina (TLNA). For this reason, data from the Global Analysis of the Forecasting System (GFSanl - Global Forecasting System) are used. TLNA had genesis on October 29, 2009 at 0600 UTC and decayed on November 03 at 1200 UTC. Its vertical structure shows the maximum heating and the cyclonic relative vorticity between the surface and 750 hPa along the longitudes 70º-65º W. At middle levels, throughout the TLNA's lifecycle, a ridge in the atmospheric flow predominated. The influence of the transient systems causes the deconfiguration of TLNA.

Keywords: thermal low; northwestern Argentina; anticyclone; transient systems


Palavras-chave


baixa térmica; noroeste da Argentina; anticiclone; sistemas transientes

Texto completo:

PDF

Referências


Abreu, E.X, Silva, M. V, Reboita, M.S, Teodoro, T.A. 2018. Estudo do ciclo de vida de três ciclones extratropicais no Oceano Atlântico Sul. Revista Brasileira De Geografia Física, 11, 251-275.

Escobar, G.C.J, Seluchi, M.E., 2012. Classificação sinótica dos campos de pressão atmosférica na América do Sul e sua relação com as baixas do Chaco e do noroeste argentino. Revista Brasileira de Meteorologia. 27, 3, 365-375.

Ferreira, L., Saulo, A.C, Suluchi, M.E. 2010. CARACTERÍSTICAS DE LA DEPRESIÓN DEL NOROESTE ARGENTINO EN EL PERÍODO 1997-2003: CRITERIOS DE SELECCIÓN Y ANÁLISIS ESTADÍSTICO Meteorológica. 35, 1, 17-28.

Lavender, S.L. 2016. Short Communication A climatology of Australian heat low events. Royal Meteorological Society [online]. Disponível:https://rmets.onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1002/joc.4692. Acesso: 10 jun. 2020.

Reboita, M.S.; Morais, M.A.; Ambrizzi, T. Baixas Térmicas no Hemisfério Sul: Uma Análise Climatológica. In: IV Congresso Cubano de Meteorología, 2007, Havana. IV Congresso Cubano de Meteorología, 2007.

Reboita, M. S, Gan, M.A, M.A, da Rocha, R.P, Custodio, I.S. 2019. Ciclones em Superfície nas Latitudes Austrais: Parte II Estudo de Casos. Revista Brasileira De Meteorologia, 32, 509-542.

Seluchi, M.E, Saulo, A.C. 2012. Baixa do Noroeste Argentino e Baixa do Chaco: características, diferenças e semelhanças. Revista Brasileira de Meteorologia. 27, 1, 49-60.

Seluchi, M.E, Garreaud, R.D. 2012. Campos Médios e Processos Físicos Associados ao Ciclo de Vida da Baixa do Chaco. Revista Brasileira de Meteorologia. 27, 4, 447-462.

Silva, B, Leite, R.R.M, Reboita, M.S. 2018. Tufões Haiyan e Haima: Características Durante a Formação, Maturação e Dissipação. Anuário do Instituto de Geociências - UFRJ, 41, 37-53.

Souza, C.A, Reboita, M. S. 2020. Intensidade do vento de dois ciclones tropicais obtida por diferentes conjuntos de dados. Revista Brasileira De Geografia Física, 13.

Wang, W, Evan, A.T, Lavaysse, C, Flamant, C. 2017. The role the Saharan Heat Low plays in dust emission and transport during summertime in North Africa. Aeolian Research. 28, 1-12.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v14.1.p094-105

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License