Entrevista com Elena Pulcini

Silvia Cataldi

Resumo


Elena Pulcini é professora titular de Filosofia Social no Departamento de Ciências Políticas e Sociais da Universidade de Florença. Colocou no centro de sua pesquisa o tema das paixões e do individualismo, as patologias sociais da modernidade e as formas de vínculo social, desenvolvendo também uma reflexão sobre o sujeito feminino; e propôs uma filosofia de cuidado para a era global. Sua pesquisa atual se concentra principalmente no desafio ecológico e nas implicações emocionais, sociais e éticas. Orador principal e convidado em conferências internacionais Entre os seus trabalhos mais recentes, alguns dos quais foram traduzidos para as principais línguas europeias: O indivíduo sem paixões (L’individuo senza passioni - Bollati Boringhieri 2001); O poder de união. Feminino, desejo, cuidado (Il potere di unire. Femminile, desiderio, cura - Bollati Boringhieri, 2003); Cuidando do mundo. Medo e responsabilidade na era global (La cura del mondo. Paura e responsabilità nell’età globale - Bollati Boringhieri 2009; primeiro Prêmio de Filosofia "Journey to Syracuse" 2009); Inveja. A triste paixão (Invidia. La passione triste - Il Mulino 2011); “Espelho, espelho dos meus desejos.” Beleza e inveja (“Specchio specchio delle mie brame”. Bellezza e invidia - Orthotes 2017); Responsabilidade, Igualdade, Sustentabilidade. Três palavras para interpretar o futuro (Responsabilità, Uguaglianza, Sostenibilità.Tre parole per interpretare il futuro com S.Veca e E. Giovannini - Lampi EDB, Bolonha 2017); Felicidade italiana. Uma amostra filosófica (Felicità italiane. Un campionario filosofico, co-curador e co-autor, Il Mulino 2016), Cuidado e emoções. Uma aliança complexa (Cura ed emozioni. Un’alleanza complessa co-curadora, com Sophie Bourgault, e coautora, Il Mulino 2018). A ser publicado em breve: Entre o cuidado e a justiça. Paixões como recurso social, Bollati Boringhieri 2020. Ela participou e participa de programas de rádio cultural e televisão.


Texto completo:

PDF

Referências


H. ARENDT. (1958). The Human Condition, University of Chicago Press.

U. BECK. (1986). Risikogesellschaft, Suhrkamp, Frankfurt am Main.

U.BECK. (2016). The Methamorphosis of the World, Polity Press.

M.BENASAYAG, G.SCHMIT. (2003). Les passions tristes. Souffrance psychique et crise sociale, La Découverte, Paris.

A.CAILLÉ. (1998). Le tiers paradigme. Anthropologie philosophique du don, Paris.

A.CAILLÉ. (2009)., Théorie anti-utilitariste de l’action, La Découverte, Paris.

PAUL CRUTZEN. (2005). Benvenuti nell’Antropocene (2000), Mondadori, Milano.

H.JONAS.(1979). Das Prinzip Verantwortung, Insel, Frankfurt am Main.

B. LATOUR. (2017). Tracciare la rotta, Cortina, Milano, 2018 (ediz orig. franc 2017)

M.NUSSBAUM. (2001). Upheavals of Thought. The Intelligence of Emotions, Cambridge University Press.

PAPA FRANCESCO (2015). Laudato si’, Piemme editore.

G.PONTARA. (1995). Etica e generazioni future, Laterza, Roma-Bari.

E. PULCINI. (2001). L’individuo senza passioni. Individualismo moderno e perdita del legame sociale, Bollati Boringhieri (trad ingl. 2012).

E.PULCINI. (2009). La cura del mondo. Paura e responsabilità in età globale, Bollati boringhieri (trad. ingl. 2012).

E.PULCINI. (2019). Entre gratuité et réciprocité. Le don à l’autre distant dans le monde global, in S.Bourgault, Sophie Cloutier et Stéphanie Gaudet (sous la direction de), Ethiques de l’Hospitalité, du don et du care, Les Presses de l’Univ. d’Ottawa, Canada.

E. PULCINI. (2019). Hospitalité et reconnaissance, in Revue du Mauss, La Decouverte, Paris, n.53.

J.RIFKIN. (2009). The Empathic Civilisation. The Race to Global Consciousness in a World in Crisis‬, Polity Press, Cambridge.

A.DETOCQUEVILLE. (2010)., De la démocratie en Amérique (1835-40), Flammarion, Paris.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Revista de Estudos AntiUtilitaristas e PosColoniais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Creative Commons CC Atribuição Não comercial, sem derivação 4.0.