A Descolonização em Mad Maria de Márcio Souza: o contra-discurso ao “progresso” na amazônia.

Miguel Nenevé, Márcia Letícia Gomes

Resumo


O pensador alemão, Walter Benjamin ataca a ideologia de progresso por causa de seu determinismo darwinista e o “otimismo cego”. Neste trabalho estudamos a obra de ficção de Marcio Souza, Mad Maria, como uma obra que convida o leitor a repensar a ideia de progresso e desenvolvimento na Amazônia. A pergunta que pode ser lida sub-repticiamente é: “progresso para quem?”. Além de Benjamin e Heidegger, alguns estudiosos do pós-colonialismo são importantes para nossa análise.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 REALIS | Revista de Estudos AntiUtilitaristas e PosColoniais - ISSN: 2179-7501



Creative Commons CC Atribuição Não comercial, sem derivação 4.0.