A teoria pós-colonial e as literaturas negras: identidade de paixões e revisão tropológica

Divanize Carbonieri

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar a repetição de alguns motivos ou tropos na construção das protagonistas dos romances Beloved (1987) da afro-americana Toni Morrison e Without a name (1994) da zimbabuense Yvonne Vera. Entendemos que essas duas obras se inserem no contexto do Atlântico Negro e que suas personagens apresentam uma identidade de paixões, enfrentando problemas de racialização e opressão causados pela escravidão, pela colonização e pela descolonização. Além disso, podemos vislumbrar entre elas o que Gates Jr. (1988) chama de revisão tropológica. Finalmente, o artigo também oferece uma breve discussão a respeito do desenvolvimento das teorias pós-coloniais.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 REALIS | Revista de Estudos AntiUtilitaristas e PosColoniais - ISSN: 2179-7501



Creative Commons CC Atribuição Não comercial, sem derivação 4.0.