Diversidade, raça e classe: atributos sociais de discentes beneficiários de programa de reserva de cotas

Andréa Bayerl Mongim

Resumo


Neste artigo, analiso atributos sociais e econômicos de estudantes que ingressaram na Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), mediante o programa de reserva de cotas sociais. Em perspectiva antropológica, analiso contrastivamente atributos de alunos cotistas e de não cotistas. Busco demonstrar não haver, de modo geral, um quadro de oposições significativas da construção de dois universos absolutamente distintos entre estas categorias de estudantes. O ingresso de estudantes cotistas tem contribuído significativamente para alterar o perfil dos discentes inscritos somente nos cursos considerados de maior prestígio social. Porém, se é possível verificar entre os discentes destes cursos maior diversificação no que se refere à renda familiar e grau de escolaridade dos pais, o mesmo não foi observado quanto à auto identificação relativa à raça/cor.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 REALIS | Revista de Estudos AntiUtilitaristas e PosColoniais - ISSN: 2179-7501



Creative Commons CC Atribuição Não comercial, sem derivação 4.0.