O Comunismo de Marcel Mauss

David Graeber

Resumo


Não se trata de uma coincidência que dois dos trabalhos mais importantes de Mauss nos anos vinte tenham sido, de um lado, o seu “Avaliação Sociológica do Bolchevismo”, e, do outro, “O Ensaio sobre a Dádiva”, ambos publicados no mesmo ano de 1925. Constituíam, claramente, duas pernas de um mesmo projeto intelectual. Vendo afundar a primeira grande tentativa de criar uma alternativa moderna ao capitalismo, Mauss aparentemente decidiu que era hora de trazer à tona os resultados na etnografia comparativa - apesar de crua e não desenvolvida, como ele bem sabia - no intuito de traçar ao menos o contorno do que poderia ser uma alternativa mais viável. Ele estava particularmente preocupado com o significado histórico do mercado. Uma coisa que a experiência Russa tinha provado era que não seria possível simplesmente abolir a compra e venda por decreto

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 REALIS | Revista de Estudos AntiUtilitaristas e PosColoniais - ISSN: 2179-7501



Creative Commons CC Atribuição Não comercial, sem derivação 4.0.