Intelectuais e autoconsciência latino-americana: por uma crítica à razão ocidental

Adelia Miglievich-Ribeiro

Resumo


Atentando para o tema da integração regional, analisamos a história por trás do conceito “América Latina” que remonta, de um ponto de vista, ao expansionismo francês, de outro, à colonização hispânica e lusa no continente, por fim, ao antagonismo com os americanos do norte, de matriz anglo saxã, até que a utopia latino-americana se constituísse como uma forma de contra-hegemonia no cenário contemporâneo. Fazemos Darcy Ribeiro (1922-1997) dialogar com Manoel Bomfim (1868-1932), ao mesmo tempo em que o reconhecemos herdeiro, à sua maneira, dos ideais de “Pátria Grande” e “Nuestra América” de Simon Bolívar e de José Martí respectivamente. Interessa-nos chegar aos desafios contemporâneos postos pela vertente pós-colonial e pós-ocidental da “modernidade-colonialidade-decolonialidade” a incitar a imaginação política e social em torno de um projeto próprio de desenvolvimento para o continente, sustentado na percepção das interculturalidades.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 REALIS | Revista de Estudos AntiUtilitaristas e PosColoniais - ISSN: 2179-7501



Creative Commons CC Atribuição Não comercial, sem derivação 4.0.