Apresentação

Silvia Cataldi, Paulo Henrique Martins

Resumo


A reflexão sobre o Amor e o Dom que inspira o presente número da REALIS  resulta da confluência de três movimentos: um deles são os estudos sobre a dádiva inicialmente sistematizados por Marcel Mauss e que inspirou a fundação do M.A.U.S.S. (Movimento Anti-Utilitarista nas Ciências Sociais), na França, e que tem como um dos seus mais conhecidos fundadores o sociólogo Alain Caillé; o segundo, os estudos que vêm sendo realizado sobre o conceito de amor-ágape pelos pesquisadores do Grupo de Estudos internacionais Social-One, de Roma, que vêm aprofundando os trabalhos do sociólogo Luc Boltanski; o terceiro, as reflexões dos animadores da Revista REALIS que vêm, a anos, buscando articular os estudos sobre a dádiva com aqueles pós-coloniais de modo a dar visibilidade ao tema da solidariedade social e moral no contexto das sociedades latino-americanas. O propósito deste número especial é reconhecer que o amor tem uma dimensão pública, e não apenas íntima da vida em sociedade. Nossa vida cotidiana é replete de ações e interações que possuem características excedentes e de incondicionalidade fundamentais. Esse é o desafio deste número especial: quebrar o entendimento restritivo da sociedade como um lugar do consumismo e da incerteza, a fim de descobrir o amor na vida social, cotidiana e institucional.

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista de Estudos AntiUtilitaristas e PosColoniais



Creative Commons CC Atribuição Não comercial, sem derivação 4.0.