Religiosidade e cultura entre remanescentes quilombolas

Sinopse:

O ensaio em questão faz parte da pesquisa de campo sobre o entorno da Rota Turística Belém-Bragança, no estado do Pará, realizada por meio de visita in loco no ano de 2016. O ensaio teve como objetivo identificar o cotidiano das populações que vivem na rodovia desta rota, e receberam o projeto turístico do governo estadual. Este trabalho foi realizado por meio de uma atividade extraclasse pelo Núcleo de Altos Estudos Amazônicos da Universidade Federal do Pará. A rota Turística Belém-Bragança faz parte de um projeto de desenvolvimento regional que visava explorar os caminhos percorridos pelo trem de ferro de Bragança (EFB). Assim sendo, tem como função “[...] um itinerário com contexto na história, ou seja, o turismo se utiliza da história como atrativo para fins de promoção e comercialização turística” (Brasil, 2010:32). Logo, vale ressaltar, portanto, que tais condições permitem construir um imagético sobre as populações destes caminhos por meio das diversidades observadas. No ensejo deste ensaio buscou identificar a religiosidade da população remanescente quilombola do vilarejo intitulado “ Comunidade remanescente quilombola Nossa Senhora do Livramento”. As fotografias focam justamente nos artefatos e nuances encontradas nos espaços utilizados pela comunidade para as atividades religiosas. Assim sendo, o contexto das imagens percorre as expressões da religião católica e as interseções da cultura popular. De modo contínuo, a condição de remanescentes quilombolas é fato pontualmente reconhecido pela titulação das terras desta comunidade. Situação esta que condiciona entender que na localidade existe a possibilidade de encontrar diversidades religiosas em virtude da própria história da população. Sabidamente é perceptível pelas capturas identificar o sincretismo religioso pelo modo como foi organizado as simbologias, como por exemplo o altar, envolvendo costumes de diversas religiões. Sobremaneira é interessante revelar que acima das capturas há um movimento que leva a entender a sincronia entre os espaços internos e externos. Isto é revelado quando de cada atividade dentro da contextualização e sua função em atividades religiosas mais tradicionais. É notável, portanto o reflexo de uma simplicidade da comunidade pelos próprios objetos expostos, assim como da resistência de tradições religiosas como os espaços para os festejos para os santos. É interessante diante dos fatos elencados que cada símbolo é carregado de significados. Justamente por isso, que cada um deve ser observado levando o contexto em que se encontra, pois, desse modo seu real significado é compreendido, mas sabidamente é pertinente conhecer também sua história dentro da cultura em que está inserida (Rodrigues, 2012). A imagem nessa lógica, aguça os sentidos e permite ampliar o sentimento investigativo e também saudosista.

Palavras-chave:

Religião; cultura; afrodescendentes

Keywords:

Religion; culture; Afro-descendants.

Ficha técnica/ Credits:

Autor/ Author: Nádile Juliane Costa de Castro

Fotografias/ Photografics: Nádile Juliane Costa de Castro

Direção/ Direction: Nádile Juliane Costa de Castro

Edição de Imagem e Texto/ Image editing and text: Nádile Juliane Costa de Castro

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista de Estudos e Investigações Antropológicas
AV. Prof. Moraes Rêgo, 1.235. 13° andar
Cidade Universitária
50.670-901 - Recife - PE – Brasil
reiappga@gmail.com