Zapotecas, chinantecas y mestizas: mujeres presidentas municipales en Oaxaca

Margarita Dalton

Resumo


Este artigo mostra, a partir de depoimentos de mulheres que ocupam o cargo de prefeitas municipais, questões relacionadas ao exercício do poder executivo pelas mulheres indígenas, no Estado de Oaxaca, México. Apresenta ainda como os municípios são regidos pela lei de usos e costume. Na estrutura política mexicana os municípios são unidades administrativas mais perto da comunidade, estruturados por instâncias executivas municipais, polícia, fazendas e áreas de assentamento. Em muitos casos, os limites de um município correspondem às fronteiras de uma comunidade ou aldeia. A mulher que chega ao poder terá que enfrentar dificuldades que se encontram enraizadas na cultura, na moral e na religião pelo fato de ser mulher. As práticas sociais e idéias comuns determinam o que uma mulher deve ou não deve fazer e especificam a posição da mulher, o que não inclui a prática do exercício de um cargo público no governo municipal, ou seja o ser autoridade.

Palavras-chave: Zapotecas, chinantecas, mulheres indígenas, mulheres e participação política, gender.Abstract:This article illustrates, by interviews with indigenous women who occupy the position of municipal mayors, questions related to the exercise of power in Oaxaca state, Mexico, in communities ruled by the laws of use and custom. In Mexican political structure, the municipalities are administrative units closer to the community and structured by municipal executive instances, policy, farms and the settlement areas. In many cases, municipality limits coincide with community or village borders. Women coming to power have to stand up to difficulties deeply rooted in culture, morality and religion only for being women. Social practices and the common ideas determine what a woman can or cannot do and specify their position, excluding the exercise of power in the local government, or even being authority.

Key words: Zapotecas, chinantecas, indigenous women, women and political participation, gender.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista ANTHROPOLÓGICAS
AV. Prof. Moraes Rêgo, 1.235. 13° andar
Cidade Universitária
50.670-901 - Recife - PE - Brasil
Tel.: (55) (81) 2126-8286 | Fax: (55) (81) 2121-8282
E-mail: anthropologicas@ufpe.br