Trocas, Gênero, Assimetrias e Alinhamentos: experiência etnográfica com mães e crianças com síndrome congênita do Zika

Luciana Campelo de Lira, Russell Parry Scott, Fernanda Meira

Resumo


Este trabalho discute as inter-relações entre pesquisadores e sujeitos de pesquisa, a partir das condições específicas associadas às maneiras de compartilhar, ou não, experiências no que concerne às relações de gênero, classe e geração, e, especialmente, a experiência da maternidade. Também faz uma discussão sobre como entender os aspectos relacionais da experiência etnográfica, em que corpo e emoções em campo são elementos importantes. Problematiza tensões e negociações quando se pesquisa em equipe e quando se pesquisa num contexto de emergência que tende a intensificar relações hierarquizadas e desiguais ao lidar com as consequências impostas a crianças e suas famílias pela Síndrome Congênita de Zika

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista ANTHROPOLÓGICAS
AV. Prof. Moraes Rêgo, 1.235. 13° andar
Cidade Universitária
50.670-901 - Recife - PE - Brasil
Tel.: (55) (81) 2126-8286 | Fax: (55) (81) 2121-8282
E-mail: anthropologicas@ufpe.br