A visibilidade do primeiro Camarão no processo de militarização indígena na capitania de Pernambuco no século XVII

Juliana Lopes

Resumo


Este trabalho trata da linhagem do índio Camarão, a qual adquiriu importância a partir da necessidade de proteção da Colônia, tendo em vista que a Coroa não pretendia arcar com os gastos para a manutenção de uma tropa estacionada em território colonial. Diante disso, a solução encontrada foi criar uma milícia local, liderada por Camarão, que, aos poucos, adquiriu a confiança de Portugal, dando à sua tropa uma importância até então negada a um grupo social
periférico. Nesse sentido, pudemos entender a relevância alcançada por Filipe Camarão e seus descendentes, que mostraram uma outra face da História do Brasil, colocando esses povos com um poder de atuação que interferiu ativamente nos planos e projetos idealizados pela Coroa destinados á Colônia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista ANTHROPOLÓGICAS
AV. Prof. Moraes Rêgo, 1.235. 13° andar
Cidade Universitária
50.670-901 - Recife - PE - Brasil
Tel.: (55) (81) 2126-8286 | Fax: (55) (81) 2121-8282
E-mail: anthropologicas@ufpe.br