Fotografando a pobreza turística

Bianca Freire Medeiros, Palloma Menezes

Resumo


Territórios pobres e segregados, convertidos em destino turístico no Rio de Janeiro, Joanesburgo e Cidade do Cabo, são tomados como referências empíricas neste artigo cujo objetivo mais amplo é discutir de que maneira a fotografia colabora na produção, circu-lação e consumo da pobreza turística. Oferece uma apreciação das interfaces, presentes desde a origem, entre a fotografia e a expe-riência turística, além de uma breve genealogia da construção da pobreza e seus espaços como objeto da curiosidade das elites. Cinco imagens que fazem parte do acervo foto-etnográfico das pesquisadoras servem como plataforma para se refletir sobre as complicadas articulações entre dinheiro e emoções, lazer e miséria, próprias do turismo de pobreza. Encerra compartilhando algumas ponderações sobre os dilemas éticos enfrentados pelos turistas e pelas pesquisadoras diante da tríade turismo-pobreza-fotografia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista ANTHROPOLÓGICAS
AV. Prof. Moraes Rêgo, 1.235. 13° andar
Cidade Universitária
50.670-901 - Recife - PE - Brasil
Tel.: (55) (81) 2126-8286 | Fax: (55) (81) 2121-8282
E-mail: anthropologicas@ufpe.br