Religião e medicina popular na Amazônia: A etnografia de um romance

Raymundo Heraldo Maués

Resumo


Utilizando os dados de um romance de Dalcídio Jurandir ambientado
na ilha do Marajó e considerando, também, a experiência de
pesquisa de campo do autor sobre catolicismo popular e pajelança
na região do Salgado, no estado do Pará, o artigo pretende construir
uma breve etnografia a respeito dos principais aspectos religiosos
daquela ilha, na primeira metade do século XX. Tal tentativa, além
de uma justificativa teórica, que estabelece um vínculo entre antropologia
e literatura, deve-se à carência de estudos sobre o tema no
Marajó, locus de grande importância para se entender tais crenças e práticas populares, já estudadas por outros estudiosos em várias
sub-regiões da Amazônia.
Palavras-chave: Dalcídio Jurandir, ilha do Marajó, Amazônia,
religião popular, pajelança.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista ANTHROPOLÓGICAS
AV. Prof. Moraes Rêgo, 1.235. 13° andar
Cidade Universitária
50.670-901 - Recife - PE - Brasil
Tel.: (55) (81) 2126-8286 | Fax: (55) (81) 2121-8282
E-mail: anthropologicas@ufpe.br