Sobre rituais e performances: Visualidade, cognição e imagens do tempo em duas festas populares

Maria Laura Viveiros de Castro Cavalcanti

Resumo


O desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro e o festival dos Bois-Bumbá de Parintins/Amazonas são comparados em perspec-tiva etnográfica que focaliza sua dimensão cognitiva. Esses dois processos rituais integram variadas formas lúdicas e expressivas, tangenciam o jogo, com sua disputa festiva sempre reinstaurada, e a arte, com sua musicalidade e plasticidade. Estimulam o trabalho reflexivo ao desarticularem e rearticularem elementos os mais diversos da vida social em diferentes regiões brasileiras. O artigo busca demonstrar como, através da intensa experiência corporal que propiciam, Carnaval e Boi-Bumbá ritualizam em suas perfor-mances valores culturais centrais, em especial a relação com o tempo e sua passagem.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista ANTHROPOLÓGICAS
AV. Prof. Moraes Rêgo, 1.235. 13° andar
Cidade Universitária
50.670-901 - Recife - PE - Brasil
Tel.: (55) (81) 2126-8286 | Fax: (55) (81) 2121-8282
E-mail: anthropologicas@ufpe.br