Agentes mediadores e movimento indígena: Discutindo as relações a partir do Ceará

Joceny de Deus Pinheiro

Resumo


O presente artigo explora o papel exercido por uma rede de agen-tes na intensificação dos processos de identificação indígena no Ceará. Apesar de comumente representado como ‘unitário’, ‘autossuficiente’ e ‘coeso’, o movimento que aí se forma é mar-cado por uma heterogeneidade de atores sociais e posições polí-ticas, bem como por uma multiplicidade de discursos e práticas. Aqui, quero abordar tanto a presença de agentes mediadores que chegaram às áreas indígenas do Ceará na condição de profissionais acadêmicos quanto a daqueles que aí foram representando agên-cias estatais de nível local, regional e federal. Ao olhar para as especificidades de cada grupo, minha intenção é explorar suas motivações e formas de interação com as comunidades locais, sublinhando, inclusive, as relações de tensão e colaboração exis-tentes entre estes e outros tipos de mediadores.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista ANTHROPOLÓGICAS
AV. Prof. Moraes Rêgo, 1.235. 13° andar
Cidade Universitária
50.670-901 - Recife - PE - Brasil
Tel.: (55) (81) 2126-8286 | Fax: (55) (81) 2121-8282
E-mail: anthropologicas@ufpe.br