Corrupção no contexto do estado de bem-estar europeu: perspectivas etnológicas

Dieter Haller

Resumo


Esse ensaio explora o que a Ethnologie (antropologia social e cultu-ral) pode contribuir ao estudo da corrupção. Primeiro, apresenta abordagens básicas ao estudo de corrupção pelas ciências sociais e políticas convencionais e pelos agentes políticos influentes tais como a Transparência Internacional. Nessas abordagens, a corrupção é moldada por uma variedade de pressupostos: que a cor-rupção ocorre entre as esferas pública e privada, que é um indi-cador da instabilidade e que é moralmente repreensível e, por isso, uma atividade clandestina. O ensaio discute esses pressupostos do ponto de vista antropológico, e assim detecta pontos cegos nas abordagens convencionais. Finalmente, ao discutir quatro exem-plos, o ensaio procura mostrar como a Ethnologie pode enriquecer outras abordagens da pesquisa social e cientifica sobre a corrupção com uma contribuição real.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista ANTHROPOLÓGICAS
AV. Prof. Moraes Rêgo, 1.235. 13° andar
Cidade Universitária
50.670-901 - Recife - PE - Brasil
Tel.: (55) (81) 2126-8286 | Fax: (55) (81) 2121-8282
E-mail: anthropologicas@ufpe.br