Museus, Objetos Etnográficos e Pesquisa Antropológica: um debate atual

Renato Athias

Resumo


A Coleção Etnográfica Carlos Estevão de Oliveira constitui-se em um valioso acervo do Museu do Estado de Pernambuco, de mais de 3.000 peças adquiridas entre os anos de 1908 a 1946 quando o pernambucano, advogado, poeta e folclorista Carlos Estevão de Oliveira encontrava-se na região Amazônica. A estratégia metodológica, na execução do projeto de preservação de objetos de coleções, está apoiada na concepção de que o museu faz parte de um ato de comunicação e de construção social e cultural, cujo acervo é composto por bens materiais e imateriais que expressam e traduzem o modo de vida socialmente apreendido de grupos humanos, abarcando seus valores, motivações, pensamentos e comportamentos. Este artigo procura debater a atualidade da pesquisa antropológica em acervos etnográficos em instituições museológicas com relação à documentação enquanto pesquisa para a elaboração e de exposições museográfica.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista ANTHROPOLÓGICAS
AV. Prof. Moraes Rêgo, 1.235. 13° andar
Cidade Universitária
50.670-901 - Recife - PE - Brasil
Tel.: (55) (81) 2126-8286 | Fax: (55) (81) 2121-8282
E-mail: anthropologicas@ufpe.br