Os Patrimônios como Sistemas Patrimoniais e Culturais: notas etnográficas sobreo caso da cidade de Goiás

Izabela Tamaso

Resumo


Neste artigo os patrimônios são tratados como sistemas culturais. Assim, se religião, arte, senso comum e política são sistemas culturais, os patrimônios também o são, desde que sejam entendidos em relação a outros sistemas: artístico, estético, religioso, do senso comum, político, de parentesco, etc. O grau de conexão e articulação entre sistemas patrimoniais e estes outros sistemas é variável e depende, pois, do contexto cultural. O caso da cidade de Goiás revela a relação constitutiva de interanimação entre bens tangíveis e intangíveis, entre discursos e experiências, como partes integrantes do sistema patrimonial e como produções metaculturais. Uma tal abordagem pode contribuir para refletir e propor políticas públicas de preservação, proteção e salvaguarda dos patrimônios que atendam prioritariamente às demandas dos grupos locais, sem perder de vista o diálogo com agências em escalas nacional e mundial.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista ANTHROPOLÓGICAS
AV. Prof. Moraes Rêgo, 1.235. 13° andar
Cidade Universitária
50.670-901 - Recife - PE - Brasil
Tel.: (55) (81) 2126-8286 | Fax: (55) (81) 2121-8282
E-mail: anthropologicas@ufpe.br