Morbidity and deaths due to leukemia in patients under 14 years

Daniele Francine Lima Gonçalves Ferreira, Sílvia Letícia Fróes Pereira, Maycon Crispim de Oliveira Carvalho, Renê Ferreira Silva Junior, Fernanda Cardoso Rocha, Christiane Borges Evangelista, Tatiana Fróes Fernandes, Karine Suene Mendes Almeida Ribeiro

Abstract


ABSTRACT

Objective: to analyze the temporal and behavioral trend of hospital morbidity and deaths due to leukemia in children under 14 years of age. Method: this is a quantitative, retrospective study with data provided by the Department of Informatics of the Unified Health System (DATASUS), from 2008 to 2016. Data was collected through a form. The percentage rates were then calculated and then supported with a spreadsheet (Excel) for linear regression analysis. Results were presented in the form of tables. Results: the analysis of trends in hospital morbidity and deaths showed different profiles, with an oscillatory pattern in both values and low mortality rates. Conclusion: due to the agility in the access to the specialized health service, it was defined the improvement of the prognosis and increased the chances of survival of patients with leukemia under 14 years of age, making possible low leukemia mortality rates in the municipality. Descriptors: Leukemia; Morbidity; Cancer; Childhood; Hospitalization; Neoplasia.

RESUMO

Objetivo: analisar a tendência temporal e comportamental da morbidade hospitalar e óbitos por leucemia, em menores de 14 anos de idade. Método: trata-se de estudo quantitativo, retrospectivo, com dados disponibilizados pelo Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS), de 2008 a 2016 e coletados por meio de formulário. Calcularam-se as taxas percentuais que, em seguida, foram conduzidas com o apoio de uma planilha eletrônica (Excel) para a análise por regressão linear. Apresentaram-se os resultados em forma de tabelas. Resultados: apresentaram-se, pela análise da tendência para a morbidade hospitalar e óbitos, perfis distintos, com um padrão oscilatório nos valores para ambos e baixos índices de mortalidade. Conclusão: definiu-se, pela agilidade no acesso ao serviço de saúde especializado, a melhora do prognóstico e aumentaram-se as chances de sobrevivência dos pacientes portadores de leucemia menores de 14 anos de idade, viabilizando baixas taxas de mortalidade por leucemia no município. Descritores: Leucemia; Morbidade; Câncer; Infância; Hospitalização; Neoplasia.

RESUMEN

Objetivo: analizar la tendencia temporal y conductual de la morbilidad hospitalaria y las muertes por leucemia en menores de 14 años de edad. Método: se trata de un estudio cuantitativo, retrospectivo, con datos proporcionados por el Departamento de Informática del Sistema Único de Salud (DATASUS), en el período de 2008 a 2016. Se realizó la recolección de datos por medio de formulario. Se calcularon las tasas porcentuales que luego se realizaron con el apoyo de una hoja de cálculo (Excel) para el análisis por regresión lineal. Se presentaron los resultados en forma de tablas. Resultados: se presentaron, por el análisis de la tendencia a la morbilidad hospitalaria y muertes, perfiles distintos, con un patrón oscilatorio en los valores para ambos y bajos índices de mortalidad. Conclusión: se definió, por la agilidad en el acceso al servicio de salud especializado, la mejora del pronóstico y se aumentaron las posibilidades de supervivencia de los pacientes portadores de leucemia menores de 14 años de edad, viabilizando bajas tasas de mortalidad por leucemia en el municipio. Descritores: Leucemia; Morbilidad; Cáncer; Infancia; Hospitalización; Neoplasias.


Keywords


Leucemia; Morbidade hospitalar; Câncer na Infância.

References


Brasil, Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer. Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica (SOBOPE) Coordenação de Prevenção e Vigilância de Câncer. Câncer da criança e adolescente no Brasil: dados dos registros de base populacional e de mortalidade. Instituto Nacional de Câncer INCA – Rio de Janeiro, 2008 [acesso em 05/03/2017]. Disponível em:

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cancer_crianca_adolescente_brasil.pdf

Brasil, Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer. Estimativa 2010 Incidência de Câncer no Brasil. Rio de Janeiro, RJ 2009 [acesso em 05/03/2017]. Disponível em:

http://sobope.org.br/apex/f?p=106:13:28271312987087::NO::DFL_PAGE_ID:117

Brasil, Ministério da Saúde. Protocolo de diagnóstico precoce do Câncer Pediátrico. Brasília – DF 2017 [acesso em 28/02/2017]. Disponível em:

http://www1.inca.gov.br/inca/Arquivos/protocolo-de-diagnostico-precoce-do-cancer-pediatrico.pdf

Giroto AVS. A infecção em pacientes neutropênicos com diagnóstico de leucemia. Universidade Federal Fluminense. Escola De Enfermagem Aurora de Afonso Costa. Niterói 2016 [acesso em 27/02/2017]. Disponível em:

http://www.repositorio.uff.br/jspui/bitstream/1/2384/1/Amanda%20Vieira%20da%20Silva%20Giroto.pdf

Brasil, Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer. ABC do câncer. Abordagens Básicas para o Controle do Câncer. 2ª Ed. Rio de Janeiro, RJ 2012 [acesso em 05/03/2017]. Disponível em: http://www1.inca.gov.br/inca/Arquivos/livro_abc_2ed.pdf

Cabral SNS, Santos SL, Beltrão AB, Augusto LGS. Linha de base da leucemia linfocítica aguda para a vigilância da saúde ambiental no território de abrangência da refinaria de petróleo do Estado de Pernambuco, Brasil, 2004 a 2008. Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília, 2012 [acesso em 28/02/2017]. Disponível em:

http://scielo.iec.pa.gov.br/pdf/ess/v21n4/v21n4a09.pdf

Azevedo MCCV, Monteiro AI, Fernandes MIDCD, Amorim IG, Pedrosa KKA, Lira ALB. Crianças e adolescentes com câncer cadastrados nas redes de apoio. Revista de enfermagem UFPE, Recife, 8(3): 654-60, 2014 [acesso em 26/04/2018]

Instituto Nacional De Câncer José Alencar Gomes Da Silva. Ciência: Uso de Anticoncepcional Durante A Gravidez Aumenta os Riscos Leucemia Infantil. Publicação trimestral do Instituto Nacional De Câncer José Alencar Gomes Da Silva. Revista Rede Câncer. N° 1 Ed. Maio de 2007 Pgs. 14 e 15.2007 [acesso em 28/02/2017]. Disponível em:

http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/a678cf004eb69264861996f11fae00ee/08_ciencia.pdf?MOD=AJPERES

Instituto Nacional De Câncer José Alencar Gomes Da Silva. Ciência Pesquisa aponta mutação genética em proteína como uma das causas da leucemia linfoide aguda de células T. O x da questão. Revista Rede Câncer. N° 15, 2011 [acesso em 28/02/2017]. Disponível em:

http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/d11a56004eb6926b862996f11fae00ee/ciencia.pdf?MOD=AJPERES

Lopes BA; Ministério da Saúde (Brasil). Polimorfismos em genes do metabolismo de xenobióticos na leucemia aguda da primeira infância. Instituto Nacional de Câncer. Rio de Janeiro, 2013 [acesso em 28/02/2017]. Disponível em:

http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/bc3a390046303a81adafef2d43a04cdb/Disserta%C3%A7%C3%A3o+(Bruno+Lopes).pdf?MOD=AJPERES&CACHEID=bc3a390046303a81adafef2d43a04cdb

Brasil, Ministério da Saúde. Datasus. Acesso à informação. Tabnet. Epidemiológicas e morbidade [acesso em 27/02/2017]. Disponível em:

http://datasus.saude.gov.br/informacoes-de-saude

Brasil, Ministério da Saúde. Instituto Nacional De Câncer José Alencar Gomes Da Silva. Endereços dos Hospitais com Registro Hospitalar de Câncer (RHC) - Região Sudeste. Coordenação de Prevenção e Vigilância 2017 [acesso em 20/03/2017]. Disponível em: http://www.inca.gov.br/conteudo_view.asp?id=754

Instituto brasileiro de geografia e estatística - IBGE. Ferramenta cidades: Informações completas, censo demográfico 2016 – características gerais da população. Brasília. 2016 [acesso em 20/03/2017]. Disponível em: http://cod.ibge.gov.br/3ON

Mukaka M. A guide to appropriate use of Correlation coefficient in medical research. Malawi Medical Journal : The Journal of Medical Association of Malawi. Malawi, v. 24 n.3, 69-71. 2012 [acesso em 13/03/2017]. Disponível em:

https://www.ajol.info/index.php/mmj/article/view/81576

Brasil, Ministério da Saúde. Resolução Nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Conselho Nacional de Saúde. 2012 [acesso em 13/03/2017]. Disponível em:

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2013/res0466_12_12_2012.html

Brasil, Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer. Incidência, mortalidade e morbidade hospitalar por câncer em crianças, adolescentes e adultos jovens no Brasil: informações dos registros de câncer e do sistema de mortalidade. Rio de Janeiro, 2017 [acesso em 27/03/2017]. Disponível em:

http://www1.inca.gov.br/wcm/incidencia/2017/pdf/versao-completa.pdf

Couto AC. Tendência de mortalidade por leucemia infantil num período de 25 anos. Jornal de Pediatria. Rio de Janeiro, 86(5): 405-410, 2010 [acesso em: 07/11/2017]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572010000500009

Lima MC; Silva DB; Freund APF; Dacoregio JS; Costa TEJB; Costa I; Silva ML. Acute Myeloid Leukemia: analysis of epidemiological profile and survival rate. Jornal de Pediatria 92(3), 283-289, 2016. [acesso em: 08/11/2017]. Disponível em: https://ac.els-cdn.com/S2255553616000148/1-s2.0-S2255553616000148-main.pdf?_tid=8f86a560-691e-422e-8732-1df775032737&acdnat=1543881514_d2f0440bf744fa9838e8e2b2d885e9fc

Kavcic M; Fisher BT; Torp K; Li Y; Huang YS; Seif AE; Aplenc R. (2013). Assembly of a cohort of children treated for acute myeloid leukemia at free‐standing children's hospitals in the United States using an administrative database. Pediatric blood & cancer, 60(3), 508-511, 2013. [acesso em: 08/11/2017].




DOI: https://doi.org/10.5205/1981-8963.2019.237584



 

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

doaj

capes bvs ebesco elsevier nlm diadorim periodicaabec

 

cinahl citefactor cuidenplusb socolar ulrichs sumarios

 

Licença Creative Commons

All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License