Hospital morbidity and financial impacts of diabetes mellitus

Edison Vitório de Souza Júnior, Diego Pires Cruz, Giovanna Maria Nascimento Caricchio, Gabriel Aguiar Nunes, Analu Santos Fróes, Benedito Fernandes da Silva Filho, Rita Narriman Silva de Oliveira Boery, Eduardo Nagib Boery

Abstract


ABSTRACT

Objective: to describe the cases of hospital morbidity and the financial impacts of diabetes mellitus. Method: this is a quantitative, ecological and descriptive study, with data from the Department of Informatics of the Unified Health System in the state of Bahia (BA), Brazil, between 2013 and 2017. The following variables were selected: hospitalizations, deaths, gender, age, average stay length, hospital costs and race/color. Data were tabulated and analyzed through simple descriptive statistics in Excel program. Results: there were 52,267 hospitalizations, with greater prevalence in the East Macroregion (23.08%), in women (55.82%), aged ≥80 years (14.02%) and pardo race (50.74%). Institutions with ignored administration prevailed (47.38%), and an average stay length of 5.8 days. Moreoverm there was a financial impact exceeding R$ 25.5 million, with the East Macroregion responsible for 36.74%. Conclusion: there is the absolute need for actions of control and prevention of the disease, primarily in the East Macroregion, which demonstrated higher prevalence of hospitalizations and, consequently, increased public spending in hospitals. This study can be used to guide preventive strategies in order to avoid hospitalizations and burdens from diabetic complications. Descritores: Epidemiology, Hospitalization, Diabetes Mellitus, Health Care Costs, Information Systems.

RESUMO

Objetivo: descrever os casos de morbidade hospitalar e os impactos financeiros por diabetes mellitus. Método: trata-se de estudo quantitativo, ecológico e descritivo, com dados do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde no estado da Bahia, Brasil, entre 2013 e 2017. Selecionou-se as variáveis: internações, óbitos, sexo, faixa etária, média de permanência, custos hospitalares e raça/cor. Tabulou-se e analisou-se os dados por meio de estatística descritiva simples no programa Excel. Resultados: registrou-se 52.267 internações e a maior prevalência ocorreu na macrorregião Leste (23,08%), no sexo feminino (55,82%), com idade ≥80 anos (14,02%) e pardas (50,74%). Prevaleceu-se as instituições com regime ignorado (47,38%) e registrou-se média de permanência de 5,8 dias. Notificou-se ainda, um impacto financeiro superior a 25,5 milhões de reais e a macrorregião Leste responsabilizou-se por 36,74%. Conclusão: constata-se a imprescindibilidade de ações de controle e prevenção da patologia, prioritariamente, na macrorregião Leste, por evidenciar maior prevalência de internações, e consequentemente, implicar no incremento dos gastos públicos hospitalares. Ressalta-se, ainda, que esse estudo pode orientar estratégias preventivas no intuito de evitar as internações e onerações por complicações diabéticas. Descritores: Epidemiologia; Hospitalização; Diabetes Mellitus; Custos de Cuidados de Saúde; Sistemas de Informação.

RESUMEN

Objetivo: describir los casos de morbilidad hospitalaria y el impacto financiero debido a la diabetes mellitus. Método: se trata de un estudio cuantitativo, ecológico y descriptivo, con datos del Departamento de Informática del Sistema Único de Salud en el estado de Bahía, Brasil, entre 2013 y 2017. Fueron seleccionadas las siguientes variables: hospitalizaciones, muertes, sexo, edad, duración media de la estancia, gastos hospitalarios y raza/color. Los datos fueron tabulados y analizados por medio de estadística descriptiva simple en el programa Excel. Resultados: se registraron 52,267 hospitalizaciones y mayor prevalencia en la Macroregión Este (23,08%), en el sexo femenino (55.82%), con edad ≥ 80 años (14,02%) y pardas (50.74%). Si prevalecen las instituciones con esquema ignorado (47.38%) y se registró el promedio de estadía de 5,8 días. Se observó un impacto superior a los 25,5 millones de reales, con la Macroregión Este teniendo 36.74%. Conclusión: existe la necesidad absoluta de medidas de control y prevención de la enfermedad, sobre todo en la Macroregión Este, que demonstró una mayor prevalencia de hospitalizaciones y, por consiguiente, un aumento en el gasto público en los hospitales. Cabe destacar que este estudio puede ser utilizado para guiar las estrategias preventivas a fin de evitar hospitalizaciones y costos debido a las complicaciones de la diabetes. Descritores: Epidemiología, Hospitalización, Diabetes Mellitus, Costos de la Atención en Salud, Sistemas de Información.


Keywords


Epidemiologia, Hospitalização, Diabetes mellitus, Custos de cuidados de saúde, Sistemas de informação.

References


Bernini LS, Barrile SR, Mangili AF, Arca EA, Correr R, Ximenes MA et al. O impacto do diabetes mellitus na qualidade de vida de pacientes da Unidade Básica de Saúde. Cad Bras Ter Ocup. 2017; 25(3): 533-41. Doi: 10.4322/2526-8910.ctoAO0899

Dias OV, Chagas RB, Gusmão BM, Pereira FS, Costa SM, Costa FM et al. Diabetes mellitus em montes claros: inquérito de prevalência autorreferida. Rev Bras Promoç Saúde [internet]. 2016 July/Sept [acesso em 2018 fev 10]; 29(3): 406-13. Disponível em: http://periodicos.unifor.br/RBPS/article/view/4392/pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Vigilância de Doenças Crônicas Não Transmissíveis [internet]. [acesso em 2018 fev 10]; Disponível em: http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o ministerio/principal/secretarias/svs/doencas-cronicas-nao-transmissiveis

Santos SA, Rocha PB, Viana LC. Perfil metabólico de pacientes acometidos por diabetes mellitus tipo II: uma construção educativa. Ciências Biológicas e de Saúde Unit [internet]. 2015 Mar [acesso em 2018 fev 10]; 2(3): 65-80. Disponível em: https://periodicos.set.edu.br/index.php/cadernobiologicas/article/view/1786/1187

Machado LE, Campos R. O impacto da Diabetes Melito e da hipertensão arterial para a saúde pública. Saúde Meio Ambient [internet]. 2014 July/Dec [acesso em 2018 fev 10]; 3(2):53-61. Disponível em: http://www.periodicos.unc.br/index.php/sma/article/view/627/497

Santos AL, Teston EF, Latorre MRDO, Mathias TAF, Marcon SS.

Tendência de hospitalizações por diabetes mellitus: implicações para o cuidado em saúde. Acta Paul Enferm. 2015 Aug; 28(5):401-7. Doi: 10.1590/1982-0194201500068

Sociedade Brasileira de Diabetes. Tipos de Diabetes [internet] [acesso em 2018 fev 10]. Disponível em: http://www.diabetes.org.br/publico/diabetes/tipos-de-diabetes

Sociedade Brasileira de Diabetes. Diretriz da Sociedade Brasileira de Diabetes. Classificação etiológica do diabetes mellitus [internet] 2014/2015 [acesso em 2018 fev 10]. Disponível em: http://www.diabetes.org.br/profissionais/images/pdf/diabetes-tipo-2/002-Diretrizes-SBD-Classificacao-pg5.pdf

Palmeira CS, Pinto SR. Perfil epidemiológico de pacientes com diabetes mellitus em Salvador, Bahia, Brasil (2002-2012). Rev Baiana Enferm. 2015 July/Sept; 29(3):240-49. Doi: 10.18471/rbe.v29i3.13158

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Projeção da população das unidades da federação por sexo e grupos de idade: 2000-2030 [internet] 2017. [acesso em 2018 fev 10] Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?ibge/cnv/projpopuf.def

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cor ou raça (Brasil – 2015) [internet] 2018. [acesso em 2018 Fev 12]. Disponível em: https://teen.ibge.gov.br/sobre-o-brasil/populacoa/cor-ou-raca.html

Faria HTG, Veras VS, Xavier ATF, Teixeira CRS, Zanetti ML, Santos MA. Qualidade de vida de pacientes com diabetes mellitus antes e após participação em programa educativo. Ver esc enferm USP. 2013 Apr; 47(2): 348-54. Doi: 10.1590/S0080-62342013000200011

Sociedade Brasileira de Diabetes. Diretrizes da sociedade brasileira de diabetes 2017-2018 [internet]. 2017 [acesso em 2018 July 13]. Disponível em: http://www.diabetes.org.br/profissionais/images/2017/diretrizes/diretrizes-sbd-2017-2018.pdf

Organização Pan-Americana da Saúde. Ministério da Saúde. Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia. Sociedade Brasileira de Diabetes. Rastreamento e diagnóstico de diabetes mellitus gestacional no Brasil [internet]. 2017 [acesso em 2018 July 13]. Disponível em: http://www.diabetes.org.br/profissionais/images/pdf/diabetes-gestacional-relatorio.pdf

Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde. População residente [internet] [acesso em 2018 julho 13]. Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/deftohtm.exe?ibge/cnv/popba.def

Sociedade Brasileira de Diabetes. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes (2015-2016) [internet] [acesso em 2018 julho 13] Disponível em: https://www.diabetes.org.br/profissionais/images/docs/DIRETRIZES-SBD-2015-2016.pdf

Arruda GO, Schmidt DB, Marcon SS. Internações por diabetes mellitus e a Estratégia Saúde da Família, Paraná, Brasil, 2000 a 2012. Ciênc saúde coletiva. 2018 Feb; 23(2): 543-52. Doi: 10.1590/1413-81232018232.23092015

Luciano TV, Dias JÁ. Internações por condições sensíveis a atenção primária em município da região Norte do Espírito Santo. Rev Bras Pesq Saúde [internet]. 2015 July/Sept [acesso em 2018 Jun 2]; 17(3): 23-32. Disponível em: http://periodicos.ufes.br/RBPS/article/viewFile/14133/9962

Lima MG, Abrantes KSM, Casimiro GS, Farias MCAD, Silva EML, Queiroz MMF. Estudo comparativo da morbimortalidade entre idosos no Estado da Paraíba. Rer Bra Edu Saúde. 2016 Oct/Dec; 6(4): 10-21. Doi: 10.1016/j.exger.2013.02.017

Chew BH, Ghazali SS, Ismail M, Haniff J, Bujang MA. Age ≥ 60 years was an independent risk factor for diabetes-related complications despite good control of cardiovascular risk factors in patients with type 2 diabetes mellitus. Exp Gerontol. 2013 May; 48:485-91. Doi: 10.1016/j.exger.2013.02.017

Miranda SS, Carvalho S, Andrade TM, Coelho JMF, Gomes Filho IS. Atividade física e o controle glicêmico de pacientes com diabetes mellitus tipo II. Rev Bras Pesq Saúde [internet]. 2015 July/Sept [acesso em 2018 Jun 2]; 17(3): 33-40. Disponível em: http://periodicos.ufes.br/RBPS/article/viewFile/14134/9963

Westert GP, Schellevis FG, de Bakker DH, Groenewegen PP, Bensing JM, van der Zee J. Monitoring health inequalities through general practice: the second Dutch National Survey of General Practice. Eur J Public Health 2005 Feb; 15(1):59-65. Doi: 10.1093/eurpub/cki116

Rosa RS, Schmidt MI, Duncan BB, Souza MFM, Lima AK, Moura L. Internações por Diabetes Mellitus como diagnóstico principal na Rede Pública do Brasil, 1999-2001. Rev bras epidemiol. 2007 Dec; 10(4): 465-478. Doi: 10.1590/S1415-790X2007000400004

Rosa RS, Schmidt MI. Diabetes mellitus: magnitude das hospitalizações na rede pública do Brasil, 1999-2001. Epidemiol Serv Saúde [internet]. 2008 Apr/June [acesso em 2018 Jun 2]; 17(2):123-53. Disponível em: http://scielo.iec.gov.br/pdf/ess/v17n2/v17n2a09.pdf

Tong SF; Low WY; Ismail SB; Trevena L; Willcock S. Malaysian primary care doctors’ views on men’s health: an unresolved jigsaw puzzle. BMC Fam Pract. 2011 May;12:29. Doi: 10.1186/1471-2296-12-29

Carstensen B, Kristensen JK, Ottosen P, Borch-Johnsen K. The Danish National Diabetes Register: trends in incidence, prevalence and mortality. Diabetologia. 2008 Dec;51(12):2187-96. Doi: 10.1007/s00125-008-1156-z

Santos FA, Lima WP, Santos AL, Teston EF, Marcon SS. Hospitalizações por diabetes em adultos e idosos no Ceará, 2001-2012. Epidemiol Serv Saúde. 2014 Dec; 23(4):655-63. Doi: 10.5123/S1679-49742014000400007

Macinko J, Dourado I, Guanais FC. Doenças crôni¬cas, atenção primária e desempenho dos siste¬mas de saúde: Diagnóstico, instrumento e inter¬venções. Banco Interamericano de Desenvolvi¬mento, Setor Social. [Internet]. 2011 [citado 2018 Jun 22]. Disponível em: https://repositorio.ufba.br/ri/bitstream/ri/14249/1/Ines%20Dorado.%20Doen%C3%A7as%20Cr%C3%B4nicas%20Aten%C3%A7%C3%A3o%20Prim%C3%A1ria.%202011.pdf




DOI: https://doi.org/10.5205/1981-8963-v13i4a237751p981-988-2019

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


 

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

doajcrossref googleac

capes bvs ebesco elsevier nlm diadorim periodicaabec

 

cinahl citefactor cuidenplusb socolar ulrichs sumarios

 

Licença Creative Commons

A Revista de Enfermagem UFPE Online foi licenciada com uma Licença Creative Commons