Perception of the family in a pediatric unit about nursing care

Silvana Possani Medeiros, Aline Rodrigues Costa, Camila Magroski Goulart Nobre, Giovana Calcagno Gomes, Pamela Kath de Oliveira Nornberg, Gabriela Silva Miranda Rosa

Abstract


ABSTRACT

Objective: to know the family's perception about nursing care in a pediatric unit. Method: This is a qualitative, descriptive, exploratory study with 21 relatives. The data were collected through semi-structured interviews, analyzed by the Content Analysis technique in the Thematic Analysis modality. Results: the family considers the staff attentive and always ready to dedicate the necessary help and information. She also mentioned that she is careful when dealing with the family. It was mentioned, in the readmissions, mainly of children with chronic diseases, the creation of the bond as a positive factor. The affection and the welcome were also reported as demonstrations of other professionals. Conclusion: it is understood that the nurse should be present and provide humanized care to the child and his family, as they are in a period of fragility.

Descriptors: Hospitalized Child; Family; Child Health; Nursing Care; Pediatric Nursing; Nursing.

RESUMO

Objetivo: conhecer a percepção do familiar acerca do cuidado de enfermagem numa unidade pediátrica. Método: trata-se de estudo qualitativo, descritivo, exploratório, com 21 familiares. Coletaram-se os dados por meio de entrevistas semiestruturadas, analisadas pela técnica de Análise de Conteúdo na modalidade Análise Temática. Resultados: considera-se, pela família, a equipe atenciosa e sempre disposta a dedicar auxílio e informações necessárias. Referiu-se, também, que é cuidadosa no momento de lidar com a família. Citou-se, nas reinternações, principalmente de crianças com doenças crônicas, a criação do vínculo como fator positivo. Relataram-se, também, o carinho e o bom acolhimento como demonstrações dos demais profissionais. Conclusão: entende-se que o enfermeiro se deve fazer presente e fornecer um cuidado humanizado à criança e à sua família, visto que se encontram em um período de fragilidade. Descritores: Criança Hospitalizada; Família; Saúde da Criança; Cuidado de Enfermagem; Enfermagem Pediátrica; Enfermagem.

RESUMEN

Objetivo: conocer la percepción del familiar acerca del cuidado de enfermería en una unidad pediátrica. Método: se trata de un estudio cualitativo, descriptivo, exploratorio, con 21 familiares. Se recogen los datos por medio de entrevistas semiestructuradas, analizadas por la técnica de Análisis de Contenido en la modalidad Análisis Temático. Resultados: se considera, por la familia, el equipo atento y siempre dispuesto a dedicar ayuda e informaciones necesarias. Se refirió, también, que es cuidadosa en el momento de lidiar con la familia. Se ha citado, en las reinternaciones, principalmente de niños con enfermedades crónicas, la creación del vínculo como factor positivo. Se relataron, también, el cariño y la buena acogida como demostraciones de los demás profesionales. Conclusión: se entiende que el enfermero se debe hacer presente y proporcionar un cuidado humanizado al niño y a su familia, ya que se encuentran en un período de fragilidad. Descriptores: Niño hospitalizado; La Familia; Salud del Niño; Atención de Enfermería; Enfermería Pediátrica; Enfermería.


Keywords


Criança hospitalizada; Família; Enfermagem

References


Referências

Silva JL, Santos EGO, Rocha CCT, Valença CN, Junior OGB. Organização do trabalho de Enfermagem diante da inserção dos cuidados familiares com a criança hospitalizada. Rev. Rene. 2015; 16(2):226-32.

Ponte KMA, Silva LF, Aragão AEA, Guedes MVC, Zagonel IPS. Cuidados de enfermagem que proporcionam conforto à criança hospitalizada: visão do responsável. UNOPAR Cient., Ciênc. biol. saude. 2015; 17(3):165-8.

Nascimento ML, Pieszak GM, Arrué AM, Carvalho SORM. Crianças egressas de terapia intensiva neonatal: implicações para as redes sociais de cuidado. Rev. Rene. 2016; 17(5):707-15.

Zacarin CFL, Borges AA, Dupas G. Experiência da família de crianças e adolescentes com estomas gastrointestinais. Ciênc. cuid. saúde. 2018; 17(2):1-7.

Costa TS, Morais AC. A hospitalização infantil: vivência de crianças a partir de representações gráficas. Rev. enferm. UFPE on line. 2017; 11(Supl. 1):358-67.

Sampaio PSS, Angelo M. Cuidado da família em pediatria: vivência de enfermeiros em um hospital universitário. Rev. soc. bras. enferm. ped. 2015; 15(2):85-92.

Azevêdo AVS, Júnior ACL, Crepaldi MA. Interação equipe de enfermagem, família, e criança hospitalizada: revisão integrativa. Ciênc. Saúde Colet. 2017; 22(11):3653-66.

Minayo MCS. Pesquisa Social; teoria, método e criatividade. 29ª ed. Petropólis, RJ: Vozes, 2010.

Triviños ANS. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 2009.

Brasil. Conselho Nacional de saúde. Resolução nº466. Diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisa envolvendo seres humanos. Bioética. Brasília (DF): 2012.

Balbino FS, Meschini GFG, Balieiro MMF, Mandetta MA. Percepção do cuidado centrado na família em unidade neonatal. Rev. enferm. UFSM. 2016; 6(1):84-92.

Ramos DZ, Lima CA, Leal ALR, Prado PF, Oliveira VV, Souza AAM. et al. A participação da família no cuidado às crianças internadas em unidade de terapia intensiva. Rev. bras. promoç. saúde (Impr.). 2016; 29(2):189-96.

Zamberlan KC, Neves ET, Severo VRG, Santos RP. O cuidado à criança com doença crônica ou incapacitante no contexto hospitalar. Rev. pesqui. cuid. fundam. (Online). 2014; 6(3): 1288-301.

Ribeiro JP, Gomes GC, Thofehrn MB, Mota MS, Cardoso LS, Cecagno S. Criança hospitalizada: perspectivas para o cuidado compartilhado entre enfermagem e família. Rev. enferm. UFSM. 2017; 7(3):350-62.

Gomes GC, Erdmann AL, Oliveira PK, Xavier DM, Santos SSC, Farias DHR. A família durante a internação hospitalar da criança: contribuições para a enfermagem. Esc. Anna Nery Rev. Enferm. 2014; 18 (2): 234-40.

Ziviani J, Darlington Y, Rodger S, Watter P. Early intervention services of children with physical disabilities: complexity of child and family needs. Aust Occup Ther J. 2014; 61 (2):67-5.

Salehi Z. Survey of parents Satisfaction of infants admitted in the NICU. Iran J Crit Care Nurs. 2015; 7 (4): 245-55.




DOI: https://doi.org/10.5205/1981-8963-v12i12a238298p3279-3286-2018



 

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

doaj

capes bvs ebesco elsevier nlm diadorim periodicaabec

 

cinahl citefactor cuidenplusb socolar ulrichs sumarios

 

Licença Creative Commons

All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License