Diagnósticos de enfermagem à mulher com infecção puerperal

Cleonice Cristina de Souza Moura, Rita de Cássia de Oliveira, Rejane Marie Barbosa Davim, Gilvaneide Silva Paula, Maria da Guia de Medeiros, Maria das Vitórias Santos Medeiros, Rennê de Figueirêdo Bezerra Lucena, Lariane Thays Albuquerque Ribeiro

Resumo


RESUMO

Objetivo: identificar diagnósticos de enfermagem à mulher com infecção puerperal. Método: trata-se de estudo bibliográfico, descritivo, tipo revisão integrativa. Pesquisaram-se artigos nas bases de dados LILACS, MEDLINE e Biblioteca Virtual SciELO entre os anos de 2007 a 2016. Analisaram-se os dados de forma descritiva pelos resultados apresentados em figuras. Resultados: totalizaram-se 70 artigos e, após refinamento, 13 foram elegíveis para a discussão com a literatura. Conclusão: conclui-se que os diagnósticos de enfermagem, planejados pelo enfermeiro, avaliam os sentimentos maternos, estimulam a prática de relaxamento, promovem a autoestima às usuárias, transmitem confiança e dinâmica familiar, investigam fatores que aliviam a dor das puérperas e orientam procedimentos do autocuidado quanto ao banho e higiene do recém-nascido. Transmite-se confiança de quanto a usuária necessita para lidar com a situação atual, examinando a pele adjacente para detectar sinais flogísticos, estimulando a ingestão adequada de alimentação rica em fibras, conforme a prescrição médica, encorajando a puérpera em suas necessidades fisiológicas sem medo de se esforçar e estimulando a deambulação. Descritores: Gestantes; Parturientes; Hemorragia Pós-Parto; Mortalidade Materna; Infecção Puerperal; Saúde da Mulher.

ABSTRACT

Objective: to identify nursing diagnoses to women with puerperal infection. Method: this is a bibliographic, descriptive, integrative review type study. Articles in the LILACS, MEDLINE and SciELO Virtual Library databases were searched between 2007 and 2016. The data was analyzed in a descriptive way by the results presented in figures. Results: totaling 70 articles, and after refinement, 13 were eligible for discussion with the literature. Conclusion: Nursing diagnoses, planned by nurses, evaluate maternal feelings, stimulate relaxation practice, promote self-esteem among users, transmit confidence and family dynamics, investigate factors that relieve pain of puerperal women, and guide patient self-care about bathing and hygiene of the newborn. Reliability of how much the wearer needs to deal with the current situation is examined by examining adjacent skin for phlogistic signs, stimulating the appropriate intake of fiber-rich diet as prescribed by the physician, encouraging the puerpera in her physiological needs without fear of to strive and stimulate walking. Descriptors: Pregnancy; Parturient; Pospartum Hemorrhage; Maternal Mortality; Puerperal Infection; Women´s Health.

RESUMEN

Objetivo: identificar diagnósticos de enfermería a la mujer con infección puerperal. Método: se trata de estudio bibliográfico, descriptivo, tipo revisión integrativa. Se investigaron artículos en las bases de datos LILACS, MEDLINE y Biblioteca Virtual SciELO entre los años de 2007 a 2016. Se analizaron los datos de forma descriptiva por los resultados presentados en figuras. Resultados: se totalizaron 70 artículos y, después de refinamiento, 13 fueron elegibles para la discusión con la literatura. Conclusión: se concluye que los diagnósticos de enfermería, planificados por el enfermero, evalúan los sentimientos maternos, estimulan la práctica de relajación, promueven la autoestima a las usuarias, transmiten confianza y dinámica familiar, investigan factores que alivian el dolor de las puérperas y orientan procedimientos del. autocuidado en cuanto al baño e higiene del recién nacido. Se transmite la confianza de cuánto la usuaria necesita para lidiar con la situación actual, examinando la piel adyacente para detectar señales flogistas, estimulando la ingestión adecuada de alimentación rica en fibra, conforme a la prescripción médica, alentando la puérpera en sus necesidades fisiológicas sin miedo de se esforzar y estimulando la deambulación. Descriptores: Embarazo; Mujeres Embarazadas; Hemorragia Posparto; Mortalidad Materna; Infección Puerperal; Salud de la Mujer.


Palavras-chave


Gestantes, Parturientes, Hemorragia Pós-Parto, Mortalidade Materna, Infecção Puerperal, Saúde da Mulher.

Texto completo:

PDF (English) PDF

Referências


- Martins Filho ED, Santos AC, Rodrigues Junior RST, Adeadato L, Coutinho I, Katz L. Perfil epidemiológico e clínico de pacientes admitidos com diagnóstico de sepse puerperal de origem pélvica em UTI obstétrica no Nordeste do Brasil. Rev Bras Saúde Mater Infant [Internet]. 2010 [cited 2019 Mar 10];10(4):469-75. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S1519-38292010000400007

- Machado NXS, Praça NS. Centro de parto normal e assistência obstétrica centrada nas necessidades da parturiente. Rev Esc Enferm USP [Internet]. 2006 [cited 2019 Mar 10];40(2): 274-9. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342006000200017

- Medeiros GO, Souza LM. Proposta de criação de protocolo de enfermagem para o cuidado de pacientes com abcesso de parede pós-cesárea. Comun Ciência Saúde [internet]. 2010 [cited 2019 Mar 10];21(1):1-20. Available from: http://www.escs.edu.br/pesquisa/revista/2010Vol21_1art03propostacriacao.pdf

- Kuchenbecker R, Santos RP, Seligman BGS. Uma década de redução das infecções hospitalares no Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Rev HCPA [Internet]. 2012 [cited 2019 Mar 10];32(1):3-4. Available from: http://seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/27334/0

- Aguiar DF, Lima ABG, Santos RB. Uso das precauções-padrão na assistência de enfermagem: um estudo retrospectivo. Esc Anna Nery Rev Enferm [Internet]. 2008 [cited 2019 Mar 15];12(3):571-7. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S1414-81452008000300027

- Ministério da Saúde (BR). Leis e Decretos. Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986. Dispõe sobre a regulamentação do exercício da enfermagem e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 8 de junho de 1987. Available from: http://www.cofen.gov.br/lei-n-749886-de-25-de-junho-de-1986_4161.html

- Patine FS, Furlan MFFM. Diagnósticos de enfermagem no atendimento a puérperas e recém-nascidos internados em alojamento. Arq Ciênc Saúde [Internet]. 2006 [cited 2019 Mar 15];42(4):202-8. Available from: http://repositorio-racs.famerp.br/racs_ol/vol-13-4/Famerp%2013(4)%20ID%20169%20-%2015.pdf

- Bittar DB, Pereira LV, Lemos RCA. Sistematização da assistência de enfermagem ao paciente crítico: proposta de instrumento de coleta de dados. Texto contexto-enferm [Internet]. 2006 [cited 2019 Mar 18];15(4):617-28. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072006000400010

- Castilho NC, Ribeiro PC, Chirelli MQ. A implementação da sistematização da assistência de enfermagem no serviço de saúde hospitalar do Brasil. Texto contexto-enferm [Internet]. 2009 [cited 2019 Mar 18];18(2):280-9. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072009000200011

- Garcia TR, Nóbrega MML. Processo de enfermagem: da teoria à prática assistencial e de pesquisa. Esc Anna Nery Rev Enferm [Internet]. 2009 [cited 2019 Mar 18];13(3):188-93. Available from: http://www.scielo.br/pdf/ean/v13n1/v13n1a26.pdf

Souza MT, Silva MD, Carvalho R. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein [Internet]. 2010 [cited 2019 Mar 19];8(1 Pt 1):102-6. Available from: http://www.scielo.br/pdf/eins/v8n1/pt_1679-4508-eins-8-1-0102.pdf

Pompeo DA, Rossi LA, Galvão CM. Revisão integrativa: etapa inicial do processo de validação de diagnóstico de enfermagem. Acta Paul Enferm [Internet]. 2009 [cited 2019 Mar 19];22(4):434-8. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21002009000400014

Rangaka MX, Wilkinson KA, Glynn JR, Ling D, Menzies D, Mwansa-Kambafwile J, et al. Predictive value of interferon-γ release assays for incident active tuberculosis: a systematic review and meta-analysis. Lancet Infect Dis [Internet]. 2012 [cited 2019 Mar 19;12(1):45-55. Doi: http://dx.doi.org/10.1016/S1473-3099(11)702010-9

- Cofen-Conselho Federal de Enfermagem. Resolução 272 de 27 de agosto de 2002. Dispõe sobre a Sistematização da Assistência de Enfermagem - SAE nas instituições de Saúde Brasileiras. Rio de Janeiro, 2002. Available from: http://www.cofen.gov.br/resoluo-cofen-2722002-revogada-pela-resoluao-cofen-n-3582009_4309.html

- Cofen-Conselho Federal de Enfermagem. Resolução nº 358 de 15 de outubro 2009. Dispõe sobre a Sistematização da Assistência de Enfermagem e a implementação do Processo de Enfermagem em ambientes, públicos ou privados, em que ocorre o cuidado profissional de Enfermagem, e dá outras providências. Brasília, DF, 2009. Available from: http://www.cofen.gov.br/resoluo-cofen-3582009_4384.html

- Smeltzer SC, Bare BG, Brunner, Suddarth: Tratado de enfermagem médico-cirúrgica. 10 ed., Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2006, pp.21-34.

- Barroso LMM, Brito DMS, Galvão MTGL, Oliveira MV. Utilidade da teoria do autocuidado na assistência ao portador do vírus da imunodeficiência humana/síndrome da imunodeficiência adquirida. Acta paul enferm [Internet]. 2010 [cited 2019 Mar 19];23(4):562-7. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21002010000400019

- Truppel TC, Meler MJ, Calixto RC, Peruzzo AS, Crozeta K. Sistematização da Assistência de Enfermagem em Unidade de Terapia Intensiva. Rev bras enferm [Internet]. 2009 [cited 2019 Mar 20];62(2):221-7. Doi:

http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672009000200008

- Antas EMV, Lima CB, Leite KNS, Silva SCR, Silva APD, Santos JO. Sistematização da Assistência de Enfermagem: análise de recursos que viabilizem sua implantação na unidade de clínica médica. Rev enferm UFPE on line [Internet]. 2015 [cited 2019 Mar 20];9(10):9446-55. Doi: http://dx.doi.org/10.5205/reuol.7944-69460-1-SM.0910201544

- Nascimento KC, Backes DS, Koerich MS, Erdmann AL. Sistematização da Assistência de Enfermagem: vislumbrando um cuidado interativo, complementar e multiprofissional. Rev Esc Enferm USP [Internet]. 2008 [cited 2019 Mar 20];42(4):643-8. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342008000400005

- Koerich MS, Backes DS, Nascimento KC, Erdmann AL. Patient care system: bringing health care practice, knowledge and legislation together. Acta paul enferm [Internet]. 2007 [cited 2019 Mar 20];20(4):446-51. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21002007000400010

- George JB, col. Teorias de Enfermagem – Os fundamentos para a Prática Profissional. Porto Alegre, Artes Médicas, 2015, pp.90-106. Available from: https://pt.slideshare.net/nayarakalline1/teorias-de-enfermagem-os-fundamentos-prtica-profissional-julia-b-george

- Andrade AC. A enfermagem não é mais uma profissão submissa. Rev bras enferm [Internet]. 2007 [cited 2019 Mar 20];60(1):96-8. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672007000100018

- Frigstad AS, Nost TH, André B. Implementation of free text format nursing diagnoses at a University Hospital´s Medical Department Exploring Nurses´and Nursing Estudents´ experiences on use and usefulness. A qualitative study. Nurs research pract [Internet]. 2015 [cited 2019 Mar 25];15:1-11. Doi: http://dx.doi.org/10.1155/2015/179275

- Mynarikova E, Ziaková K. The use of nursing diagnoses in clinical practice. Cent Eur Nurs Midw [Internet]. 2014 [cited 2019 Mar 25];5(3):117-26. Doi: http://dx.doi.org/10.15452/CEJNM.2014.05.006




DOI: https://doi.org/10.5205/1981-8963.2019.240384



 

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

doaj

capes bvs ebesco elsevier nlm diadorim periodicaabec

 

cinahl citefactor cuidenplusb socolar ulrichs sumarios

 

Licença Creative Commons

A Revista de Enfermagem UFPE Online foi licenciada com uma Licença Creative Commons