EDUCAÇÃO PERMANENTE: PERSPECTIVAS DE ENFERMAGEM NO CONTEXTO DA ATENÇÃO SECUNDÁRIA À SAÚDE

Carla Tatiana Garcia Barreto, Camilla Silva Dias, Nathália da Silva Pimentel Reis, Alessandra Sant’anna Nunes, Patrícia Ferraccioli Siqueira Lemos, Raíla de Souza Santos

Resumo


Objetivos: descrever o perfil educacional dos profissionais de enfermagem e identificar demandas educativas e educadores em potencial na equipe de enfermagem. Métodos: estudo descritivo, transversal com abordagem quantitativa, realizado com 74 trabalhadores de enfermagem em uma instituição pública universitária de atenção secundária em saúde no município do Rio de Janeiro. Resultados: entre os técnicos de enfermagem 73,9% possuem graduação em enfermagem e 61,8% especialização lato-sensu ou residência. Dos enfermeiros 42,9% possuem especialização lato-sensu ou residência, 32,1% mestrado, 14,3% doutorado. Em relação às demandas educativas 82,4% relatam disponibilidade para participar de atividades de educação permanente, 85,1% preferem o formato de palestras e cursos como forma de aprendizado, 40,0 % dos enfermeiros e 4,3% dos técnicos demonstraram interesse em atuar como educadores. Conclusão: foi possível identificar potencialidades, limitações e promover a problematização para implementação de um processo permanente de educação em saúde, a fim de estimular a adesão dos profissionais de enfermagem no âmbito da atenção especializada.

Palavras-chave


Educação em Saúde; Capacitação em Serviço; Enfermagem; Atenção Secundária à Saúde

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Souza NVDO, Pires AS, Gonçalves FGA, Tavares KFA, Baptista ATP, Bastos TMG. Nursing education and the workplace: perceptions of nursing graduates. Aquichán. 2017 Apr/June; 17(2):204-16. DOI: 10.5294/aqui.2017.17.2.9

Barth PO, Aires M, Santos JLG, Ramos FRS. Continuing health care education: concepts and practices of nurses in basic health units. Rev Eletrônica Enferm. 2014 July/Sept; 16(3):604-11. DOI: 10.5216/ree.v16i3.22020.

Conselho Federal de Enfermagem. Resolução COFEN nº 564/2017. Aprova o novo Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem [Internet]. Brasília: COFEN; 2017 [cited 2019 Aug 10]. Available from: http://www.cofen.gov.br/resolucao-cofen-no-5642017_59145.html.

Silva EPB, Nunes FS, Bueno JLS, Silva MG, Silva PRB, Santos RC, et al. Permanent education as a health professional work instrument. Rev REMECS. 2017 July; 2(2):41-6. DOI: 10.24281/rremecs2526-2874.2017.2.2.41-46.

Viana DM, Araújo RS, Vieira RM, Nogueira CA, Oliveira VC, Rennó HMS. Permanent health education in the perspectiveof nurses infamily health strategy. R Enferm Cent-Oeste Min. 2015 May/Aug; 5(2):1658-68. DOI: 10.19175/recom.v0i0.470

Ceccim RB. Permanent Education in the Healthcare field: an ambitious and necessary challenge. Interface Comum Saúde Educ [Internet]. 2005 Feb [cited 2019 Aug 10]; 9(16):161-77. Available from: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/129275

Lavich CRP, Terra MG, Mello AL, Raddatz M, Arnemann CT. Permanent education actions of nurse facilitators at a nursing education centre. Rev Gaúcha Enferm. 2017 Apr; 38(1):e62261. DOI: 10.1590/1983-1447.2017.01.62261

Ceccim RB. Permanent Education in Health: decentralization and dissemination of pedagogical capacity in health. Ciênc Saúde Coletiva. 2005 Oct/Dec; 10(4):975-86. DOI:10.1590/S1413-81232005000400020

Sade PMC, Peres AM, Brusamarello T, Mercês NNA, Wolff LDG, Lowen IMV. Continuous nursing education requirements in a teaching hospital. Cogitare Enferm. 2019; 24:e57130. DOI: 10.5380/ce.v24i0.57130

Ferreira L, Barbosa JSA, Esposti CDD, Cruz MM. Permanent health education in primary care: an integrative review of literature. Saúde Debate. 2019 Jan/Mar; 43(120):223-39. DOI: 10.1590/0103-1104201912017

Puggina CC, Amestoy SC, Fernandes HN, Carvalho LA, Báo ACP, Alves F. Permanent education in Healthcare: instrument of transformation of nurses’ work. RSPP. 2015 Oct/Dec;16(4):87-97. DOI: 10.22421/1517-7130.2015v16n4p87

Ministério da Saúde (BR), Gabinete do Ministro. Portaria nº 1.996, de 20 de agosto de 2007. Dispõe sobre as diretrizes para a implementação da Política Nacional de Educação Permanente em Saúde [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2007 [cited 2019 Aug 10]. Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2007/prt1996_20_08_2007.html

Erdmann AL, Andrade SR, Mello ALSF, Drago LC. Secondary health care: best practices in the health services network. Rev Latino-Am Enfermagem. 2013 Jan/Feb; 21:131-9. DOI: 10.1590/s0104-11692013000700017

Pereira LA, Silva KL, Andrade MFLB, Cardoso ALF. Permanent health education: a possible practice. J Nurs UFPE on line. 2018 May; 12(5):1469-79. DOI: 10.5205/1981-8963-v12i5a234569p1469-1479-2018

Bujdoso YLV, Trapé CA, Pereira EG, Soares CB. Academia and the social division of nursing work in the Government sector: sinking or surpassing? Ciênc Saúde Coletiva. 2007 Sept/Dec; 12(5):1363-74. DOI: 10.1590/S1413-81232007000500034

Silva LCP, Juliani CMCM. Interference of the day working on the quality of service: contribution to the people management. RAS [Internet]. 2012 Jan/Mar [cited 2019 Aug 10]; 14(54):11-8. Available from: http://www.cqh.org.br/portal/pag/anexos/baixar.php?p_ndoc=267&p_nanexo=294

Souza NVDO, Pires AS, Gonçalves FGA, Tavares KFA, Baptista ATP, Bastos TMG. Nursing education and the workplace: Perceptions of Nursing Graduates. Aquichán. 2017 Apr/June; 17(2):204-16. DOI: 10.5294/aqui.2017.17.2.9




DOI: https://doi.org/10.5205/1981-8963.2021.246165



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

 doajPeriódicoscapes

bvs elsevier nlm diadorim periodicaabec

 

cinahl citefactor cuidenplusb socolar ulrichs sumarios