O BRASIL E AS GEOGRAFIAS DO MEDO: SIM, A HISTÓRIA DA BARBÁRIE HUMANA SE REPETE!

Alcindo José Sá

Resumo


O filósofo Cornelius Castoriadis, refletindo sobre os dissabores do nosso tempo, alegava que muito já foi dito a respeito dos processos excludentes da estrutura capitalista globalizada do nosso tempo, mas precisávamos repetir sempre o mesmo assunto, já que a humanidade não se atém ao essencial para mudar o panorama. O mesmo acontece com a violência que acomete o mundo e, em especial, o Brasil. Muito tem se falado e, creio, precisamos rebater ainda mais a temática, já que a barbárie e a violência tende sempre a um crescimento exponencial. Neste texto procuro discutir, reforçando outros artigos, os caminhos desumanos que o país está trilhando em reforço à incivilidade e, ao mesmo, tempo, ancorando-me em vários autores, tento vislumbrar saídas a essa geografia do medo que se estabelece como destino traçado e “acabado”.

 

Palavras-chave: geografia do medo, Pernambuco, Brasil, norma, lei, barbárie, Paidéia, civis.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES