EXTREMO MÁXIMO DE PRECIPITAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Josiclêda Domiciano Galvíncio, Francisco de Assis Salviano de Sousa, Magna Soelma Beserra de Moura

Resumo


A precipitação máxima provável (PMP) no estado da Paraíba usando a técnica de Hersfield (1961) foi estimada utilizando dados anuais de precipitação máxima de 1 dia para o período de 33 a 75 anos, obtidos em 72 postos. Neste artigo, foram analisados os dados precipitação anual para períodos de 1 dia no estado da Paraíba baseado em um fator de freqüência K igual 6. Baseado nos dados de precipitação obtidos nas estações, o maior valor de freqüência obtido foi 60%, com a precipitação máxima diária variando de 51 a 100 mm. A freqüência de 60% foi usada em seguida para estimar os valores de PMP para 24 horas, nos 72 postos. Usando esses valores de PMP estimados foi elaborado um mapa com a distribuição espacial da PMP de 24 horas. Foi observado que a PMP de 24 horas sobre o estado da Paraíba variou de 177 to 443 mm. O mapa de PMP é considerado importante para determinar valores confiáveis e consistentes de PMP para o estado da Paraíba, e pode ser usado na elaboração de projetos de estruturas hidráulicas, especialmente na construção de pequenos e grandes reservatórios de água, como barragens, represas, etc.
Palavras-chaves: Maximum precipitação, vazão, Paraíba

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJ
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES

 

 

 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.