O IMPULSO À ANÁLISE ESPACIAL A PARTIR DO TRABALHO DE FRED SCHAEFER “EXCEPCIONALISMO EM GEOGRAFIA: UM ESTUDO METODOLÓGICO” (1953): QUESTÕES CONTEXTUAIS E TEÓRICO METODOLÓGICAS

Maria Soares da Cunha, Maria Geane Bezerra da Silva

Resumo


O presente ensaio explora as principais concepções e aspectos metodológicos que nortearam o "movimento teórico em geografia", impulsionado pelo trabalho de Fred K. Schaefer na obra “Excepcionalismo em Geografia: um estudo metodológico”, cuja primeira edição foi publicada em 1953. Procura-se, na primeira parte, explicitar o contexto e lógica de uma importante caudal de renovação do pensamento geográfico, representada como afirma Barros (2003), pela emergência e propagação na Geografia das atitudes teóricas denominadas de lógico-positivistas. Na segunda parte, é apresentada uma breve sistematização de duas teorias bastante representativas desse movimento teórico, a Teoria das Localidades Centrais, de Walter Christaller, e a Teoria dos Dois Circuitos da Economia Urbana dos Países Subdesenvolvidos, de Milton Santos. As duas perspectivas marcam uma preocupação com a construção de um modelo teórico explicativo da organização do espaço em dois momentos da história do pensamento geográfico.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.51359/2238-6211.2007.228681

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJ
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES

 

 

 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.