O CAPITAL SOCIAL COMO INSTRUMENTO DE INTEGRAÇÃO DA SOCIEDADE E COMBATE À VIOLÊNCIA URBANA

Mário Ferreira da Silva Mélo

Resumo


Nos últimos anos, o tema capital social tem sido tratado como uma nova forma de reflexão sobre a dinâmica e a organização das sociedades. Atua como uma ferramenta em que à medida que se reproduz, também potencializa as chances de desenvolvimento e regeneração do tecido social. Trata-se de uma articulação entre os atores que propiciem combater o individualismo e a perda do senso de pertencimento que provoca a erosão das bases de convivência coletiva, desencadeando uma desarticulação e a degradação social. Um dos principais indicadores do desequilíbrio nos estoques de capital social reflete-se, sobretudo na expansão da violência nos grandes centros urbanos, tanto do mundo subdesenvolvido como nos países ditos “emergentes”. Contudo, inúmeras iniciativas estão se mostrando positivas como o programa de combate a violência na cidade de Bogotá, que através de medidas de resgate do capital social e mudanças na estrutura das políticas públicas, conseguiu, em 10 anos, transformar uma das cidades mais violentas do mundo em um das mais seguras. A cidade do Recife ocupa atualmente as primeiras posições no ranking das mais violentas do Brasil. Cabe, no entanto, uma reflexão se o caso colombiano seria uma esperança concreta para os recifenses.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES