O PÓLO SECO DE FRUTICULTURA IRRIGADA PETROLINA JOAZEIRO: UM ESPAÇO OBJETO DO PODER HEGEMÔNICO DE MERCADIFICAÇÃO E NORMATIZAÇÃO SÓCIO AMBIENTAL

Maêlda de Lacerda Barros, Alcindo José de Sá

Resumo


O presente artigo refere-se ao processo produtivo de mercadificação e normatização sócio ambiental praticado por grupos hegemônicos globalizados que utilizam o espaço geográfico como espaço-objeto. Os instrumentos materiais que alicerçam a natureza do que se propõe chamar, neste trabalho, de espaço-objeto compreendem um conjunto indissociável de bases técnicas e de fundamentos sociais e políticos. Concorre para ser assunto de análise empírica desses processos e fatores o pólo xérico (seco) de fruticultura irrigada Petrolina-Juazeiro, uma região semi-árida, que antes era concebida como um lugar inóspito (por suas condições naturais), e agora é apresentada pela nova ordem do mercado capitalista como um fenômeno natural de grandes vantagens comparativas e competitivas - na linguagem do mercado. Neste caso, a referida análise compreenderá a forma como os atores hegemônicos globalizados aplicam as suas regulamentações e desregulamentações para garantir a exploração da escala sócio ambiental de interesse econômico através de um ilimitado conjunto de normatizações, cujos mediadores utilizados para tal propósito são as instituições públicas governamentais estatais.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES