INFLUÊNCIA DA PRECIPITAÇÃO NA ABUNDÂNCIA DE POPULAÇÕES DE PLANTAS DA CAATINGA

Wbaneide Martins de Andrade, Elcida de Araújo Lima, Maria de Jesus Nogueira Rodal, Carlos Ramirez Franco da Encarnação, Rejane Magalhães de Mendonça Pimentel

Resumo


Objetivou-se avaliar a influência da precipitação na abundância de algumas populações do componente arbustivo-arbóreo da vegetação da caatinga, uma floresta seca estacional. Foi realizado levantamento em 1 ha de caatinga em Brejo da Madre de Deus-PE, onde foram amostradas plantas com diâmetro ao nível do solo  a 3 cm e altura  1 m e calculadas as abundâncias populacionais. As densidades e dominâncias de seis populações foram comparadas com as registradas para 16 habitats de caatinga estudadas com os mesmos critérios de inclusão de plantas. Os habitats foram separados em áreas mais e menos chuvosas. Relações entre precipitação-densidade ou dominância foram analisadas através de análise de regressão. O número de espécies, densidade e dominância totais da área de estudo foram de 32; 2,822 ind.ha-1 e 19,45 m2.ha-1, respectivamente. Não houve relação significativa entre precipitação e densidade ou dominância em áreas agrupadas como mais chuvosas, com precipitação anual  615,25 mm ano-1. Nas áreas menos chuvosas as densidades populacionais aumentaram exponencialmente com a redução da precipitação para as populações de Schinopsis brasiliensis, Commiphora leptophloeos e Caesalpinia pyramidalis. Para C. pyramidalis e C. leptophloeos também houve aumento exponencial de dominância com redução de precipitação. Sugere-se que a influência da precipitação sobre densidade e dominância seja mais intensa quando água for um fator mais restritivo. Nesta condição as espécies tendem a adotar uma estratégia de aumento na reprodução, e assim, aumento na densidade populacional.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES